domingo, 29 de março de 2015

É VERDADEIRA A RESSURREIÇÃO DE JESUS CRISTO?

As escrituras não fazem tentativas em “provar” que Jesus levantou dos mortos, mas apesar disso, apresenta provas conclusivas de que Ele de fato ressuscitou.

A ressurreição de Cristo é registrada em Mateus 28:1-20; Marcos 16:1-20; Lucas 24:1-53 e João 20:1-21:25. O Cristo ressurreto também apareceu no Livro de Atos (Atos 1:1-11). A partir destas passagens temos várias “provas” da ressurreição de Cristo.

Observe a dramática transformação pela qual passaram os discípulos: de homens amedrontados, que procuravam esconderijos em um quarto, a homens corajosos, compartilhando o Evangelho através do mundo. O que mais poderia explicar tão dramática transformação a não ser o Cristo ressurreto aparecendo a eles?

Observe a vida do Apóstolo Paulo. O que o transformou de perseguidor da igreja a um apóstolo pela igreja? Foi quando o Cristo ressurreto a ele apareceu na estrada de Damasco (Atos 9:1-6).

Outra “prova” convincente é o sepulcro vazio. Se Cristo não houvesse ressuscitado, então onde está Seu corpo? Os discípulos e outros viram o sepulcro onde jazia seu corpo. Quando retornaram, Seu corpo não mais estava lá.

Os anjos declararam que Ele havia ressuscitado dos mortos como havia prometido (Mateus 28:5-7). Ainda mais uma prova de Sua ressurreição é que para muitas pessoas Jesus se mostrou (Mateus 28:5,9,16-17; Marcos 16:9; Lucas 24:13-35; João 20:19,24,26-29; 21:1-14; Atos 1:6-8; I Coríntios 15:5-7).

A passagem-chave a respeito da ressurreição de Cristo é I Coríntios 15. Neste capítulo, o Apóstolo Paulo explica por que é crucial compreender e crer na ressurreição de Cristo.

A RESSURREIÇÃO É IMPORTANTE PELAS SEGUINTES RAZÕES:
(1) SE CRISTO NÃO RESSUSCITOU DOS MORTOS, OS CRENTES TAMBÉM NÃO O FARÃO (I Coríntios 15:12-15).

(2) SE CRISTO NÃO RESSUSCITOU DOS MORTOS, SEU SACRIFÍCIO PELO PECADO NÃO FOI SUFICIENTE (I Coríntios 15:16-19).

A ressurreição de Jesus provou que Sua morte foi aceita por Deus como expiação por nossos pecados. Se Ele tivesse simplesmente morrido e permanecido morto, isso indicaria que Seu sacrifício não havia sido suficiente. Como resultado, os crentes não seriam perdoados de seus pecados, e eles continuariam mortos após a morte (I Coríntios 15:16-19) – não haveria vida eterna (João 3:16). “Mas a verdade é que Cristo foi ressuscitado, e isso é a garantia de que os que estão mortos também serão ressuscitados” (I Coríntios 15:20 – Nova Tradução na Linguagem de Hoje). Cristo se levantou dos mortos – Ele é o primeiro fruto de nossa ressurreição.

(3) TODOS QUANTOS NELE CREREM SERÃO RESSUSCITADOS PARA A VIDA ETERNA, ASSIM COMO ELE FOI (I Coríntios 15:20-23). I Coríntios 15 continua a descrever como a ressurreição de Cristo prova Sua vitória sobre o pecado, e nos dá força para viver uma vida de vitória sobre o pecado (I Coríntios 15:24-34).

(4) DESCREVE A NATUREZA GLORIOSA DO CORPO DA RESSURREIÇÃO QUE NÓS RECEBEREMOS (I Coríntios 15:35:49).

(5) PROCLAMA QUE COMO RESULTADO DA RESSURREIÇÃO DE CRISTO, TODOS QUANTOS NELE CRÊEM TÊM VITÓRIA DEFINITIVA SOBRE A MORTE (I Coríntios 15:50-58).

Que verdade gloriosa é a ressurreição de Cristo! “Portanto, meus amados irmãos, sede firmes e constantes, sempre abundantes na obra do Senhor, sabendo que o vosso trabalho não é vão no Senhor” (I Coríntios 15:58).

Fonte: GotQuestion

Por Litrazini
http://www.kairosministeriomissionario.com/

Graça e Paz