quarta-feira, 15 de junho de 2016

QUEM EXPLICA DEUS?

“Ó profundidade das riquezas, tanto da sabedoria, como da ciência de Deus! Quão insondáveis são os seus juízos, e quão inescrutáveis os seus caminhos!” Romanos 11:33.

Deus criou o universo, como um escritor escreve um livro, tudo procedeu da sua mente, personagens, objetos, cenários e vidas, na sua textualidade, tudo nasce, cresce, desenvolve-se, e tem o seu final. Como contender com alguém assim com uma sabedoria tão implacável? “Que anuncio o fim desde o principio, e desde a antiguidade as coisas que ainda não sucederam; que digo: O meu conselho será firme, e farei toda a minha vontade.” Isaias 46:10

Agora pensemos: toda a imensidão da terra, e as profundidades das águas, porém, tudo isto é como uma bolinha de gude nas mãos de Deus. Assim como o nosso planeta, existem tantos outros, que eu acredito que Deus tenha os formado, no mesmo processo. “Eu formo a luz e crio as trevas eu faço a paz, e crio o mal; eu, o Senhor, faço todas as coisas.” Isaias 45:07

E Deus criou a luz para opor-se a escuridão, sendo que ambas, está para tudo o que existe no universo, e para que nós, soubéssemos, diferenciá-las, fez o sol, para governar o dia, e a lua para governar a noite, tudo para que entendêssemos a sua linguagem, para que foi feito, Ele fez tudo com precisão, com eficácia nos detalhes, sem nada faltar. “E para governar o dia e a noite, e para fazer separação entre a luz e as trevas. E viu Deus que era bom.” Genesis 01:18

Leve a sua mente um pouco mais distante, para ver este homem por detrás de uma bolha, e, ordenado para cada coisa que você sabe que existe, “haja”, “venha a existir”. E tudo surgiu, já com todo o seu enredo determinado, princípio, meio e fim. “E disse Deus: Haja Luz. E houve luz.” Gêneses 01:03

O que eu desejo: é que você comece a raciocinar a incomensurável grandeza de Deus, a extravagância do seu poder, a magnitude da sua sapiência, a incontestável riqueza da sua inteligência, a suprema autoridade e obediência que há no som da sua voz, Deus mandou uma vez, e tudo que existe se fez. “A quem me fareis semelhante, e com quem me igualareis, e me comparareis, para que sejamos semelhantes?” Isaias 46:05.

É a este Deus que nós temos que nos curvar, adorá-lo pelo o que Ele é; excelente em feitos, incompreensível no conhecer; incalculável no saber; só Ele faz coisas que ninguém, nenhum outro consegue fazer, nem imitar. “Dizei a Deus: quão tremendo és tu nas tuas obras! Pela grandeza do teu poder se submeterão a ti os teus inimigos.” Salmos 66:03

Quando nós tivermos entendimento de quem é realmente Deus, todos os prognósticos argüidos por homens viram nada, porque de fato, só Deus é, Só Deus pode, Só Deus faz, Só Deus é Deus. “Verdadeiramente tu és o Deus que se ocultas, o Deus de Israel, o Salvador.” Isaias 45:15

Mesmo com todo este horrendo e terrível poder em si, Ele sujeitou-se ser pequeno, para nos fazer entender que Ele conhece a nossa fragilidade, e, só Ele tem a solução para tudo o que precisarmos. Só Deus pode preencher os espaços vazios por dentro e por fora de nós. Somos uma espécie de ser vivo, totalmente, dependente, de quem nos criou.

Quando firmarmos isto dentro de nós, aplicarmos no nosso dia a dia, as coisas as quais achamos ser grandes, como: dinheiro, poder, fama, status etc. ficarão tão fúteis, quer tê-los ou não, não tirará de nós a maior alegria que existe, a de viver, como filho de um Pai tão estupendo.

Todas as coisas se sujeitarão a nós, por que, em nós, refletirá a sabedoria da presença deste Deus. “E te darei os tesouros das escuridades, e as riquezas encobertas, para que possas saber que eu sou o Senhor, O Deus de Israel, que te chama pelo teu nome.” Isaias 45:03

Senhor, Nosso Deus, nos ajude a te conhecer!

Pra. Elza Amorim Carvalho

Por Litrazini

Graça e Paz