segunda-feira, 10 de janeiro de 2011

O centro

“Segundo a minha intensa expectação e esperança… Cristo será, tanto agora como sempre, engrandecido no meu corpo, seja pela vida, seja pela morte. Porque para mim o viver é Cristo, e o morrer é ganho” (Filipenses 1.20-21)

A verdadeira devoção cristã está personificada nessa breve sentença: “Para mim o viver é Cristo”. Paulo não diz “para mim o viver é trabalhar”, nem “para mim o viver é a moralidade, religião, ou benevolência”.

Quem era tão devotado quanto o “grande trabalhador”? Quem era — usando a linguagem do dia-a-dia nosso — mais religioso, mais benevolente ou moral que Paulo?

Ele fala de si que era “zeloso”, “hebreu de hebreus”. Não que ele não valorizasse tais coisas, porém ele amava Cristo infinitamente mais que tudo isso!

O principal objetivo de Satanás é manter Cristo fora de nosso coração.

Satanás odeia Cristo e irá usar todo e qualquer meio para nos afastar dEle.

Podem ser as mais vis paixões humanas, ou as aparentemente mais sublimes e boas virtudes, como a religião, a benevolência, altruísmo, e moralidade. Porém, nunca, jamais ajudará alguém a se tornar devotado a Cristo.

O alvo primordial do diabo é ocupar o coração do homem com qualquer coisa que não Cristo.

O segredo de todo serviço aceitável é ter como meta agradar a Deus, a fim de que o Senhor possa afirmar: “Isso foi feito para Mim”(Mateus 25.40)

E que privilégio maravilhoso fazer as mínimas ações para Cristo e tê-Lo sempre preenchendo o coração!

O serviço cristão é apenas aquilo que é feito para Cristo, e não em nome de Cristo somente.

Todos os pensamentos de Deus estão focados em Jesus – Seu propósito eterno é exaltar e glorificar o Nome de Seu Filho.

O universo inteiro será chamado para ser reunido em torno do Centro: o Senhor Jesus. Mas isso acontecerá no futuro.

Agora, hoje, o cristão é chamado a antecipar esse dia e fazer do Senhor Jesus sua total prioridade nas grandes e pequenas coisas.

Extraído do Devocional boa Semente

Por Lidiomar

Graça e Paz