sábado, 30 de novembro de 2013

A Dedicação a Causa de Cristo e Seus Resultados

 “E Jesus, andando junto ao mar da Galiléia, viu a dois irmãos, Simão, chamado Pedro, e André, os quais lançavam as redes ao mar, porque eram pescadores; e disse-lhes: Vinde após mim, e eu vos farei pescadores de homens. Então eles, deixando logo as redes, seguiram-no. E, adiantando-se dali, viu outros dois irmãos, Tiago, filho de Zebedeu, e João, seu irmão, num barco com seu pai, Zebedeu, consertando as redes; e chamou-os; eles, deixando imediatamente o barco e seu pai, seguiram-no. E percorria Jesus toda a Galiléia, ensinando nas suas sinagogas e pregando o evangelho do reino, e curando todas as enfermidades e moléstias entre o povo” (Mateus 4.18-23).

Existem muitas bênçãos armazenadas para quem dedica sua vida de coração a Deus e a Sua obra. Não existe maior desafio em nossos dias que o desafio de ser um cristão no meio desta degenerada e perversa geração - o desafio de viver uma vida totalmente comprometida, dedicada a Cristo, a Sua Palavra, e a Sua vontade.

Porém, ao dedicarmos nossas vidas a maior causa que podemos abraçar que é uma vida de serviço a Deus, nós constataremos que as bênçãos serão a consequencia, ou melhor, elas nos acompanharão, ou seja, elas virão como resultado e recompensa de nossa dedicação a Cristo e Sua obra. Não devemos esquecer desse fato para não transformar o privilégio de cooperar com o Espírito Santo na realização da Sua obra em uma caça a recompensas ou busca de bênçãos; o que pode chegar ao ponto de tornar nosso serviço a Deus em um fardo.

A dedicação a Cristo da direção para as nossas vidas.
Moisés comprometeu-se a si mesmo com Deus e experimentou 80 anos de total realização, de vida útil para si e seu povo. (40 anos investidos foram em sua preparação e 40 anos foram despendidos na liderança do povo de Israel). É importante frisar que os anos de preparação não são anos perdidos.

Noé comprometeu-se com Deus, dedicando-se totalmente ao seu serviço e achou satisfação diante de Deus.
Noé foi um atalaia de Deus (pregador, anunciador).
Noé movimentava-se, andava em temor diante de Deus.
Noé preparou uma arca de acordo com os planos de Deus.
Noé foi recompensado através da salvação de toda a sua família.
Noé por sua fidelidade para com Deus condenou o mundo da sua época.
Noé por causa de permanecer firme diante de Deus tornou-se herdeiro da justiça segundo a fé.

Saulo de Tarso depois da dedicação de sua vida ao serviço de Deus tornou-se Paulo, grande missionário e apóstolo aos gentios.

 A dedicação a Cristo assegura-nos a aprovação de Deus nas nossas vidas.
Josué foi um espião fiel. Deus o escolheu para liderar o povo de Israel para a vitória contra os seus inimigos e a conquista da Terra Prometida.
José foi fiel e dedicado a Deus mesmo debaixo da severa tentação, e Deus o tornou o poderoso governador do Egito.
Abraão dedicou-se a obedecer ao comando de Deus e tornou-se o Pai da Fé.

A dedicação a Cristo faz com que deixemos a monotonia e tenhamos uma vida de desafios. Transforma humildes pescadores como Pedro, André, Tiago e João em pescadores de homens. Converte pessoas tímidas como Gideão (Eu sou o menor da casa de meu pai...), no corajoso, destemido, e vitorioso líder sobre seus inimigos. Transforma o Pedro vacilante que negou a Jesus em um audacioso e grande pregador do Evangelho; o medroso em grande mártir do cristianismo.

A dedicação a Cristo é o Seu desejo para todos os cristãos. (Conf. Rm 12.1-2).
“Rogo-vos, pois, irmãos, pela compaixão de Deus, que apresenteis os vossos corpos em sacrifício vivo, santo e agradável a Deus, que é o vosso culto racional”. “E não vos conformeis a este mundo, mas transformai-vos pela renovação do vosso entendimento, para que experimenteis qual seja a boa, agradável, e perfeita vontade de Deus” (Romanos 12.1-2).
Cada cristão deve apresentar um culto racional ao Senhor através do corpo como um sacrifício vivo, santo e agradável a Deus.
Cada cristãso não deve se conformar ao padrão deste mundo e seus planos que desonram, entristecem e refutam a existência de Deus.
Cada cristão deve se transformar pela renovação da sua mente, providenciando, ou melhor, permitindo a ação da vontade de Deus em sua vida.

Você está totalmente dedicado a Deus?
Pode sua vida realmente ser contada como Dele e dedicada a Sua causa, e ao Seu serviço?
Você tem achado direção para a sua vida? Ou ainda está desorientado em alguma área?
Deus tem aprovado suas atitudes, sua maneira de viver? Ou sua vida tem entristecido ao Espírito Santo?
Você tem aceito o grande desafio que é a vida cristã? O desafio de uma vida dedicada a Deus? O desafio de se conformar a vontade de Deus.

Pr. Silvio Correa Coelho

Por Litrazini
http://www.kairosministeriomissionario.com/


Graça e Paz