terça-feira, 17 de maio de 2016

O BEM E O MAL


Sereis como Deus, sabendo o bem e o mal. (Gn.3.5)

Cristo Jesus… não teve por usurpação ser igual a Deus. Mas aniquilou-se a si mesmo (Filipenses 2:5-7)

No jardim do Éden, Adão e Eva viviam em perfeita harmonia com o seu Criador. Mas Satanás semeou dúvidas quanto ao amor de Deus em suas mentes através de suas mentiras, e como resultado da desobediência, os primeiros seres humanos destruíram o vínculo entre eles e Deus.

No lugar daquele feliz relacionamento marcado pelo amor, veio, não a desejada independência, assim como a serpente lhes havia induzido, mas a terrível escravidão do pecado.

Ao comer do fruto proibido, eles aprenderam por experiência própria acerca da existência do bem e do mal, da obediência e da desobediência, do amor e do ódio, da vida e da morte, mas sem a capacidade de fazer o bem ou evitar o mal.

O homem tenta, em vão, definir o que é bom, independentemente de Deus, apesar de sua consciência do que seja Ele: todos os moralistas, filósofos e vários pensadores religiosos tentam o mais difícil.

Seus esforços estão fadados ao fracasso por não terem o devido conhecimento e nem qualquer possibilidade de praticar o que é verdadeiramente bom fora de um relacionamento vivo e pessoal com Deus através do Senhor Jesus Cristo.

O bom consiste na vontade revelada de Deus; fazer a Sua vontade é fazer o bem. Assim, encontramos o verdadeiro conhecimento do bem na Pessoa de Jesus Cristo, como Ele é descrito na Bíblia.

E recebemos a força para colocá-lo em prática, através da operação do Espírito Santo.

Extraído do devocional BOA SEMENTE

Por Litrazini

Graça e Paz