domingo, 1 de dezembro de 2013

Quando as Forças se Acabam

Difícil é permanecer firme logo após uma derrota,
Difícil é ficar calado quando se tem vontade de explodir,
Difícil é abrir mão quando é o que mais se quer,
Difícil é recomeçar quando não se tem mais forças,
Difícil é olhar para o alto quando não se consegue levantar a cabeça,
Difícil é ficar de pé quando a vontade e deitar-se,
Difícil é demonstrar uma alegria quando a alma chora,
Difícil é fingir estar vivo quando por dentro está morto,

Mais, difícil mesmo é ir para o abismo quando se sabe que existe um paraíso a espera.

Tudo é difícil na vida e mais difícil fica para os que tudo dificultam. Nenhum de nós por mais dificuldades e problemas que tenhamos, iremos sofrer mais do que o Senhor Jesus, no entanto Ele não desistiu de ir até o fim. Difícil foi o ministério Dele, amar e perdoa aos que queriam o seu fim, muitos pode dizer, mais Ele foi o filho de Deus, certamente, mais aqui na terra Ele estava cem por cento, homem, foi perseguido, caluniado, difamado, acusado levianamente.

Sendo acusado pelos príncipes dos sacerdotes e pelos anciãos, nada respondeu. Apanhou, sofreu, chorou, Jesus chorou (Mt 27.12). Festejou, E foi também convidado Jesus e os seus discípulos para as bodas (João 11.35). Sentiu saudade, Jesus pois, quando a viu chorar, e também chorando os judeus que com ela vinham, moveu-se muito em espírito, e perturbou-se  (João 2.2) . Reclamou, brigou, E entrou Jesus no templo de Deus, e expulsou todos os que vendiam e compravam no templo, e derribou as mesas dos cambistas e as cadeiras dos que vendiam pombas (João 11.33); Sentiu tristeza, Então lhes disse: A minha alma está cheia de tristeza até a morte; ficai aqui, e velai comigo (Mt. 21.12). Foi tentado, Então foi conduzido Jesus pelo Espírito ao deserto, para ser tentado pelo diabo (Mt. 26.38). Porém não perdeu a identidade de filho de Deus (Mt. 4.1).

Ele entendia que todos esses sentimentos e situações eram passageiros e necessários para o seu ministério cumprir-se. E, indo um pouco mais para diante, prostrou-se sobre o seu rosto, orando e dizendo: Meu Pai, se é possível, passe de mim este cálice; todavia, não seja como eu quero, mas como tu queres (Mt. 26.39). Se Ele não quisesse passar por tudo isso logicamente ele não passaria, porém a sua missão aqui na terra estaria incompleta, a obra prima da criação do seu Pai seria aniquilada.

Não diferente de Jesus, todos nós temos uma historia a cumprir, um chamado a realizar, então, não importa o que tenhamos que passar se realmente somos filhos de Deus não podemos desistir. Porque para isto sois chamados; pois também Cristo padeceu por nós, deixando-nos o exemplo, para que sigais as suas pisadas (IPe.2.21). Existirão momento em nossas vidas de solidão angustiante, de tristeza na alma, de aflição, existirá momento que muitos pedirão a Deus que o leve.


Se você esta passando por isso não pense que só acontece com você, existem milhares, mas, tudo isso nosso Mestre passou, se somos seus seguidores iremos passar também. Não é o discípulo mais do que o mestre, nem o servo mais do que o seu senhor.(Mt.10.24), em nenhum momento das escrituras Jesus relata que as coisas seriam fáceis, pelo contrario: Tenho-vos dito isto, para que em mim tenhais paz; no mundo tereis aflições, mas tende bom ânimo, eu venci o mundo (Jo.16.33).

Facilidade quem proporciona é o inimigo, ele sim, é quem arruína a vida das pessoas, sempre oferece o seu banquete a custo zero, quando alguém entra e come fica logo envenenado, só então saberá o preço que terá que pagar e para muitos custa a própria vida.

Necessitamos entender que tudo que Jesus passou foi para nos dar exemplo, precisamos estar consciente que é necessário passarmos por tribulações, mas, já somos vencedores. É preciso entender que não importa a situação a que venhamos atravessar ou o deserto que tenhamos que percorrer Cristo já venceu por nós: Considerai, pois, aquele que suportou tais contradições dos pecadores contra si mesmo, para que não enfraqueçais, desfalecendo em vossos ânimos. (Hb.12.3).

É imprescindível ficarmos firmes, não desistir, não perder a esperança, confiar em Deus, à resposta virá, tão certo quanto o dia após a noite, sempre depois da tempestade vem a bonança: E ele, despertando, repreendeu o vento, e disse ao mar: Cala-te, aquieta-te. E o vento se aquietou, e houve grande bonança (Mc. 4.39). 

A resposta para nossas vidas está na oração, Jesus fez isso E, deixando-os de novo, foi orar pela terceira vez, dizendo as mesmas palavras (Mt.26.44). Acredite o mais Difícil Jesus já fez, morreu para que você tenha vida eterna. Então, se você está sem forças para continuar a vida, clame a Deus a força Dele virá sobre ti e ti restaurará.

Pra Elza Carvalho

Por Litrazini
http://www.kairosministeriomissionario.com/

Graça e Paz