segunda-feira, 12 de novembro de 2012

VIDA PELA MORTE? COMO É ISSO?


"Não por meio de sangue de bodes e de bezerros, mas pelo seu próprio sangue, entrou no Santo dos Santos, uma vez por todas, tendo obtido eterna redenção."(Hb.9:12).

Jesus levou Seu próprio sangue para o verdadeiro propiciatório - à presença de Deus, o Santo dos Santos - e ofertou-o para a remissão de todos os pecados, de todos os crentes, de todos os tempos.

A aliança com Moisés, através de sacrifício de animais, trazia alívio temporário, tinha de ser repetido anualmente, entretanto, o derramamento do sangue de Jesus forneceu um sacrifício permanente. Ao aplicar o seu sangue no altar divino, Jesus obteve redenção dos pecados a todos que o recebem através da nova e última aliança.

Jesus asperge Seu próprio sangue quando, pela fé, recebemos sua obra completa no Calvário. Esta não é uma aspersão física; antes, é uma transação legal e espiritual. Ele asperge o sangue nos nossos corações em resposta à nossa fé.

O sangue de Jesus não funciona como um amuleto ou palavra mágica; só produzirá algum efeito nas nossas vidas, se verdadeiramente crermos no poder de Seu sacrifício no Calvário. "A quem Deus propôs, no seu sangue, como propiciação [reconciliação], mediante a fé, para demonstrar a sua justiça pela remissão dos pecados dantes cometidos, sob a paciência de Deus" Rm. 3:25. 

É através da fé que a humanidade é justificada perante os olhos de Deus. O sangue de Cristo é a única maneira de relacionamento correto com Deus.


Confira algumas passagens bíblicas que mostram o Poder avassalador do Sangue do Cordeiro de Deus:

Destruiu a Satanás
“Portanto, visto como os filhos são participantes comuns de carne e sangue, também ele semelhantemente participou das mesmas coisas, para que pela morte derrotasse aquele que tinha o poder da morte, isto é, o Diabo” (Hb.2.14);

Destruiu o poder da morte
“E livrasse a todos aqueles que, com medo da morte, estavam por toda vida sujeitos à escravidão”. (Hb.2.15);

Purgou-nos a consciência
“Quanto mais o sangue de Cristo, que pelo Espírito eterno se ofereceu a si mesmo imaculado a Deus, purificará das obras mortas a vossa consciência, para servirdes ao Deus vivo?” (Hb.9.14);

Purificou o céu

“Era necessário, portanto, que as figuras das coisas que estão no céu fossem purificadas com tais sacrifícios, mas as próprias coisas celestiais com sacrifícios melhores do que estes”.  (Hb.9.23);

Promete-nos a perfeição
“Ora, o Deus de paz, que pelo sangue do pacto eterno tornou a trazer dentre os mortos a nosso Senhor Jesus, grande pastor das ovelhas, vos aperfeiçoe em toda boa obra, para fazerdes a sua vontade, operando em nós o que perante ele é agradável, por meio de Jesus Cristo, ao qual seja glória para todo o sempre. Amém”. (Hb.13.20,21); 

Garante a segunda vinda de Cristo
“assim também Cristo, oferecendo-se uma só vez para levar os pecados de muitos, aparecerá segunda vez, sem pecado, aos que o esperam para salvação”. (Hb.9.28).

 "E eles o venceram pelo sangue do Cordeiro e pela palavra do seu testemunho; e não amaram as suas vidas até à morte." Ap. 12.11

Por Litrazini:
http://www.kairosministeriomissionario.com/

Graça e Paz