sábado, 17 de outubro de 2015

PRÓXIMOS E TRANSFORMADOS

Mas todos nós, com rosto descoberto, refletindo como um espelho a glória do Senhor, somos transformados de glória em glória na mesma imagem, como pelo Espírito do Senhor  (2 Coríntios 3:18).

Somos ensinados aqui que os crentes são trazidos à mesma presença da glória do Senhor, e que agora O contemplamos com a face descoberta.

Portanto, nossa posição corresponde à de Moisés quando sua face brilhou, após descer do monte (Êxodo 34:34-35).

Deus “que disse que das trevas resplandecesse a luz, é quem resplandeceu em nossos corações, para iluminação do conhecimento da glória de Deus, na face de Jesus Cristo” (2 Coríntios 4:6). 

Por Cristo ter expiado nossos pecados em Seu corpo na cruz, Deus pode agora, em justiça e em graça, nos conceder um lugar onde podemos contemplar sem véu a glória de Cristo.

Não é suficiente saber que nossos pecados estão perdoados e que agora somos filhos de Deus. Ele também quer que saibamos que somos trazidos a Sua presença e que não há nada entre nós e a glória do Senhor.

A visão dessa glória enche nossa alma? Estamos conscientes que ocupamos este lugar de proximidade e que cada raio da glória tem um tremendo poder transformador?

O próprio Cristo é a fonte de nosso poder e, portanto, tem de ser o Centro de toda nossa vida.

No caso de Estevão, quando viu a glória de Deus e o Senhor Jesus de pé ao lado de Deus (Atos 7:55), ele foi fortalecido e olhou acima das circunstancias, conseguindo até orar por aqueles que o estavam assassinando.

Quando Cristo está diante de nós, recebemos poder; mas se nosso olhar está desviado ou bloqueado, caímos e fracassamos.

Extraído do devocional BOA SEMENTE

Por Litrazini


Graça e Paz