sexta-feira, 3 de janeiro de 2014

O Remédio Certo

“Jesus, porém, ouvindo, disse-lhes: Não necessitam de médico os sãos, mas, sim, os doentes.” – (Mt. 9.12)

Todos nós bem sabemos que a medicina é um dom dado aos homens por Deus, porém para exercer tal função é necessário ter conhecimento, formação e treinamento, só então, por direito, este profissional está apto para exercer sua nomenclatura e contribuirá em prol de todos, vale salientar que, dentro do evangelho, anunciando a palavra existia medico, Saúda-vos Lucas, o médico amado, e Demas. (Col. 4.14).

Então devemos observar que até os médicos precisam do Médico, Se analisarmos meticulosamente iremos ver com clareza que, se até o medico em exercício da sua função acreditava e anunciava os feitos de Jesus, é porque ele tinha plena certeza que Jesus é o único Médico que pode curar todas e quaisquer enfermidades, não só no corpo, também na alma e no espírito. A medicina por mais exemplar que seja cuida do corpo, raríssima é, a que consegue chegar à alma, Jesus, entretanto, faz o serviço completo.

Existem enfermidades que por mais capacidade que alguém possua, por mais domínio da ciência e conhecimento das letras, não descobrirá o antídoto para exterminá-la. Por que isto acontece?
Porque existe enfermidade que é para a presença de Deus se fazer visível aos olhos do homem. E Jesus, ouvindo isto, disse: Esta enfermidade não é para morte, mas para glória de Deus, para que o Filho de Deus seja glorificado por ela. (Jo. 11.4), Jesus, Ele é o Medico dos médicos.

Se tudo que ocorresse com o ser humano pudesse ser resolvido por nós, qual a gloria daríamos a Deus?
Mas, vale salientar que, em tudo que se refere ao homem pode ocorrer erros, então, mesmo sendo a medicina propícia na cura de determinada doença e fundamental confiar em Deus. E uma mulher, que tinha um fluxo de sangue, havia doze anos, e gastara com os médicos todos os seus haveres, e por nenhum pudera ser curada, (Lc. 8.43), a cura na vida dessa mulher só aconteceu porque ela creu, confiando em Deus.

Não existe em todos os tempos um único ser, que foi tocado por Jesus e continuasse enfermo, porque o toque de Jesus não acontece apenas no corpo, na carne; provem de dentro, do âmago, do profundo, quando Jesus cura o corpo foi porque primeiro o espírito foi tocado, levando a pessoa a crer no sobrenatural, então a cura acontece, flui de dentro para fora.

Isto acontece porque Jesus conhece a estrutura humana, Ele estava presente na criação do homem, E disse Deus: Façamos o homem à nossa imagem, conforme a nossa semelhança; (Gn. 1.26); foi Dele também o projeto para nossa existência, somos o reflexo Dele, cada detalhe do nosso corpo foi colocado por Ele, foi exatamente por isso que Ele cuspiu na terra e fez o barro para curar a visão do cego, a composição humana foi terra com seu fôlego, Deus foi o primeiro médico a realizar uma cirurgia.

Então o Senhor Deus fez cair um sono pesado sobre Adão, e este adormeceu; e tomou uma das suas costelas, e cerrou a carne em seu lugar; (GN. 2.21). Jesus conhecia e sabia que no cego faltava um pedacinho, uma fagulha que causava transtorno, que impedia a visão daquele homem. Tendo dito isto, cuspiu na terra, e com a saliva fez lodo, e untou com o lodo os olhos do cego. (Jo. 9.6).

Existe enfermidade que só o toque de Jesus, pode curar, e, Jesus para tocar em uma pessoa é imprescindível que ela creia, se achegue a Ele, esta pessoa tem que confiar Nele acima das circunstâncias, pois Jesus nada pode fazer se não acreditarmos que Ele existe. Ora, sem fé é impossível agradar-lhe; porque é necessário que aquele que se aproxima de Deus creia que ele existe, e que é galardoador dos que o buscam.  (Hb. 11.6).

Todo ser humano tem algum tipo de enfermidade, todos tem deficiência, no corpo ou na alma, só não há imperfeição no espirito que veio de Deus. Todo ser humanos necessita de Deus. Portanto, como por um homem entrou o pecado no mundo, e pelo pecado a morte, assim também a morte passou a todos os homens por isso que todos pecaram. (Rm. 5.12).

Precisamos entender que, seja onde for, na aérea que for, é fundamental confiarmos em Deus, na saúde ou com enfermidade, na riqueza ou na necessidade, com muito ou com pouco, acreditar em Deus está além de tudo que ocorre à nossa volta, é uma relação de pai para filhos, confiança incondicional.
Exemplo de um homem que não confiou em Deus e sim nos médicos, obviamente foi levado à sepultura. E, no ano trinta e nove do seu reinado, Asa caiu doente de seus pés, a sua doença era em extremo grave; contudo, na sua enfermidade, não buscou ao Senhor, mas antes os médicos. (2Cr. 16.12).

Vejamos também outro que conhecia o processo que ocorre no corpo humano, mais ele confiava no agir de Deus. E mesmo na sua velhice sua fé continuava firme, pois a esperança dele estava em Deus. E eu disse: Isto é enfermidade minha; mas eu me lembrarei dos anos da destra do Altíssimo. (Sl. 77.10), logicamente o salmista entendia das mudanças que o tempo traz para vida humana, mas com sabedoria, ele convicto estava, que a melhor coisa é confiar em Deus.

Não importa onde a sua doença está alojada o Remédio Certo é Confiar em Jesus, os médicos podem falhar mais a ultima palavra vem do Senhor, Ele Sara os quebrantados de coração, e lhes ata as suas feridas. (Sl. 147.3).


Pra Elza Carvalho


Por Litrazini


Graça e Paz