domingo, 13 de abril de 2014

O QUE SIGNIFICA ARREPENDIMENTO?

Deus, não tendo em conta os tempos da ignorância, anuncia agora a todos os homens, e em todo o lugar, que se arrependam (At. 17.30)

O verdadeiro arrependimento começa por reconhecermos nossa natureza pecaminosa e inteiramente corrupta.

Em geral, as religiões e conceitos humanos nos ensinam que o problema é o que fazemos de errado, e temos de nos arrepender dos atos que cometemos. Mas a Bíblia nos mostra algo mais profundo.

A pessoa que se arrepende de fato consegue enxergar além do mal que fez, o que talvez nem tenha sido um pecado particularmente grave, mas é fruto de uma natureza inimiga de Deus. “Na verdade que não há homem justo sobre a terra, que faça o bem, e nunca peque” (Eclesiastes 7:20); “Desviaram-se todos, e juntamente se fizeram imundos; não há quem faça o bem, não, nem sequer um” (Salmo 53:3).

Só podemos nos arrepender por graça divina: “Ou desprezas tu as riquezas da sua benignidade, e paciência e longanimidade, ignorando que a benignidade de Deus te leva ao arrependimento?” (Romanos 2:4). E a manifestação dele se dá mediante

1) uma convicção profunda de pecado (Salmo 51);

2) confissão a Deus, por ser Ele o primeiro ofendido, e depois aos que prejudicamos;

3) abandono dos pecados confessados (Provérbios 28:13).

O crente guarda em seu coração a lembrança das faltas que o humilham, porém não é esmagado nem vencido por elas, porque se alegra com a graça imerecida do perdão que lhe foi concedido.

Assim, o arrependimento é o primeiro passo em direção a Deus. E nele já se manifesta a fé, porque o que confessa seus pecados tem a esperança de obter o perdão.

“Produzi, pois, frutos dignos de arrependimento” (Mateus 3:8). Quem se arrepende muda por completo sua maneira de pensar e de viver. É impossível se arrepender segundo Deus sem que haja uma transformação real interna e externa.

Extraído do Devocional Boa Semente

 

Por Litrazini

Graça e Paz