segunda-feira, 13 de setembro de 2010

Quem tem governado sua vida, luz ou trevas?


E esta é a mensagem que dele ouvimos, e vos anunciamos: que Deus é luz, e não há nele trevas nenhuma. Se dissermos que temos comunhão com ele, e andarmos em trevas, mentimos e, não praticamos a verdade. Mas, se andarmos na luz, como ele na luz está, temos comunhão uns com os outros, e o sangue de Jesus Cristo, seu Filho, nos purifica de todo o pecado. (I João 1.5-7)


As trevas cegam, não conseguimos ver no escuro, portanto quando andamos nas trevas (pecado) estamos cegos para as coisas de Deus e do seu Reino.


O que tem no mundo? Trevas!!


A Bíblia é clara, quem anda no mundo o amor do Pai não está nele (1João 2.15), pois, está envolvido com os valores e costumes do mundo terreno e não há comunhão entre a luz e as trevas. Mesmo no mundo físico, aonde a luz chega, as trevas vão embora.


Porque tudo o que há no mundo, a concupiscência da carne, a concupiscência dos olhos e a soberba da vida, não são do Pai, mas do mundo. (1João 2.16)


Tudo isso é passageiro, por isso precisamos buscar as coisas do alto, essas sim são eternas.


Quando buscamos as coisas do alto, dedicando tempo à oração, à leitura da Palavra, passamos a gostar das coisas que Deus gosta; a própria Palavra é clara em dizer que ao conhecermos a verdade ela nos liberta. Passamos a valorizar o que Deus valoriza, os valores do Senhor passam a ser os nossos valores.


Ao colocar o nosso coração nas coisas do alto, o fruto do Espírito Santo é gerado em nosso interior pelo seu agir.


As tribulações, aflições e perseguições continuam a acontecer em nossas vidas, porém a nossa reação a elas são totalmente diferenciadas de antes. Nos entristece sim, não ficamos insensíveis, todavia não nos abate mais, porque passamos a ver a dimensão dos fatos no mundo espiritual, as escamas caem e nossos olhos são abertos. E a unção que vós recebestes dele, fica em vós, e não tendes necessidade de que alguém vos ensine; mas, como a sua unção vos ensina todas as coisas, e é verdadeira, e não é mentira, como ela vos ensinou, assim nele permanecereis. (1João 2.27)


A alegria e prazer que sentíamos antes pelas coisas e prazeres mundanos passam e a alegria em servir ao Senhor dos Senhores sem tornam o novo foco dos nossos desejos.


Todavia a maior recompensa de todas é uma vida na eternidade com alegria, regozijo e paz.


Somos limitados e falhos, por isso pecamos todos os dias, mas o nosso consolo e conforto é citado pelo apóstolo João em 1João 1.8 e 9 que diz: Se dissermos que não temos pecado, enganamo-nos a nós mesmos, e não há verdade em nós. Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados, e nos purificar de toda a injustiça.


Acenda a luz e fique limpo.


Lidiomar T. Granatti


Graça e Paz