quarta-feira, 6 de abril de 2016

ENCORAJAMENTO PARA PROSSEGUIR

Deveríamos levar em conta que Deus trabalha a questão motivacional. É só olhar para as abundantes promessas de recompensa aos que O servem!

Lamentavelmente alguns realmente acreditam que ninguém precisa de incentivo e encorajamento, mas não é isso que o Criador pensa – e ninguém questiona que Ele entende bem sobre o homem (melhor que o próprio homem).

Basta perceber quantas vezes as Sagradas Escrituras mostram o próprio Deus encorajando seus servos para entender isto! Observe, por exemplo, como o Senhor fala com Josué:

“Ninguém te poderá resistir todos os dias da tua vida. Como fui com Moisés, assim serei contigo; não te deixarei, nem te desampararei. Esforça-te, e tem bom ânimo, porque tu farás a este povo herdar a terra que jurei a seus pais lhes daria. Não to mandei eu? Esforça-te, e tem bom ânimo; não te atemorizes, nem te espantes; porque o Senhor teu Deus está contigo, por onde quer que andares.” Josué 1:5,6,9


O que o Senhor está dizendo a Josué, seu servo, é basicamente o seguinte: “Você pode, você consegue! Você não está sozinho para cumprir esta missão, Eu estou contigo e te capacito. Seja forte e se atreva a confiar que Eu te usarei para levar este povo a desfrutar da promessa que está nação aguarda por séculos…”.

Isso é que é encorajamento! Quase consigo ouvir um brado dos céus a Josué: “Você é o cara!”

Também deveríamos levar em conta que Deus trabalha a questão motivacional. É só olhar para as abundantes promessas de recompensa aos que O servem!

Além do Senhor encorajar-nos ao trabalho mostrando-nos que podemos cumprir aquilo que nos foi confiado (nossa capacidade de resultado), Ele também motiva-nos lembrando continuamente que haverá galardão, recompensa (que ao final olharemos para trás reconhecendo que valeu a pena todo esforço e dedicação).

Se o Senhor demonstra (em suas conversas e promessas) que o ser humano precisa de encorajamento e motivação para realizar a Sua obra, precisamos entender que isto revela não apenas uma característica divina – que devemos imitar (Ef5.l) como também uma necessidade humana de receber encorajamento e motivação – que devemos compreender melhor.

Pr. Luciano Subirá


Por Litrazini


Graça e Paz