sábado, 25 de junho de 2011

O filho da paz

“Porque também nós éramos noutro tempoinsensatos, desobedientes, extraviados, servindo a várias concupiscências edeleites, vivendo em malícia e inveja, odiosos, odiando-nos uns aos outros”(Tito3.3)

Até 1962, em Irian Jaya,Indonésia, o povo sawi vivia em completo isolamento do mundo. Os sawis eramcanibais e seu mais alto valor como povo era a traição e o engano. Podiamaparentar amizade com as tribos vizinhas durante meses, fazendo se sentiremseguros para então cair cruel e repentinamente sobre eles. Chamavam isso de“cevar com amizade para a matança”.

Em 1962, o casalRichardson, missionários norte-americanos, foi viver com essa tribo. O casalaprendeu o idioma sawi e logo pôde lhes contar as primeiras histórias bíblicas.Mas os relatos acerca da vida e obra do Senhor Jesus não pareciam interessar ossawis.

No entanto, certa vez DonRichardson viu que eles estavam gostando de sua narrativa. Isso aconteceuquando lhes contava como Judas traiu o Senhor Jesus. Os sawis escutaram commuita atenção que Judas havia estado por mais de três anos com o Senhor Jesus,fazia as refeições com Ele, andava com Ele… e, contudo, O traiu.

Neste ponto, o missionáriopercebeu uma admiração especial entre os indígenas… e compreendeu que Judas erao herói, o homem que correspondia exatamente ao mais alto ideal da tribo.


Desesperado, ele seesforçou para lhes mostrar a maldade de tal ação; mas naquela noite nãoconseguiu apagar o brilho dos olhos dos sawis.

“Mas quando apareceu a benignidade eamor de Deus, nosso Salvador, para com os homens… segundo a sua misericórdia,nos salvou” (Tito 3.4,5)

Portanto, Judas, o traidordo Senhor Jesus, correspondia ao ideal dos sawis. Don Richardson orou pedindo aDeus a chave para entrar no coração daquela gente para que lhes fizesseentender a grande diferença que existe entre inimizade e traição e a santidadee o amor de Deus.

Mas as dificuldadesaumentaram.

Houve guerra com outraaldeia.

Então o missionáriopresenciou como eles faziam as pazes: um pai do clã inimigo tomou um de seusfilhos e o entregou a um homem da aldeia adversária, que o adotou. Dali em diante,a criança tinha o direito de representar o outro grupo na aldeia dos sawis.

Os demais habitantesimpuseram as mãos sobre o “filho da paz” que havia sido entregue e firmaram umaaliança que, de acordo com a ética sawi, não podia ser violada mediantetraição.
Ali estava a chave para abrir o coração dossawis.

Deus enviou o SenhorJesus, Seu amado Filho, para ser a ponte do intransponível abismo entre oshomens e Deus, a fim de oferecer a paz aos Seus inimigos.

Porém a humanidaderejeitou e matou o Filho de Deus.

Segundo a concepção humana(e também a dos sawis), qualquer possibilidade de paz havia sido anulada.

Mas o amor de Deustriunfou sobre o ódio humano.

Exatamente em virtude damorte do Senhor Jesus na cruz, Deus oferece perdão e salvação aos inimigos.

Dessa maneira, muitossawis compreenderam a mensagem de Jesus Cristo e abriram seu coração aoEvangelho.

Extraído Devocional Boa Semente

Por Lidiomar

Graça e Paz