domingo, 20 de janeiro de 2013

ZAQUEU – O QUE PROCURAVA


“E (Zaqueu) procurava ver quem era Jesus” (Lc.19.3)

Jesus Cristo veio a Jericó onde Zaqueu, rico cobrador de impostos, vivia. Mas a riqueza dele não lhe trouxe respeito. Naquela época, os que trabalhavam em posições oficiais contratados pelos romanos e tiravam vantagem de seus concidadãos estavam entre as pessoas mais desprezadas pelo povo. Portanto, Zaqueu não conseguia ser feliz de verdade, apesar de ser rico. O que o incomodava de verdade não era a rejeição, mas o fardo que carregava: sua culpa diante de Deus.

Agora o Senhor Jesus estava na cidade. Zaqueu ouviu falar dEle; todos comentavam sobre Seus milagres. Mas nem isso o interessava em particular; ele simplesmente tinha de saber quem era o Senhor Jesus. O Senhor pregava o perdão dos pecados e não evitava os coletores de impostos e pecadores.

Será que era realmente o Redentor, o Filho de Deus, prometido no Antigo Testamento? Será que era a esperança para gente como Zaqueu? Será que sua vida arruinada podia ser colocada em ordem?

Essas eram questões nas quais ele precisava de certeza. Mas não foi tão fácil: havia uma grande multidão cercando o Senhor, e, além disso, Zaqueu era muito baixo. Então correu e subiu em uma árvore. Isso lhe daria uma visão melhor do Senhor Jesus e o possibilitaria ouvir Suas palavras. A folhagem da árvore o escondia e, assim, não chamaria a atenção de ninguém.

Esse era Zaqueu, um homem que procurava paz e perdão. Será que tinha algum plano para encontrá-los? O Senhor Jesus poderia ajudá-lo? O Senhor daria atenção aos odiados pelo povo?

“E quando Jesus chegou àquele lugar, olhando para cima, viu-o e disse-lhe: Zaqueu, desce depressa, porque hoje me convém pousar em tua casa” (Lc. 19.5)

Quando alguém começa sinceramente a procurar o Senhor Jesus e o perdão dos pecados, fica claro que ele mesmo a muito tem sido o procurado pelo Senhor Jesus. Zaqueu estava à procura do Senhor Jesus. E o Salvador o procurou, e o achou em seu esconderijo. Nunca tinham se encontrado antes, no entanto, o Salvador o conhecia pelo nome.

O Senhor Jesus sabia onde Zaqueu estava, e que tipo de homem era. Mas agora Zaqueu descobriria quem Jesus era: o Senhor, que sabia seu nome e, desconsiderando a opinião pública, desejava estar na casa desse publicano.

O Senhor Jesus falou para Zaqueu descer depressa. O Senhor Jesus certamente era o Redentor tão esperado por Israel, o Messias capaz de mudar definitivamente sua vida! Zaqueu O recebeu de braços abertos em sua casa e em sua vida.
A multidão de hipócritas começou a murmurar disso, mas o Senhor veio expressamente para salvar o perdido, como declarou ao próprio Zaqueu: “Hoje veio a salvação a esta casa… Porque o Filho do homem veio buscar e salvar o que se havia perdido” (vv. 9-10).

Se Zaqueu não se considerasse um perdido, se não respondesse à ordem urgente de descer depressa, teria jogado fora uma chance eterna, pois o Senhor nunca mais voltou a Jericó.

Zaqueu recebeu o Salvador com alegria. Seu relacionamento com Deus, até então inexistente, foi estabelecido de maneira surpreendente, a paz entrou em seu coração e sua história se tornou fonte de esperança para milhões de pessoas através dos séculos. Ele procurou e acabou encontrando algo que nem em seus mais ousados sonhos imaginou encontrar: o Salvador de Israel!

Extraído Devocional Boa Semente

Por Litrazini

Graça e Paz