segunda-feira, 4 de julho de 2011

O Batismo

Naquela ocasião Jesus veio de Nazaré da Galiléia e foi batizado por João no Jordão. Marcos 1.9

O ministério de João Batista havia criado um alvoroço. Ele se viu no centro de um grande avivamento espiritual. Grandes multidões convergiam para a margem do rio Jordão para ouvirem seu apelo ao arrependimento e para serem batizadas. Isso porque o juízo era iminente, dizia ele, e conclamava as pessoas a fugir da ira vindoura.

Talvez tenham sido as notícias desse movimento de avivamento que convenceram Jesus a deixar sua casa e os parentes para juntar-se a ele.

Contudo, não é de surpreender que, quando Jesus se apresentou a João para ser batizar, este tenha a princípio se recusado a fazê-lo. Ele já havia falado de Jesus como alguém superior a ele, de quem não era digno nem de desamarrar suas sandálias.

Parecia mais apropriado que Jesus batizasse João do que João batizasse Jesus. Mas Jesus insistiu.

É também estranho para nós que Jesus tivesse pedido para ser batizado. Afinal, o batismo de João era um batismo de arrependimento para o perdão dos pecados, mas Jesus não tinha pecado.

Talvez, então,ele desejasse se identificar com seu povo, sabendo que um dia levaria seus pecados. Em todas as circunstâncias, o batismo de João era uma iniciação para remanescente purificado de Israel.

Quando Jesus se ergueu das águas batismais, o céu se abriu, o Espírito desceu sobre ele emforma de pomba, e uma voz clamou: “Este é o meu Filho... em quem me agrado” (Mt 3.17).

Essas palavras uniram dois textos do Antigo Testamento. Primeiro, “este é o meu Filho” ecoa o Salmo 2.7, em que Deus declarou que orei davídico era seu filho. Segundo, “em quem me agrado” ecoa Isaías 42.1, no qual Deus declarou seu prazer em seu servo.

Assim Jesus foi declarado Filho e servo de Deus.

O batismo deJesus foi um belo momento trinitário, quando o Pai reconheceu o Filho e o Espírito desceu sobre ele. Foi o instante do chamamento de Jesus, algo semelhante ao chamado dos profetas, autorizando-o e equipando-o para a suamissão.

Entãoveio Jesus da Galiléia ter com João, junto do Jordão, para ser batizado por ele. Mas João opunha-se-lhe, dizendo: Eu careço de ser batizado por ti, e vens tu a mim?

Jesus, porém, respondendo, disse-lhe: Deixa por agora, porque assim nos convém cumprir toda a justiça. Então ele o permitiu. E, sendo Jesus batizado, saiu logo da água, e eis que se lhe abriram os céus, e viu o Espírito de Deus descendo como pomba e vindo sobre ele.

E eis que uma voz dos céus dizia: Este é o meu Filho amado, em quem me comprazo. (Mateus 3.13-17)

Retirado de ABíblia Toda, O Ano Todo (Editora Ultimato, 2007)

Por Lidiomar

Graça e Paz