terça-feira, 23 de dezembro de 2014

OS PASTORES

Havia pastores que estavam nos campos próximos […] E aconteceu que um anjo do Senhor apareceu-lhes… [e] lhes disse: “Não tenham medo. Estou lhes trazendo boas novas de grande alegria […] Hoje […] lhes nasceu o Salvador, que é Cristo, o Senhor. [Lucas 2.8-11]

Pastores não gozavam de boa reputação em Israel e eram vistos como pessoas desonestas e pouco confiáveis. No entanto, foi a eles que Deus escolheu para anunciar as boas novas mais extraordinárias que o mundo já ouviu, a saber, que o Messias há muito esperado havia nascido.

COMO ELES REAGIRAM A ESSA NOTÍCIA?

PRIMEIRO, FORAM ATÉ BELÉM CONFERIR PESSOALMENTE.
Sua reação não foi nem de credulidade nem de incredulidade. Eles foram investigar os fatos de forma imparcial e sem preconceitos. Assim eles “correram para lá” (v. 16) e encontraram aquilo que estavam procurando. Verdadeiramente, quem “busca encontra” (Mt 7.8).

DEPOIS DE TEREM VISTO JESUS, ELES “CONTARAM A TODOS” O QUE TINHAM VISTO E OUVIDO (v. 17).
Não puderam guardar as boas novas para si. Eles queriam que todos soubessem.

POR FIM, “OS PASTORES VOLTARAM GLORIFICANDO E LOUVANDO A DEUS POR TUDO O QUE TINHAM VISTO E OUVIDO” (v. 20).
Em outras palavras, sua experiência resultou em adoração e testemunho. Mas antes o texto diz que eles “voltaram”. Não passaram o resto de suas vidas no estábulo ou matando o tempo ao redor da manjedoura.

Ao contrário, eles retornaram ao campo e para as suas ovelhas, voltaram para suas casas, para suas esposas e filhos. Seus trabalhos e suas casas continuavam os mesmos, mas eles já não eram mais os mesmos.

Eles agora eram novas pessoas, embora a situação fosse a mesma. Eles mudaram porque viram a Jesus. Em seus corações havia agora um espírito de admiração e de adoração.

O encontro com Jesus Cristo é sempre uma experiência transformadora, pois acrescenta uma nova dimensão ao nosso velho estilo de vida.

Como Billy Graham costuma dizer, esse encontro “ilumina os nossos olhos e revigora os nossos passos”.

Ora, havia naquela mesma comarca pastores que estavam no campo, e guardavam, durante as vigílias da noite, o seu rebanho.E eis que o anjo do Senhor veio sobre eles, e a glória do Senhor os cercou de resplendor, e tiveram grande temor E o anjo lhes disse: Não temais, porque eis aqui vos trago novas de grande alegria, que será para todo o povo: Pois, na cidade de Davi, vos nasceu hoje o Salvador, que é Cristo, o Senhor. E isto vos será por sinal: Achareis o menino envolto em panos, e deitado numa manjedoura. E, no mesmo instante, apareceu com o anjo uma multidão dos exércitos celestiais, louvando a Deus, e dizendo: Glória a Deus nas alturas, Paz na terra, boa vontade para com os homens.

E aconteceu que, ausentando-se deles os anjos para o céu, disseram os pastores uns aos outros: Vamos, pois, até Belém, e vejamos isso que aconteceu, e que o Senhor nos fez saber.  E foram apressadamente, e acharam Maria, e José, e o menino deitado na manjedoura. E, vendo-o, divulgaram a palavra que acerca do menino lhes fora dita; E todos os que a ouviram se maravilharam do que os pastores lhes diziam. Mas Maria guardava todas estas coisas, conferindo-as em seu coração. E voltaram os pastores, glorificando e louvando a Deus por tudo o que tinham ouvido e visto, como lhes havia sido dito. (Lucas 2.8-20)

Retirado de A Bíblia Toda, o Ano Todo [John Stott]. Editora Ultimato.


Por Litrazini
http://www.kairosministeriomissionario.com/


Graça e Paz