segunda-feira, 3 de novembro de 2014

A VERACIDADE DAS ESCRITURAS

Homens falaram da parte de Deus, impelidos pelo Espírito Santo. [2 Pedro 1.21]

A segunda parte do primeiro capítulo de 2 Pedro é uma passagem maravilhosa sobre a veracidade das Escrituras.

PRIMEIRO, A VERDADE BÍBLICA É UMA VERDADE ESCRITA.
Pedro sabia que iria morrer em breve. Enquanto ele estava vivo, ele podia instruir seus leitores, mas e depois que ele partisse? Ele precisava deixar suas instruções por escrito para torná-las acessíveis.

Por trás disso, porém, encontramos a providência divina. Se Deus disse e realizou algo singular por meio de Cristo, alguma coisa precisava ser feita para que fosse preservado. Deus não permitiria que isso se perdesse. Assim, a Bíblia é a Palavra de Deus escrita.

SEGUNDO, AS ESCRITURAS DÃO TESTEMUNHO DA VERDADE.
Pedro estava se referindo à transfiguração quando viu a glória de Deus e ouviu sua voz: “Fomos testemunhas oculares da sua majestade” (v. 16).

O conceito de testemunha ocular, no entanto, está presente em toda a Escritura, pois Deus levantou testemunhas para registrar e interpretar aquilo que ele estava fazendo em Israel.

O significado de suas ações não se evidencia por si só. Por exemplo, ocorreram muitas migrações tribais no antigo Oriente Médio, mas ninguém saberia da singularidade do êxodo se Deus não tivesse levantado Moisés.

Milhares de pessoas foram crucificadas durante o domínio do Império Romano, mas ninguém saberia da singularidade da cruz de Jesus se Deus não tivesse levantado os apóstolos.

TERCEIRO, A LUZ DAS ESCRITURAS ILUMINA A VERDADE.
“Vocês farão bem se a ela prestarem atenção, como a uma candeia que brilha em lugar escuro” (v. 19).

A imagem do povo de Deus é a de peregrinos viajando numa noite escura. Eles precisam de uma lâmpada, e as Escrituras clareiam o caminho e são úteis ao seu propósito.

QUARTO, AS ESCRITURAS REVELAM A VERDADE DIVINA.
Nenhuma profecia, Pedro escreveu, se originou na mente ou na vontade dos homens, mas antes na de Deus. “Homens falaram da parte de Deus, impelidos pelo Espírito Santo” (v. 21).

Graças a Deus por sua Palavra revelada! Sem ela estaríamos tateando no escuro. Deus nos deu uma lâmpada para iluminar o nosso caminho. Por que não a usaríamos?

Por isso não deixarei de exortar-vos sempre acerca destas coisas, ainda que bem as saibais, e estejais confirmados na presente verdade. E tenho por justo, enquanto estiver neste tabernáculo, despertar-vos com admoestações, Sabendo que brevemente hei de deixar este meu tabernáculo, como também nosso Senhor Jesus Cristo já mo tem revelado. Mas também eu procurarei em toda a ocasião que depois da minha morte tenhais lembrança destas coisas.

Porque não vos fizemos saber a virtude e a vinda de nosso Senhor Jesus Cristo, seguindo fábulas artificialmente compostas; mas nós mesmos vimos a sua majestade. Porquanto ele recebeu de Deus Pai honra e glória, quando da magnífica glória lhe foi dirigida a seguinte voz: Este é o meu Filho amado, em quem me tenho comprazido. E ouvimos esta voz dirigida do céu, estando nós com ele no monte santo;

E temos, mui firme, a palavra dos profetas, à qual bem fazeis em estar atentos, como a uma luz que alumia em lugar escuro, até que o dia amanheça, e a estrela da alva apareça em vossos corações. Sabendo primeiramente isto: que nenhuma profecia da Escritura é de particular interpretação. Porque a profecia nunca foi produzida por vontade de homem algum, mas os homens santos de Deus falaram inspirados pelo Espírito Santo. 2 Pedro 1.12-21

Retirado de A Bíblia Toda, o Ano Todo [John Stott]. Editora Ultimato.

Por Litrazini
http://www.kairosministeriomissionario.com/

Graça e Paz