quinta-feira, 28 de novembro de 2013

Qual é a fonte de suas palavras?

Quando olho para a falta de preocupação nossa em buscar nas Escrituras a fonte de verdade (como faziam os Bereanos em Atos 17), vejo claramente isso sendo refletido em outras áreas da vida.

Não é difícil de ouvir por aí cristãos dizendo algumas frases “Bíblicas” que podem estar em muitos lugares, menos nas Escrituras Sagradas.

Coisas do tipo: 'O cair é do homem e o levantar é de Deus' ou 'Faça a sua parte e eu te ajudarei' permeiam lábios que as reproduzem sem verificar a fonte. Já fui surpreendido com a célebre frase de Jesus: 'Eu vim para confundir, não para explicar', mas que na realidade não foi O Cristo que disse, mas sim um animador de auditório que viveu muitos séculos depois e que foi conhecido como 'Chacrinha'.

Quando olho para a falta de preocupação nossa em buscar nas Escrituras a fonte de verdade (como faziam os Bereanos em Atos 17), vejo claramente isso sendo refletido em outras áreas da vida. Cada vez mais menos pessoas se julgam com motivos de se arrependerem. Temos um crescente leva de homens e mulheres brincando de pecar e não entendendo o verdadeiro significado de ARREPENDER-SE.

Na justificativa de que Deus é amor, muitos 'brincam' com o pecado na expectativa do perdão futuro, esquecendo quão dolorido, sofrido e mortal foi o preço pago por Jesus para que pudéssemos alcançar redenção.

Analisando a morfologia da palavra ARREPENDER descubro o seguinte significado:

ARREPENDER = A (Negativo Grego) - RE (Repetição, De Novo) - PENDER (Cair) => Não De Novo Cair => Não Cair de Novo => ARREPENDER.

Eu não quero cair de novo. 

Mesmo que por algum motivo eu venha a cometer o mesmo erro, esse não era o desejo do meu coração. Quando olho para a Cruz eu sinto o sofrimento de Cristo e me recuso a rir do sofrimento dele para que eu possa cometer mais algum pecado conscientemente.

Outra palavra que me chama muito a atenção na Bíblia é a palavra INIQUIDADE.

Davi uma vez narrou sobre isso no Salmo 51:2 'Lava-me completamente da minha iniquidade, e purifica-me do meu pecado'. Ele falou sobre pecado e sobre iniquidade. Na minha leiga opinião, pecado é o erro nosso diário, quando por algum motivo não acertamos o alvo. Após confessado, você é lavado e remido. Limpo e purificado. Contudo quando o mesmo pecado é repetido muitas vezes, você acaba gerando justificativas para cometê-lo. Em um ponto mais crítico você passa a defendê-lo. O certo vira errado e o errado vira certo. Sua mente está cauterizada, o Espírito apagado dentro de você (Sl 51.11). Você já não se sente culpado e não vê mais motivos para se arrepender. Isso é Iniquidade.

Vemos muito isso acontecer em mudanças de comportamento, quando a pessoa se afasta de Deus e começa a retornar aos hábitos que possuía antes de seu encontro com o Criador. O certo já não é tão certo mais. Surgem as dúvidas. Cauteriza-se a mente. Instala-se a iniquidade.

Apesar de a frase: 'Nenhuma folha cai de uma árvore sem a permissão de Deus' também não estar na Bíblia, sabemos que existem inúmeras outras que mostram que Deus se interessa por você, sabe o que você está passando e quer passar junto com você, mas não brinque com coisa séria. O preço do Calvário foi alto demais. O sangue vertido que te purifica e inclusive lava a sua e a minha iniquidade saiu de alguém inocente que fez o que fez por amor a nós.

Vivamos uma vida de arrependimento genuíno e focado na Cruz, pois 'É necessário que Ele cresça e que eu diminua' isso sim está na Bíblia em João 3:30.

Na paz d’Aquele que fez tudo novo e pagou preço de sangue para que eu e você vivêssemos!

Pr Felipe Heiderich

Por Litrazini
http://www.kairosministeriomissionario.com/


Graça e Paz