quinta-feira, 25 de setembro de 2014

UMA CENA ESTRANHA

Mas, quando eles o viram andar sobre o mar, cuidaram que era um fantasma, e deram grandes gritos. Porque todos o viam, e perturbaram-se; mas logo falou com eles, e disse-lhes: Tende bom ânimo; sou eu, não temais. E subiu para o barco, para estar com eles, e o vento se aquietou; e entre si ficaram muito assombrados e maravilhados (Marcos 6:49-51)

Os discípulos estavam tentando atravessar o mar da Galiléia, e tinham grandes dificuldades em remar por causa do vento contrário.

É estranho perceber que eles pensaram que o Senhor Jesus fosse uma aparição – todos viram a forma de um Homem andando sobre o mar, e se aproximando mais rápido do que eles podiam remar. Não é de estranhar que eles gritassem tanto e estivessem absolutamente apavorados!

Mas não era uma aparição. Era o próprio Senhor Jesus, o Criador, interferindo em Sua criação. Ele é o Mestre dos mares, e de todas as tempestuosas ondas e correntes.

O Senhor Jesus falou aos discípulos: “Tende bom ânimo; sou eu, não temais”. Ele subiu para o barco e tudo – o vento e o coração dos discípulos – se acalmou.

DIANTE DAS TEMPESTADES E PROVAÇÕES DA VIDA, AS ONDAS QUE NOS ASSUSTAM, O VENTO QUE SOPRA EM DIREÇÃO CONTRÁRIA A DOS NOSSOS DESEJOS, PROBLEMAS E AFLIÇÕES AUMENTANDO, DORES QUE PARECEM NOS ENGOLIR, QUAIS SÃO OS RECURSOS DIVINOS PARA NÓS?

A aproximação do Senhor Jesus que calmamente chega sobre a turbulenta esfera de nossas circunstâncias, em perfeito controle de cada detalhe que abala nossa paz.

Como é maravilhoso saber que até o medo que nos assola é eliminado com a Sua presença!

Os discípulos ficaram sobremodo contentes em ter o Senhor juntos deles naquele momento!

E nós também só precisamos pedir que Ele suba ao nosso frágil barco.

Há melhor companhia que o Senhor da glória?

Extraído Devocional Boa Semente

Por Litrazini:


Graça e Paz