domingo, 4 de janeiro de 2015

TEMPO DE SEMEAR

E o Senhor disse em seu coração: Não tornarei mais a amaldiçoar a terra por causa do homem; porque a imaginação do coração do homem é má desde a sua meninice, nem tornarei mais a ferir todo o vivente, como fiz. Enquanto a terra durar, sementeira e sega, e frio e calor, e verão e inverno, e dia e noite, não cessarão (Gênesis 8:21-22)

No começo de um ano novo talvez seja a época em que mais sentimos o futuro como um território desconhecido que temos de atravessar.

Há indicações de várias coisas que nos aguardam, porém, em geral, não sabemos ao certo o que o futuro nos reserva. 

Uma certeza que podemos ter é que a sucessão das estações e do dia e da noite continuará como antes. Será que já paramos para considerar que esse tipo de constância em nossa vida é uma bênção de Deus?

Foi uma resolução do coração de Deus instituir as leis naturais de tal maneira que a semeadura e a colheita não acabem enquanto durar a Terra. Agradeçamos ao Criador por essa provisão.

Portanto, este ano também haverá semeadura e colheita. Isso não significa que ignoramos os milhões que passam fome. Mas em nada tal coisa se relaciona a Deus, e sim à iniquidade dos homens.

A semente e o tempo de semear também existem em outra forma.

A Bíblia afirma: “o que semeia no Espírito, do Espírito ceifará a vida eterna” (Gálatas 6:8).

Semear é o que temos de fazer aqui e agora. A colheita vem depois, na eternidade. A semente está na Palavra de Deus. 

Que ao longo deste ano tenhamos isso em mente. Peçamos ao Senhor que nos mostre como usar nosso tempo para semearmos no Espírito Santo para que na eternidade nossa colheita seja abundante!

Extraído do devocional BOA SEMENTE

Por Litrazini


Graça e Paz