quinta-feira, 16 de abril de 2015

CURA E PERDÃO

O Senhor lhe dará saúde e perdoará os pecados que tiver cometido. (Tg 5.15b)

Cura e perdão. Ambos são manifestações da graça de Deus. Ambos têm um valor enorme. Porventura, um deles é mais importante que o outro?

Pessoalmente falando, no auge do sofrimento físico e quando a morte se avizinha, é muito provável que o enfermo dê mais valor à cura do que ao perdão. Porém, quando o Espírito convence o pecador do pecado, da justiça e do juízo (Jo 16.8), a necessidade do perdão deverá ser maior do que a necessidade da cura.

A culpa incomoda, tira o sono, adoece, faz chorar e pode levar ao desespero. O testemunho de Davi é muito convincente: “Feliz aquele cujas maldades Deus perdoa e cujos pecados ele apaga!” (Sl 32.1).

Antes de ser perdoado, o salmista chorava o dia inteiro e sentia-se tão esgotado como o pequeno riacho em tempo de seca. Quando uma pessoa que já tem plena consciência de seu pecado não encontra o caminho do perdão, ela pode ficar desesperada e até cometer suicídio, como aconteceu com Judas (Mt 27.3-5).

O melhor de tudo não é a recuperação da saúde nem a obtenção do perdão. O melhor de tudo é quando ocorrem ambas as bênçãos e na mesma ocasião. E é disso que Tiago está tratando: uma vez ouvida a oração dos presbíteros da igreja, “o Senhor lhe dará saúde e perdoará os pecados que tiver cometido”.

Nem sempre a doença tem relação com o pecado. São realidades diferentes. Não se pode aumentar ainda mais o sofrimento da pessoa doente, afirmando, sem mais nem menos, que a doença dela foi provocada pelo pecado ou é um castigo de Deus por ela ter pecado.

Jesus foi categórico a esse respeito: “Ele é cego, sim, mas não por causa dos pecados dele nem por causa dos pecados dos pais dele” (Jo 9.3). Ao mesmo tempo, o mesmo Jesus orientou o paralítico curado junto ao tanque de Betesda: “Não peque mais, para que não aconteça com você uma coisa ainda pior” (Jo 5.14).

Tanto a recuperação da saúde física como a recuperação da saúde espiritual são graças de Deus!

Retirado de Refeições Diárias com os Discípulos. Editora Ultimato.

Por Litrazini
http://www.kairosministeriomissionario.com/

Graça e Paz