domingo, 15 de fevereiro de 2015

CURA DIVINA

Porque o coração deste povo está endurecido, e ouviram de mau grado com seus ouvidos, e fecharam seus olhos; para que não vejam com os olhos, e ouçam com os ouvidos, e compreendam com o coração, e se convertam, e eu os cure (Mateus 13:15).

Quando esteve neste mundo, o Senhor Jesus curou muitos de enfermidades e doenças através do poder de Deus. E o dom de curar ainda está em operação hoje em dia, pois foi dado por Deus à Igreja e os “dons e o chamado de Deus são irrevogáveis” (Romanos 11:29NVI).

Em Mateus 13:15 lemos que pelo fato da nação de Israel ter se tornado surda e cega à Palavra de Deus, o Senhor não podia curá-los.

Marcos 6:5-6 confirma isso: “E não podia fazer ali obras maravilhosas; somente curou alguns poucos enfermos, impondo-lhes as mãos. E estava admirado da incredulidade deles”.

Em Nazaré, o Senhor quase foi morto ao falar sobre a incredulidade de seus conterrâneos (Lucas 4). E, portanto, não pôde exercer seu ministério de cura.

Em João 12:40 lemos: “Cegou-lhes os olhos, e endureceu-lhes o coração, a fim de que não vejam com os olhos, e compreendam no coração, e se convertam, e eu os cure”. A atitude do povo relatada por Mateus resultou na resposta de Deus. Deus lhes enviou cegueira espiritual que trouxe falta de conversão e de cura espiritual e física.

A maior cura que Deus deseja operar em nós é a da alma. “Eu sararei sua infidelidade” (Oséias 14:4);

“Voltai, ó filhos rebeldes, eu curarei as vossas rebeliões” (Jeremias 3:22);

“Ai, nação pecadora, povo carregado e iniquidade… toda cabeça está enferma e todo coração fraco. Desde a planta do pé até a cabeça não há nele coisa sã” (Isaías 1:4-6).

Deus não pôde operar esta cura em Israel por causa da dureza deles e, da mesma desprezam forma, não pode curar a maioria hoje, pois as pessoas endurecem o coração para ele e O. Como continuam “mortos em ofensas e pecados” (Efésios 2:1), a consequência pode ser a manifestação de toda sorte de doenças e males físicos.

Mas é inegável também que através de uma cura física realizada pelo poder do Espírito Santo, várias pessoas foram, e até hoje são, atraídas ao Deus vivo.

Tais curas são memoriais do que o Senhor Jesus realizou quando “tomou sobre si as nossas enfermidades” (Isaías 53:4).

A questão não é se o dom de cura está ou não ativo hoje; a verdadeira questão é se cremos que Deus possa curar nosso corpo, nossa alma e espírito!

Extraído do devocional BOA SEMENTE

Por Litrazini


Graça e Paz