sexta-feira, 21 de agosto de 2015

O QUE QUERO FAZER NÃO FAÇO E QUE DETESTO AÍ EU FAÇO

Título meio confuso né? Pois é, e não é assim que pensamos de vez enquanto? Quantas e quantas vezes já nos questionamos: “O que eu fiz?” ou “Por que eu não fiz?”

É complicada essa nossa luta interior, parece que realmente às vezes temos um diabinho e um anjinho em cada lado, cada um mandando fazer uma coisa diferente. Isso parece mais complicado para nós que somos Cristãos que temos um desejo em nosso íntimo de fazer o que é certo e quando nos damos por conta fizemos tudo ao contrário.

Em outras situações nos motivamos, prometemos a nós mesmo fazer algo bom, uma boa ação ajudar alguém e aí chega na hora acabamos desistindo e não fazemos nada.

Quem não se sente frustrado assim né? Quem não sente um lixo em olhar pra sua vida e ver que fazemos tanta coisa errada que no fundo não queríamos. Mas sabe de uma coisa, tem uma saída, e tem uma explicação.

Você Sabia que o grande apóstolo Paulo, um grande evangelista muito usado por Deus, o cara que escreveu quase que a maior parte do novo testamento, você sabia que esse grande servo de Deus se viu apavorado nessas perguntas? Olha só:

“Sabemos que a lei é divina; mas eu sou humano e fraco e fui vendido ao pecado para ser seu escravo. Eu não entendo o que faço, pois não faço o que gostaria de fazer. Pelo contrário, faço justamente aquilo que odeio. Se faço o que não quero, isso prova que reconheço que a lei diz o que é certo. E isso mostra que, de fato, já não sou eu quem faz isso, mas o pecado que vive em mim é que faz. Pois eu sei que aquilo que é bom não vive em mim, isto é, na minha natureza humana. Porque, mesmo tendo dentro de mim a vontade de fazer o bem, eu não consigo fazê-lo. Pois não faço o bem que quero, mas justamente o mal que não quero fazer é que eu faço. Mas, se faço o que não quero, já não sou eu quem faz isso, mas o pecado que vive em mim é que faz. Assim eu sei que o que acontece comigo é isto: quando quero fazer o que é bom, só consigo fazer o que é mau. Dentro de mim eu sei que gosto da lei de Deus.” Romanos 7: 14-22

Quem escreveu isso foi o apóstolo Paulo, ele se via nesta mesma situação. Quem diária né? Esses versículos rendem inúmeras páginas de estudo, mas o que quero objetivamente passar pra você é que não adianta. Todos nós somos pecadores e pior ainda, temos uma natureza maldosa. Mas se você analisou bem o que Paulo escreveu, o X da questão é que o fato de odiarmos o que fazemos prova que sabemos que estamos indo contra a lei divina, e reconhecemos o que é o certo fazer, porém o que habita dentro de nós não é o bem, mas sim o pecado que faz eu fazer o que não quero.

Talvez você esteja lutando contra o pecado, está lutando contra hábitos horríveis que existe dentro de você. Você conhece a palavra, sabe o que certo, mas mesmo assim não consegue vencer.  Entenda quanto mais você conhecer a vontade perfeita de Deus, mais você vai descobri que não faz nada direito.

Aí você me pergunta: Qual a solução? Desistir? Eu respondo que sim. Desista de lutar com suas forças, porque você vai sempre perder. Paulo chegou a seguinte conclusão, talvez a mesma de você:

“Como sou infeliz! Quem me livrará deste corpo que me leva para a morte? Que Deus seja louvado, pois ele fará isso por meio do nosso Senhor Jesus Cristo! Portanto, esta é a minha situação: no meu pensamento eu sirvo à lei de Deus, mas na prática sirvo à lei do pecado.” Romanos 7: 24-25(NTLH)

Eis a resposta: Jesus! Sangue! Cruz! Graça! Somente pela graça de Cristo é que conseguiremos viver com Cristo. Desista de tentar ser o cara o santarrão, pela mente você pode ser escravo da lei divina saber tudo o que certo, mas pelo corpo você é escravo do pecado.

Somente Jesus vai te capacitar e te fortalecer. Se fosse por mérito nosso a vitória contra o pecado, então iríamos nos gloriarmos em nós mesmo, por isso somente por intermédio de Jesus pra sermos purificados libertados do jugo do pecado.

Não se desespere se você cair, Cristo está com você olhe sempre para aquela Cruz, veja o sangue derramado por você. A graça e o amor de Cristo são mais poderosos, e é através dele que você vai vencer, é pela fé. “O justo viverá pela fé” (Hb. 10: 38).

Não entenda o que falei até agora para justificar o vicio do pecado, Paulo foi bem claro: “Que diremos pois? Permaneceremos no pecado, para que a graça abunde? De modo nenhum. Nós, que estamos mortos para o pecado, como viveremos ainda nele”? Romanos 6:1-2

O que quero lhe fazer refletir é que temos uma luta, e precisamos ter essa luta, mas a vitória não é mérito nosso e não vai ser por suas próprias forças. Reduza seu corpo a nada, morra com Cristo, sepulte a velha criatura em Cristo, dependa em tudo dele, busque a ele, se entregue a Ele, crucifique o seu “eu” todos os dias, e Jesus, somente Ele irá ser capaz de livrar seu corpo da morte.

Guarde essas apalavra no seu coração, veja bem, o apóstolo Paulo também enfrentou essa luta, ela não é exclusividade sua. Mas sempre que o diabo vier te acusar das suas quedas, lembre ele que o Sangue de Jesus é maior e a graça de Cristo vai sempre abundar mais que o pecado. Você é joia rara e Deus te ama incondicionalmente, “Sujeitai-vos, pois, a Deus, resisti ao diabo, e ele fugirá de vós”.(Tg 4:7).

Confie na Garça de Cristo. É por intermédio de dEle que você irá vencer a luta!

Maicon Oliviera

Por Litrazini

Graça e Paz