quinta-feira, 11 de novembro de 2010

É possível crer descrendo?

Na verdade, na verdade vos digo que quem ouve a minha palavra, e crê naquele que me enviou, tem a vida eterna, e não entrará em condenação, mas passou da morte para a vida (João 5.24).

Será que um crente pode realmente afirmar: “Eu recebi o dom de Deus. Meus pecados estão perdoados, tenho a vida eterna, me tornei filho de Deus e tenho plena convicção de que estarei com Deus na glória”?

Muitos consideram superioridade, arrogância ou até ilusão declarar tal coisa. Porém, o que o Senhor Jesus disse? “Quem ouve a minha palavra, e crê… tem a vida eterna, e não entrará em condenação”. Então, de acordo com essa palavra, os que crêem podem de fato afirmar que possuem a vida eterna, mesmo na fragilidade de seu corpo natural, que irá perecer.

Isso não é apenas um desejo, ou uma esperança; é realidade, pois é conseqüência da obra realizada pelo Senhor Jesus na cruz.

Os discípulos de Jesus não permitem que a opinião das outras pessoas destrua essa verdade divina dentro de seu coração. Não importa se os demais considerem isso conjectura ou engano.

A segurança deles vem da fé que têm no nosso grande Deus que enviou Seu Filho, o Senhor Jesus, para ser o Salvador do mundo.

Crer em Deus é basicamente acreditar no que Jesus Cristo disse e obedecer a tais palavras.

Como podemos dizer que cremos em Deus e duvidar das coisas que o Senhor falou? No entanto, é assim que a maioria vive: dizem que crêem, mas duvidam, ou seja, crêem descrendo.

Como somos gratos pelo fato do Senhor Jesus ter morrido pelos pecadores!

A todos os que O recebem pela fé, Ele concede o Espírito Santo, que nos ensina e capacita a viver uma vida que agrada a Deus; vida essa com novos objetivos, novas motivações e profunda alegria jamais experimentada anteriormente.

Extraído do Devocional Boa Semente

Por Lidiomar

Graça e Paz