quinta-feira, 26 de novembro de 2015

SEDE AGRADECIDOS

“... Bendize, ó minha alma, ao SENHOR, e não te esqueças de nenhum de seus benefícios. É Ele que perdoa todas as tuas iniquidades e sara todas as tuas enfermidades; quem redime a tua vida da perdição e te coroa de benignidade e de misericórdia; quem enche a tua boca de bens, de sorte que a tua mocidade se renova como a águia. Salmo 103.1-5.

Estas são palavras que brotam de um coração muito feliz e satisfeito. O salmista tem imensa alegria e fervente amor em seu ser.

Não cessa de louvar e agradecer a Deus. Diz: “Bendize… Tudo que há em mim”, ou seja, minha mente, meu espírito, meu corpo, todas as minhas forças, sentidos e talentos; sim, “Bendize ó minha alma ao Senhor, e não te esqueças de nenhum de seus benefícios”.

Depois convida aos santos anjos, que também louvem a Deus dizendo: “Bendizei ao Senhor, anjos seus… Todos os seus exércitos, vós, ministros seus que executais o seu beneplácito”.

E para não mais seguir enumerando, resume dizendo: “Bendizei ao Senhor, todas as suas obras, em todos os lugares do seu domínio”.

Finalmente, o salmista termina como começou: “Bendize ó minha alma ao Senhor”.

O amigo do Senhor, o rei Davi, nos ensina carinhosamente como ter verdadeira felicidade e bem aventurança eterna.

O segredo da felicidade verdadeira e durável se encontra unicamente em Deus, e na amizade com Ele. Amizade que Ele nos demonstra e nos oferece através de seu Filho, Jesus Cristo.

Oh amado Deus e Pai Celestial, dá-nos tua bênção também para esta presente vida terrena. Concede-nos o bendito dom da paz e guarda-nos de guerras e conflitos. Amém.

Sóstenes Ferreira da Silva

Por Litrazini


Graça e Paz