quarta-feira, 16 de novembro de 2011

Conselhos a um jovem líder


Ordene e ensine estas coisas. Ninguém o despreze pelo fato de você ser jovem. 1 Timóteo 4.11-12 

Devo confessar que considero a personalidade de Timóteo bastante parecida com a nossa. Ele era semelhante a nós em toda a nossa fragilidade humana. Não se parecia nem um pouco com as figuras de santos pintadas nos vitrais das igrejas, e uma auréola não se ajustaria à sua cabeça. 

Ao contrário, ele era um autêntico ser humano, com toda a vulnerabilidade que essa condição encerra. Ele era ainda muito jovem e inexperiente. Por causa de seu temperamento tímido, Paulo teve que pedir aos coríntios que o tratassem bem para que ele se sentisse à vontade entre eles. Ele era fisicamente frágil. Sofria de um problema gástrico crônico, para o qual o apóstolo prescreveu um pouco de álcool medicinal. 

Timóteo era assim: jovem, tímido e frágil. O perigo é que essas coisas poderiam comprometer seu ministério. Esse é um problema a que todos os jovens estão sujeitos. Qual a solução? 

O apóstolo Paulo tem a resposta: “Ninguém o despreze pelo fato de você ser jovem, mas ...”. 

A seguir ele apresenta seis razões para que isso aconteça. 

1. Timóteo deveria ser um exemplo (v. 12). 

As pessoas não desprezariam sua juventude se admirassem sua vida e seu caráter. 

2. Deveria dedicar-se à leitura pública das Escrituras, extraindo delas o seu ensino e mostrando, assim, de onde vinha a sua autoridade (v. 13). 

3. Não deveria negligenciar o dom que lhe havia sido dado quando de sua ordenação (v. 14). 

As pessoas não desprezariam os dons de Deus. 

4. Deveria ser diligente e dedicado a fim de que todos pudessem ver o seu progresso (v. 15). 

5. Deveria observar atentamente sua vida e seu ensino para verificar se eram consistentes (v. 16)

6. Deveria demonstrar sensibilidade em seus relacionamentos, tratando as pessoas de forma condizente

Deveria tratar os idosos com respeito, os jovens com igualdade, o sexo oposto com moderação, e todos com aquela afeição que une os membros da família da igreja (5.1-2). 

Essas seis instruções também podem ser expressas na forma de ordens: 

Observe seu exemplo! 

Identifique sua autoridade! 

Exerça o seu dom! 

Mostre o seu progresso! 

Mantenha a sua coerência! 

Acerte os seus relacionamentos! 

Se os jovens líderes observarem essas instruções, as outras pessoas estarão prontas a aceitar seu ministério com gratidão e alegria. 

Manda estas coisas e ensina-as. Ninguém despreze a tua mocidade; mas sê o exemplo dos fiéis, na palavra, no trato, no amor, no espírito, na fé, na pureza. Persiste em ler, exortar e ensinar, até que eu vá. Não desprezes o dom que há em ti, o qual te foi dado por profecia, com a imposição das mãos do presbitério. Medita estas coisas; ocupa-te nelas, para que o teu aproveitamento seja manifesto a todos.Tem cuidado de ti mesmo e da doutrina. 

Persevera nestas coisas; porque, fazendo isto, te salvarás, tanto a ti mesmo como aos que te ouvem. Não repreendas asperamente os anciãos, mas admoesta-os como a pais; aos moços como a irmãos; As mulheres idosas, como a mães, às moças, como a irmãs, em toda a pureza. 1Timóteo 4.11–5.2 

Retirado de A Bíblia Toda, O Ano Todo (Editora Ultimato, 2007) 

Transcrito por Litrazini 

Graça e Paz