sábado, 24 de julho de 2010

O Amor Divino

Podemos ser ótimas pessoas, freqüentar a igreja todos os dias da semana, dar ofertas, dízimos, ler a Bíblia regularmente e até orar, mas estas coisas não nos fazem merecer o amor de Deus, o que é inegociável, não pode ser comprado; nossas obras não nos darão aceitabilidade diante do Senhor. É Ele quem nos ama.

O Senhor ama a todos por igual. Ele não faz acepção de pessoas; a única diferença que poderemos ver é o grau de responsabilidade de cada um para com o Seu Reino. Estamos no mesmo nível diante dele. “Todos nós somos como o imundo e todos os nossos atos de justiça como trapo de imundícia” (Is. 64.6). Temos uma natureza pecaminosa que necessita de perdão, que nos foi proporcionado pelo intermédio da morte e ressurreição de Jesus Cristo.

A salvação e a ajuda divina são dons que recebemos de Deus, para destruir o inimigo. “Pois é pela graça que sois salvos, por meio da fé – e isto não vem de vós, é Dom de Deus – não das obras, para que ninguém se glorie!” (Ef. 2.8,9). Jamais conseguiremos nos purificar sozinhos nem vencer o inimigo por nossas próprias forças. Precisamos confiar em Jesus e na obra que ele fez por nós na cruz. Deus jamais nos rejeita, o amor com que nos ama é imensurável. Ele sempre perdoa as nossas faltas. Ele nos protege dos ataques malignos, e, essas bênçãos são grátis. Apenas creiamos em seu amor e confiemos em suas promessas de salvação.

Deus é o amigo de todos os momentos. Como uma mãe, Ele deseja afagar-nos em seus braços. Como defensor, nos protegerá.“Disse-vos estas coisas para que em mim tenhais paz. No mundo tereis aflições. Mas tende bom ânimo! Eu venci o mundo” (Jo. 16.33). Enquanto existirmos, haverá lutas e tribulações, mas não desanimemos, pois Jesus está conosco e, Ele já venceu o mundo.“Mas agora, assim diz o Senhor que te criou, ó Jacó, e que te formou, ó Israel: Não temas, porque eu te remi; chamei-te pelo teu nome. Tu és meu. Quando passares pelos rios, eles não te submergirão.

Quando passares pelo fogo, não te queimarás, nem a chama arderá em ti”. (Is. 43.1,2). Isaías lembrou a Israel que Deus seria o defensor e protetor do povo, não só no campo físico, mas também na área mental e espiritual. Apenas deviam confiar, e, Deus sempre os livraria, quando fosse necessário.

Neste mundo, enfrentamos uma enxurrada de atrações tentadoras todos os dias, aí, precisamos de Jesus. Os rios não transbordarão, o fogo não nos queimará. Basta apenas confiarmos em Deus. Não é a nossa confiança que nos mantém firmes, mas o Deus em quem confiamos é que nos protege.

Quando as provações forem tantas a ponto de desanimarmos, lembremo-nos que Jesus tem o escape. Nele, podemos confiar. Nele, obtemos a vitória. Quando o diabo bater à porta de nossos corações, através das dúvidas e anseios, peçamos a Cristo que o recepcione. A vida está cheia de surpresas e não sabemos em que momento elas virão. Deus nos conduzirá vitoriosos a cada etapa de nossa vida, O fogo não nos queimará.

As vezes o inimigo nos cerca, mas Deus tem um exército de prontidão para nos socorrer. Basta uma ordem divina e ele age imediatamente. Os anjos estão a disposição do Senhor para nos proteger. Ele sabe onde estamos e cuida de cada um de nós com muito amor.

Se vivermos em comunhão com Deus, nos firmaremos nesta promessa: “sujeitai-vos, pois, a Deus. Resisti ao diabo, e ele fugirá de vós. Chegai-vos a Deus, e ele se chegará a vós. Lavai as mãos, pecadores, e vós de duplo ânimo, purificai os corações.” (Tg. 4.7,8).

Esta é a certeza da nossa grande vitória na batalha espiritual. Os demônios não são derrotados por nossas próprias forças. Não conseguimos purificar a nós mesmos e perdoar os nossos próprios pecados e nem obter o favor de Deus por nossas boas obras. Tiago diz: Se vocês quiserem vencer o diabo, vocês tem que submeter suas vidas inteiramente a Jesus Cristo. Não há outro caminho para a vitória.

Se vocês quiserem vencer os vícios, as tentações e as forças invisíveis do mal, submetam-se a Deus, vivendo uma vida de comunhão com Ele. Muitas pessoas, até mesmo grandes teólogos, apresentam um Deus complicado, mas os planos do Senhor são simples e estão acessíveis a qualquer pessoa.

Tudo o que precisamos fazer é nos entregarmos a ele. Eis algumas coisas que a Palavra do Senhor diz: “Sou santo” (1 Pe. 2.9); Sou inculpável (Cl. 1.21,22); Não há condenação sobre mim (Rm. 8.1,31-39); Sou de Deus (jo. 1.12; Rm. 8.16,17); Tenho o poder de Deus em mim(Ef. 1.19) ; Sou abençoado em Cristo (Ef. 1.3); Tenho os dons de Deus (Ef. 4.17; 1 Pe. 4.10);Deus me ama (Jr. 31.3; Jo. 3.16).

O Senhor está pronto para nos receber.

Podemos orar no quintal, clamar dentro do carro ou, silenciosamente, no local de trabalho. E, quando nos aproximamos de Deus, o inimigo foge. “Levante-se Deus, sejam dissipados os seus inimigos” (Sl. 68.1).

Onde quer que nos encontremos, estaremos sempre perto do Senhor.

Graça e Paz