segunda-feira, 15 de dezembro de 2014

UMA PALAVRA SOBRE O VERDADEIRO DISCIPULADO

Não é tempo de cristianismo, mas qualidade de vida cristã

Tudo cresce! Todos precisamos crescer!

Não podemos estacionar em nenhum momento de nossas vidas. Podemos parar pra avaliar, fazer uma análise mais profunda, mas depois continuar crescendo, rumo ao alvo, à varonilidade perfeita.

Muitas pessoas simplesmente não crescem. Sofrem de “nanismo”espiritual. Não se desenvolvem, são como anões da fé. Vejamos, em que fase você se compreende e pra onde você deve ir:

INFÂNCIA ESPIRITUAL: Fase de dependência, necessidade de alimentação leve e constante, carência de afetos e cuidados com enfermidades emocionais.

ADOLESCÊNCIA ESPIRITUAL: Ampliação de vida social, crises existenciais, comparações absurdas, e certa dose de exagero em várias análises superficiais.

JUVENTUDE ESPIRITUAL: Vontade de conhecer mais, empenho e dedicação ao trabalho, ambição de conquistar alguém, vontade de estar mais capacitado.

Generosidade de recursos e tempo para dispor. Necessidade de gerar filhos, vontade de cuidar melhor

MATURIDADE ESPIRITUAL:, vontade de ensinar alguém. Disposição para servir de exemplo.

Estas deveriam ser as fases de um discipulado efetivo.

Falta de crescimento gera diversos problemas em inúmeras áreas dentro de uma igreja e na vida de cada pessoa.

Um bom discípulo não é alguém que está em uma boa igreja ou em um bom ministério. Mas o encontro entre um bom coração discipulador, e um bom coração discipulável.

Não é tempo de cristianismo, mas qualidade de vida cristã. Como Paulo nos ensinou em Efésios 4:15-16

Mas, seguindo a verdade em amor, cresçamos em tudo naquele que é a cabeça, Cristo, de quem todo o corpo, bem ajustado e consolidado pelo auxílio de toda junta, segundo a justa cooperação de cada parte, efetua o seu próprio aumento para a edificação de si mesmo em amor. (Ef 4:15-16)

Autoria - Bruno dos Santos


Por Litrazini
http://www.kairosministeriomissionario.com/


Graça e Paz