quinta-feira, 25 de junho de 2015

PECADOS MATERIAIS

A igreja é o povo de Deus, um corpo, uma família. Então no nosso meio jamais deve haver espirito de superioridade ou inferioridade com relação aos bens que possuímos.

Jamais devemos achar que por termos mais recursos do que outras pessoas somos melhores do que elas, nem tampouco devemos pensar que somos inferires pelo fato de termos menos recursos do que alguns outros irmãos a quem Deus tem dado uma maior prosperidade material do que anos.

Cada um tem de Deus as suas próprias bênçãos, uns numa proporção maior, outros numa medida menor. Mas o que realmente importa é que nos vejamos como família, onde todos são igualmente importantes e necessários ao Corpo de Cristo que é a sua igreja amada (Colossenses 3.11).

Quando tratamos de pecados materiais, alguns em especial se destacam, são eles: a usura, a avareza e a mesquinhez.

A USURA
Usura é quando fazemos algum empréstimo aos outros e exigimos juros no pagamento deste empréstimo. Por essa razão a Bíblia proíbe terminantemente que os cristãos sejam agiotas. No salmo 15 somos informados de que uma pessoa que empresta seu dinheiro a juros, não está realmente firme aos olhos de Deus. Vejamos alguns textos onde Deus condena a usura:
Deuteronômio 23.19;Ezequiel 18.13; Levítico 25.36; Levítico 25.37; Lucas 6.34.

AVAREZA
Avareza é o apego demasiado ao dinheiro. Ter dinheiro é bom e necessário, mas quando nosso dinheiro se torna nosso maior alvo, incorremos no pecado da avareza.

Deus abomina lideres e crentes avarentos (Êxodo 18.21). O pecado da avareza é a raiz principal de todos os males que há no mundo (I Timóteo 6.10). Num mundo consumista e avarento, o crente deve ter especial cuidado para que seu coração não se contamine com esse espírito maligno que é Mamom.

Deus promete vida longa às pessoas que não se deixam dominar pela avareza (Provérbios 28.16). A avareza é fruto de um coração desgovernado que não deixou Deus entrar (Marcos 7.22). Jesus manda que nos guardemos para não sermos vencidos por esse mal terrível (Lucas 12.15).

No meio da igreja de Deus esse pecado deve ser combatido com rigor e intensa determinação (Efésios 5.3). A avareza é o mesmo pecado da idolatria, a diferença é que na idolatria religiosa, o deus das pessoas é uma imagem, um ídolo enquanto na avareza, o deus da pessoa é o seu dinheiro (Colossenses 3.5).

Quando vermos a prosperidade do outro, não podemos nos deixar vencer pelo desejo avarento de está no lugar dele, nosso costumes devem ser sem avareza, ou seja, tem pessoas pobres ou não que estão prontas a fazer qualquer coisa por dinheiro, isso é um costume avarento, topar tudo por dinheiro não é uma coisa que Deus aprove (Hebreus 13.5).

MESQUINHEZ
Mesquinhez é aquele sentimento de apego ao dinheiro que leva as pessoas a não quererem dividir com os outros seus bens. Podemos ter muitos bens, ou poucos, mas jamais devemos ter um coração mesquinho, egoísta que nos faça olhar sem misericórdia para o sofrimento alheio.

Quem possui bens materiais, deve pedir a Deus um coração generoso para ajudar aos demais, que dele precisam (I Timóteo 6.17-19). Precisamos viver o amor e a glória de Deus não nos deixando ser dominados pela mesquinhez (I João 3.17).

Na vida do cristão, a misericórdia e o amor devem reinar de modo constante para que nossa fé seja confirmada como fé que agrada a Deus e não apenas como uma fé nominal sem valor. (Tiago 2.14-18)

Martinho Lutero dizia que a ultima parte de um homem que se converte sempre é a sua carteira.

Que nós que servimos ao Senhor possamos ter nosso coração, nossas práticas e nossa carteira convertida e sendo usados para a glória de Deus! Que os pecados materiais não nos dominem nem nos impeçam de avançar como Igreja de Deus na terra!

Rosivaldo Silva Santos

Por Litrazini

Graça e Paz