sexta-feira, 10 de setembro de 2010

A Totalidade ou Universalidade do Pecado

Amados em Cristo Jesus, estamos no terceiro estudo sobre o Pecado, e hoje quero abordar a questão da totalidade ou universalidade do pecado. Em estudos / postagens anteriores falamos sobre o conceito do pecado e depois sobre a queda do homem.


Pecado - Lição 01

Pecado - Lição 02


A Bíblia esclarece que foi pelo primeiro homem, Adão, que o pecado entrou na humanidade. O texto de Romanos 5.12 nos mostra isso: Portanto, da mesma forma como o pecado entrou no mundo por um homem, e pelo pecado a morte, assim também a morte veio a todos os homens, porque todos pecaram;

Como somos decendente de Adão, cremos que toda a humanidade descende dele, temos no livro de Salmos, capítulo 51, versículo 5, o reconhecimento do salmista que todo ser humano já nasce em pecado: Sei que sou pecador desde que nasci, sim, desde que me concebeu minha mãe.

A natureza pecaminosa do homem já nasce com ele, e justamente esta natureza pecaminosa vai se desenvolvendo e levando todos os seres humanos a infligirem os atos pecaminosos cada vez mais claros contra o Senhor Deus e contra o seu próximo.

Até hoje nos atingem as conseqüências do ato pecaminoso de Adão e Eva. Uma escolha errada que foi desobedecer a Deus nos atingem nos nossos dias. O pecado é responsável por toda miséria e condenação que está sobre a humanidade.

A palavra de Deus nos afirma em Romanos 3.23 – pois todos pecaram e estão destituídos da glória de Deus,

Em Romanos 6.23 – Pois o salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna em Cristo Jesus, nosso Senhor.

Em Eclesiaste 7.20a – Todavia, não há um só justo na terra,

Em 1 João 1.8 – Se afirmarmos que estamos sem pecado, enganamo-nos a nós mesmos, e a verdade não está em nós.

Amados em Cristo Jesus, temos que entender e buscar de Deus a misericórdia e perdão dos nossos pecados. Que o Espírito Santo de Deus possa nos trazer a mente aquilo que está nos atrapalhando na perfeita comunhão com o Criador.

A Graça e a Paz de nosso Senhor Jesus Cristo.

Moacir Neto