sábado, 1 de agosto de 2015

REVESTINDO-SE DIARIAMENTE DO AMOR DE DEUS

Deus criou o homem para viver em perfeita harmonia nesta terra, por meio de seus relacionamentos com o Pai e com o próximo. Porém, depois da queda no Jardim do Éden, tornou-se imperfeito, pecador (Romanos 3.23), e dependente da presença constante do Espírito Santo.

Essa presença, fundamental em nossa busca pela santificação e perfeição, só acontecerá por meio de nosso relacionamento com Deus, com a Sua Palavra (João 17.17), e com o nosso próximo. Este, muitas vezes, será o canal que o Senhor usará para nos aperfeiçoar a fim de sermos melhores a cada dia. Por isso, não devemos exigir perfeição nem criar expectativas exageradas sobre o outro para não nos decepcionarmos. Ao contrário, devemos ser conscientes de que não existe pessoa perfeita. 

Erramos quando idealizamos alguém que supra nossas expectativas de perfeição absoluta. Muitos casais se divorciam, pois buscam em seu parceiro um ideal de perfeição que não existe, e, ao se decepcionarem, não sabem lidar com as diferenças. Ninguém quer ceder, aceitar o outro do jeito que ele é, ou mudar seu comportamento a fim de que o outro também queira mudar. 

Existem pais que colocam os filhos num pedestal de perfeição e, com o passar do tempo, descobrem que não foram capazes de criar um ser perfeito. Alguns até sentem-se culpados pelos erros de seus filhos. Esquecem que eles já nasceram com o pecado inerente em seu ser. 

Fomos criados para ser perfeitos, por isso, almejamos a perfeição, que só alcançaremos no céu, onde tudo será novo (Apocalípse 21.4,5). Mesmo assim, devemos priorizar uma vida equilibrada e pautada na Palavra de Deus a fim de sermos saudáveis e íntimos do Senhor.

QUER SABER O SEGREDO PARA UMA VIDA ABENÇOADA, PRÓSPERA, FELIZ E SANTA?
Revista-se diariamente do amor, o vínculo da perfeição (Colossenses 3.14). Somente por meio do precioso amor de Deus conseguiremos amar e nos relacionar com seres imperfeitos, que estão a caminho da perfeição. 

Ao invés de querer mudar o outro e exigir perfeição, empregue sua energia para compreender a maneira de ser do outro. Conheça sua história, seus valores, suas crenças. Valorize-o como ser humano, criado à imagem e semelhança de Deus.

As pessoas não mudam nem se transformam quando querem ou porque precisam. Mudam e são transformadas quando se comprometem com Deus, consigo mesmas e com o próximo. Esse processo é complexo e, para que ocorra, é fundamental reconhecer que é necessário e ter força interior para abandonar os maus hábitos e enfrentar o medo do novo e do desconhecido.

Precisamos de Deus e da ajuda do próximo na busca pelo aperfeiçoamento. Devemos ser generosos, bondosos e compreensivos com os erros e fraquezas dos outros, e compreendê-los, a começar por nossos familiares, pois, muitas vezes, temos grande dificuldade em aceitar suas falhas. 

Somos limitados, imperfeitos e carecemos do amor e da graça de Deus em nosso aprimoramento diário. Ainda bem que as misericórdias do SENHOR são a causa de não sermos consumidos; porque as suas misericórdias não têm fim (Lamentações 3.22,23). Doe diariamente essa graça e misericórdia.

Dra Elizete Malafaia

Por Litrazini

Graça e Paz