quinta-feira, 21 de outubro de 2010

Fazer as pazes com Deus? Impossível!

Mas também por nós, a quem será tomado em conta, os que cremos naquele que dentre os mortos ressuscitou a Jesus nosso Senhor.

- “A senhora está seriamente doente, não é?”, perguntou um homem que fazia visitas evangelísticas em hospitais a uma paciente que jazia no leito sem a menor esperança de cura.

- “Sim, mas eu estou perfeitamente confortada”, foi a resposta dela.

- “Então a senhora já fez as pazes com Deus?”

- “Não”, falou a mulher com impressionante calma. O visitante ainda insistiu:

- “A senhora não acha que é tempo de fazer isso?” A resposta foi curta:

- “Não”.

O visitante ficou confuso. Se aquela mulher não era completamente indiferente a Deus, então, pensou, deveria ser muito arrogante. Continuou, intrigado:

- “A senhora está consciente do fato de que seus dias estão contados e que em breve terá de comparecer diante do Deus santo?”

- “Sim, eu sei muito bem disso”.

- “E isso não lhe causa temor?”, perguntou o homem cada vez mais curioso.

- “Não, não tenho o menor temor”.

A paciente olhou para o visitante e sorriu. E, por fim, explicou:

- “Eu não fiz as pazes com Deus. Eu não tenho como fazer e nem poderia fazer se quisesse. Mas o meu Salvador, Jesus Cristo, fez “a paz pelo sangue da sua cruz” (Colossenses 1:20).

- É isso o que a Bíblia diz, e ela é a Palavra de Deus. Eu descanso na obra de redenção que o meu Senhor Jesus realizou por mim na cruz.

- Minha alma está em perfeita paz.

- Eu posso me encontrar com meu Senhor sem medo de nada”.

O visitante respirou aliviado.

Extraído do site Boa Semente

Por Lidiomar T. Granatti

Graça e Paz