quarta-feira, 20 de maio de 2015

NÃO UM APARENTE FRACASSO, MAS UMA ESCOLHA DELIBERADA

E da mesma maneira também os príncipes dos sacerdotes, com os escribas, e anciãos, e fariseus, escarnecendo, diziam: Salvou os outros, e a si mesmo não pode salvar-se (Mateus 27:41-42).

Em geral, as pessoas normais têm respeito suficiente para não zombar de alguém prestes a morrer. Mas quando o Senhor Jesus Cristo, o Filho de Deus, estava na cruz sofrendo dores atrozes, ele foi alvo do escárnio humano.

E não eram os soldados nem o povo de classe inferior que zombavam, e sim os líderes religiosos!

Eles eram testemunhas oculares de como o Senhor Jesus havia salvado outras pessoas, mas apesar de verem os milagres, jamais admitiram que o poder de Deus era a fonte deles, ao contrário, disseram que tais obras foram feitas pela influência demoníaca (Mateus 12:24), simplesmente porque se recusaram a reconhecer o Senhor Jesus como o Messias prometido.

Poucas horas antes, o Senhor Jesus fizera dezenas de homens que tinham ido prendê-Lo caírem por terra apenas com uma frase: “Sou eu” (João 18:6). Mas naquele momento, eles o tinham em suas mãos. E por que o Senhor Jesus não usou seu poder?

A resposta é: se o Senhor Jesus tivesse Se livrado da cruz, nós jamais seríamos salvos.

Ele sabia que era o Único capaz não apenas de suportar o escárnio dos homens, mas principalmente a ira de Deus em nosso lugar.

“Por uma só ofensa veio o juízo sobre todos os homens para condenação, assim também por um só ato de justiça veio a graça sobre todos os homens para justificação de vida” (Romanos 5:18)
.
O Senhor Jesus escolheu executar a obra da nossa redenção; ele escolheu Se sacrificar para nos salvar!
“O Pai me ama, porque dou a minha vida para tornar a tomá-la. Ninguém ma tira de mim, mas eu de mim mesmo a dou; tenho poder para a dar, e poder para tornar a tomá-la” (João 10:17-18).

Honra e glória ao Cordeiro de Deus!

Extraído do devocional BOA SEMENTE

Por Litrazini
http://www.kairosministeriomissionario.com/

Graça e Paz