quarta-feira, 31 de agosto de 2016

ONDE DEPENDURAR A MOCHILA DA ANSIEDADE?

Entreguem todas as suas preocupações a Deus, pois ele cuida de vocês. (1Pe 5.7)

Para aquele que crê na existência de Deus apenas como uma força estranha e extraterrestre que planejou e criou o universo e o mantém em forma (Deus seria o supremo arquiteto, o supremo engenheiro civil e o supremo engenheiro mecânico), a ideia de um Deus que ama e que se envolve pessoalmente com a criatura é absurda.

Um dos ministérios dos crentes é ajudar essa pessoa a expandir o seu modestíssimo conceito de Deus, pois o fim principal do ser humano é conhecer o amor divino e usufruir dele para sempre.

O conselho de Pedro é simples e gostoso demais: “Entreguem todas as suas preocupações a Deus, pois ele cuida de vocês”. Essa mesma palavra com verbos sinônimos reforçam a entrega: “Descansem em Deus”; “Deixem com Deus as suas preocupações”; “Coloquem nas mãos de Deus as suas ansiedades”; “Confiem em Deus os seus sustos e medos”; “Lancem sobre Deus a sua inquietude”; “Vivam livres do peso de sua ansiedade”.

O pomo da discórdia não é a vantagem disso tudo, mas a possibilidade de fazer tais coisas. Essa é uma barreira que precisa ser ultrapassada, para o bem da saúde espiritual, da saúde emocional e da saúde física.

Isso porque é verdade bíblica, experimental e histórica que, em resposta a essa entrega, Deus cuidará pessoalmente de nós, Deus estará sempre se ocupando de nós, Deus tomará conta de nós.

Pedro não é o primeiro nem o único a recomendar essa forma maravilhosamente válida de encontrar alívio. A exortação de Salmo 37.5 é famosa: “Entrega o teu caminho ao Senhor, confia nele, e o mais ele fará” (ARA); “Silencie diante do Eterno e espere por ele” (BH).

No sermão da montanha, Jesus corrobora com Pedro: “Não se preocupem com a comida e com a bebida que precisam para viver nem com a roupa que precisam para se vestir” (Mt 6.25).

Devemos imitar Jeremias: “Coloquei a minha causa nas tuas mãos” (Jr 11.20)!

Retirado de Refeições Diárias com os Discípulos. Editora Ultimato.

Por Litrazini

Graça e Paz

terça-feira, 30 de agosto de 2016

OS 7 'COMOS' DE DEUS

"…Portanto, cada um de vocês também ame a sua mulher como a si mesmo, e a mulher trate o marido com todo o respeito". Ef 5.22 – 33

Não há uma pessoa em Belo Horizonte, que não tenha ficada chocada com a tragédia que aconteceu em Nova Lima, quando um empresário matou sua esposa a facadas e depois se matou.

Muitas vezes olhamos para um condomínio fechado, para uma pessoa que tem uma boa condição financeira e achamos que está tudo bem, porque julgamos pelas aparências. Mas pode ser que aquela pessoa esteja vivendo uma verdadeira guerra.

O texto de Efésios 5, fala sobre a família, sobre o referencial que devemos ser e a igreja não pode se omitir e olhar segundo as aparências. Antes deve pregar a todas as pessoas independentes de sua condição social, porque o diabo não tem emoções, ele não respeita diplomas na parede. Todos carecemos da salvação eterna e temos um único adversário que é satanás.

I COMO: “AS MULHERES SEJAM SUBMISSAS AO SEU MARIDO, COMO AO SENHOR. VS 22
A palavra submissão é muito mal traduzida no português. A submissão da mulher na Bíblia é equivalente a ser ‘sub-comandante’ na família. A palavra sub, significa: a principal pessoa na ausência do principal. As mulheres devem ser submissas ao marido como já fazem com Deus, com Jesus.

É como num avião que tem o comandante e o sub-comandante. Muitas mulheres rejeitam a palavra submissão, porque os maridos interpretam essa palavra de forma errônea.
Ao tomar decisões, o comandante (no caso o marido), pedirá opiniões ao sub-comandante (a esposa), porque na sua ausência, a mulher deve saber tudo que está acontecendo.
A palavra submissão na Bíblia não deve remeter as mulheres uma condição de escravidão, e sim a compreensão da posição da mulher no casamento, que é de auxiliar o marido.

II COMO: “PORQUE O MARIDO É O CABEÇA DA MULHER, COMO TAMBÉM É CRISTO O CABEÇA DA IGREJA…” Vs 23
A igreja é de Cristo! Para salvar a igreja, Cristo precisa ser O Cabeça! A decisão final é do cabeça, do homem!

III COMO: “COMO, PORÉM A IGREJA ESTÁ SUJEITA A CRISTO, ASSIM AS MULHERES SEJAM EM TUDO SUBMISSAS AO SEU MARIDO!”
Porque muitas mulheres não prestam conta do que fazem aos seus maridos? Pela influência de satanás nas famílias. A Bíblia diz que as mulheres devem ser submissas em tudo aos seus maridos. Isso significa, prestar contas, pedir opinião, etc. Fazes essas coisas não denigrem a mulher, antes a dignifica.

IV COMO: “MARIDOS, AMAI VOSSA MULHER, COMO TAMBÉM CRISTO AMOU A IGREJA E A SI MESMO SE ENTREGOU POR ELA.” VS 25
Amar a esposa como Cristo amou a igreja é mais difícil que a esposa ser submissa ao seu marido. O marido deve entregar-se por sua esposa, defendê-la, e dar o melhor a ela.
O marido deve tomar iniciativa dentro do lar, conferir segurança, proteção a sua esposa. Existem fases que o marido pode ficar desempregado, ou seu salário diminuir, mas são circunstâncias passageiras que não podem se perpetuar. O marido não deve ser preguiçoso, sua obrigação é trazer provisão para o lar!

V COMO: “ E PARA APRESENTÁ-LA A SI MESMO COMO IGREJA GLORIOSA, SEM MANCHA NEM RUGA OU COISA SEMELHANTE, MAS SANTA E INCULPÁVEL.” EF 5.27
O marido deve apresentar sua esposa ao Senhor pura, deve zelar por sua vida espiritual. Existem esposas que chamam seus maridos para ir a igreja, que tomam a iniciativa do clamor, da oração pelo lar – quando essa postura deve partir do homem, do cabeça.

VI COMO: “ASSIM TAMBÉM OS MARIDOS DEVEM AMAR A SUA MULHER, COMO AO PRÓPRIO CORPO!” VS 28
O mesmo homem que escuta uma mulher pedir socorro e mata sua esposa a facadas é capaz de matar a si mesmo também com facadas. O que aconteceu com esse empresário, aconteceu com Judas. Veja Mateus 27.1-6. Judas não tinha amigos, não havia ninguém que poderia ser como um ‘freio’ na vida, e nas decisões dele.

O que é isso que tem acontecido nas famílias? As pessoas estão se alimentando com toda a sorte de porcarias através da televisão, da pornografia, da internet. Muitos se isolam, e na hora da angustia, do desespero, não têm ninguém com quem contar!

A mulher deve respeitar seu marido e vice-versa. Se você está vivendo situações difíceis no seu casamento peça ajuda! Um homem que mata sua esposa a facadas, a vê pedindo socorro e faz uma atrocidade dessas – isso não é normal! Meu Deus! Senhor cuide de nós, cuide das nossas famílias!
A ganância do ser humano e todo o dinheiro que uma pessoa possa ter, jamais substituirão a paz! Jesus disse: “Deixo-vos a minha paz, a minha paz vos dou, não como o mundo a dá.”

VII COMO: CADA UM AME A SUA ESPOSA, COMO A SI MESMO, E A ESPOSA RESPEITE O MARIDO (VS 33)
Chega um momento na vida do casal, que mais importante que as demonstrações de amor, é o respeito. Só com o respeito o casamento subsiste. O respeito nunca é demais e a base para um relacionamento feliz e próspero!

Jorge Linhares

Por Litrazini

Graça e Paz

segunda-feira, 29 de agosto de 2016

A FELICIDADE DE TERMOS O SENHOR COMO NOSSO PASTOR

O Senhor e o meu pastor e nada me faltará. Salmo 23.1. Podemos parar pra ver a essência deste texto: o senhor é o meu pastar e nada me faltará, a essência e confiança de Davi ter Deus como seu pastor.

O SENHOR. Este salmo, originado na mente do senhor e inspirado pelo Espirito Santo, expressa seu empenho e incessante cuidado pelos seus seguidores, Eles são o precioso alvo do seu divino Amor. Ele tem cuidado de cada um deles. Como um pai cuida de seus filhos e como um pastor, das suas ovelhas.

O SENHOR É MEU PASTOR. Mediante uma metáfora frequentemente empregada no At (Sl 28.9; 79.13; 80.1; 95.7; Is 40.11; Jr 31.10; Ez 34.6-19) Deus é comparado aqui a um pastor, ilustrado isso o seu grande Amor por seu povo. O próprio senhor Jesus empregou a mesma metáfora para expressar seu relacionamento com seus (Jo 10.11-16; Cf Hb 13.20; 1 Pe 5.4).

Duas verdades destacam-se aqui:
(1) Deus, através de Cristo e do Espirito Santo, esta afeiçoado a cada de seus filhos, que ele deseja amar, cuidar, proteger, guiar, e estar perto desses filhos, como um bom Pastor cuida de suas ovelhas. (ver João 10. Vs 11,14)
(2) Os crentes são ovelhas do Senhor, pertencemos a Ele e somos alvo especial do seu amor e atenção ¨todos nós andamos desgarrados como ovelhas¨ (Isaias 53.6), o Senhor nos redimiu com seu sangue derramado (1 Pedro 1.18,19), e agora somos dEle, como suas ovelhas, podemos lançar mão das promessas desse Salmo quando atentamos a sua voz e o seguimos ( ver João 10.3-5; 10.28).

NADA ME FALTARÁ. Isto significa
(1) Que não me faltará nada que for necessário á realização da vontade de Deus em minha vida ( 3 João vs 2);
(2) Que me contentarei com a provisão e cuidado do Bom Pastor, mesmo em tempos pessoalmente difíceis, porque devemos confiar no seu amor (João 10.11; Filipenses 4.11-13)

DEITA-ME FAZ EM VERDES PASTOS. Porque esta presente e perto de mim, posso deitar-me em paz livre de todo medo. O Espirito Santo como meu consolador, conselheiro e ajudador e comunica-me o cuidado pastoral e a presença de Cristo (João 14.16-18; Cf 2 Timóteo 1.7).

(1) Meu descanso tranquilo na sua presença e terá lugar em verdes pastos, isto é em Jesus e na Palavra de Deus, que são indispensáveis a uma abundante ( João 6. 32-35, 63; 8.31; 10.9;15.7); (2)¨guia-me mansamente a aguas tranquilas¨ do seu Espirito Santo (salmo 1.4) Cf Jeremias 2.13; João 7.37-39)

REFRIGERA A MINHA ALMA. Quando fico desanimado (Salmo 42.11). O Bom Pastor reaviva e revigora minha alma mediante o seu poder e graça, (Provérbios 25.13). guia-me por meios do Espirito Santo (Romanos 8.14) nos caminhos por Ele escolhidos que se conformam com seus alvos de santidades, Cf Romanos 8.5-14) correspondendo obedecendo: sigo o Pastor ouvindo a sua voz, (João 10.3,4); não seguirei ¨a voz do estranho¨ João 10.5.

TU ESTÁS COMIGO. Em tempos de perigo, dificuldade, e mesmo de morte, o crente não teme nenhum mal. Por quê? ¨tu estas comigo em todas as situações da vida (cf Mt 28.20).
A Vara (pedaço de pau curto) é um arma de defesa ou disciplina, que simboliza a força, isto é o poder e autoridade de Deus (Ex 21.20; jó 9.34).
O cajado ( uma vara longa e delgada, tendo um gancho numa das extremidades) serve para trazer a ovelha para perto do pastor, para guia-la no caminho certo, ou para remove-la em caso de perigo. A vara e o cajado de Deus nos da certeza do seu amor e orientação em nossa vida. Cf Salmo 71.21; 86. 1 7).

PREPARAS UMA MESA. Deus é aqui descrito como aquele que supre as necessidades de seus filhos em meio as forças do mal que procuram destruí-los, coro e alma (Rm 8.31-39).
(1) Apesar de o crente estar em luta diária contra satanas e ter em volta de si uma sociedade pagã, a graça de Deus que ele recebe capacita-o a viver e se regozijar na presença de Deus (2 Co 12.9,10). Ele pode saciar-se á mesa do Senhor com fé, ação de graça e esperança em perfeita paz, e protegido pelo sangue derramado e o corpo partindo desse Bom Pastor. Ver 1 Co 11.23.
(2) ¨unges a minha cabeça com o óleo refere-se ao favor e benção especiais de Deus, pela unção do seu Santo Espirito no corpo, mente e espirito do crente (Ef 5.18)
(3) O meu cálice transborda. Aqui, a tradução literal é: Meu cálice tem bebida abundante, é uma alusão ao bebedouro do pastor, que era uma pedra grande escavada em forma de tanque, cabendo quase 200 litros de água, onde as ovelhas bebiam.

A BONDADE E A MISERICÓRDIA. A misericórdia refere-se ao fiel amor e a bondade de Deus. O crente, tendo consigo o Bom Pastor na peregrinação desta vida, terá sua ajuda, bondade e seu sustento constantes, em qualquer situação o crente pode confiar que o Bom Pastor fará com que todas as coisas cooperem para o seu bem (Rm 8.28; Tg 5.11).

O alvo do crente que segue o Bom Pastor é desfrutar da sua bondade e misericórdia é uma dia estar com Ele eternamente (1 Ts 4.17) contemplar sua face (Ap 22.4) e servi-lo para sempre na sua casa (Ap 22.3; Jo 14. 2,3). Muitas vezes encontramos em varias casa a Bíblia aberta no salmo 23, mas nunca paramos pra meditar na importância deste capitulo, se pararmos pra meditar neste versículo veremos e teremos a certeza e confiança em que Davi teve em expressar esse salmo, vamos deposita a nossa confiança no Senhor seja qual for a situação.

Alex Souza

Por Litrazini

Graça e Paz

domingo, 28 de agosto de 2016

ORANDO POR REVELAÇÃO

“Quando você está lendo um livro em um quarto escuro e acha isto difícil, leva-o para perto de uma janela para receber mais luz. Da mesma forma, leve sua Bíblia a Cristo.” (Robert Murray M’Cheyne)

“Desvenda os meus olhos, para que eu veja as maravilhas da tua lei” Salmos 119.18

Quando desejamos profundamente algo da parte de Deus, levamos isto ao altar do Senhor através da oração. Esta é a maneira de recebermos qualquer coisa que Deus tem para nós. Como Tiago ensinou “Nada tendes, porque não pedis” (Tg 4.2)

O autor do Salmo 119 tinha um anelo pela compreensão da Palavra de Deus, e ele levou tudo em oração ao Senhor. Ele clamou por revelação da Palavra. Este é um passo básico e fundamental que devemos dar em direção ao conhecimento revelado: orar especificamente por isto! Seja qual for a área das nossas vidas, se quisermos a ação divina, devemos orar. Mesmo que outros princípios espirituais estejam em operação, devemos clamar ao Senhor, e Ele nos responderá do Céu.


REVELAÇÃO POR TRÁS DA ORAÇÃO

Há uma revelação de Deus quando oramos. O Senhor nos prometeu isto:“Clama a mim, e responder-te-ei, e anunciar-te-ei coisas grandes e ocultas, que não saber” Jeremias 33.3. Deus não disse que Ele simplesmente daria uma resposta ao clamor e à oração, mas que, juntamente com a resposta, também viria revelação, ou seja, o anúncio de coisas grandes e ocultas que não sabíamos. Em outras palavras, Deus, além de responder a oração, revela mistérios.

Vemos um claro cumprimento desta palavra do Senhor no Livro de Daniel. Quando Daniel achegou-se ao Senhor em oração pelo seu povo, a consequência doi que Deus lhe deu tremendas revelações sobre a sua nação.Se ansiamos pela manifestação do conhecimento por revelação, temos que orar por isto. O Novo Testamento registra orações que Paulo fazia, pedindo revelação ao Senhor: “… vos dê em seu conhecimento o espírito de sabedoria e de revelação; Tendo iluminados os olhos do vosso entendimento, para que saibais qual seja a esperança da sua vocação, e quais as riquezas da glória da sua herança nos santos…” Efésios 1:16-20

“E peço isto: que o vosso amor cresça mais e mais em ciência e em todo o conhecimento, para que aproveis as coisas excelentes, para que sejais sinceros, e sem escândalo algum até ao dia de Cristo; cheios dos frutos de justiça, que são por Jesus Cristo, para glória e louvor de Deus.” Filipenses 1:9-11

“Por esta razão, nós também, desde o dia em que o ouvimos, não cessamos de orar por vós, e de pedir que sejais cheios do conhecimento da sua vontade, em toda a sabedoria e inteligência espiritual; para que possais andar dignamente diante do Senhor, agradando-lhe em tudo, frutificando em toda a boa obra, e crescendo no conhecimento de Deus; corroborados em toda a fortaleza, segundo a força da sua glória, em toda a paciência, e longanimidade com gozo” Colossenses 1:9-11

“Para que os seus corações sejam consolados, e estejam unidos em amor, e enriquecidos da plenitude da inteligência, para conhecimento do mistério de Deus e Pai, e de Cristo, em quem estão escondidos todos os tesouros da sabedoria e da ciência.” Colossenses 2:2,3

Algo que frequentemente eu tenho feito e aconselhado outras pessoas a fazerem é transformar estas orações à Primeira Pessoa do Singular onde quer que haja pronomes. Exemplo: ao invés de orar: “que os vossos olhos sejam…”, você pode orar: “que os meus olhos sejam…”

Entretanto, você não tem que fazer estas orações como se estivesse repetindo uma “fórmula mágica”! O ideal é que você expresse o anseio do seu coração pela revelação da Palavra, usando estas orações ou não. Uma coisa, porém, é certa: Se Deus dirigiu a Paulo a orar assim e até mesmo a registrar em suas Cartas que ele realmente orava por isto, então isto significa que o Senhor queria dizer-nos que nós também devemos orar desta forma e Ele responderá!


INTERCESSÃO
Enquanto o autor do Salmo 119 orava por si mesmo, Paulo, por sua vez, orava por terceiros.
Esta é uma prática que devemos ter se quisermos ver pessoas sendo tocadas pelo Espírito de sabedoria e revelação. Devemos orar pelas igrejas de hoje, assim como Paulo intercedia pelas igrejas da sua época.

Se você conhece pessoas que demonstram uma grande dificuldade em entenderem as coisas espirituais, comece a orar por elas, e você verá de fato como nosso Pai celestial intervirá!

Luciano Subirá

Por Litrazini

Graça e Paz

sábado, 27 de agosto de 2016

CALVÁRIO E PENTECOSTES = DEZ DIAS

O livro de atos nos conta que se passaram dez dias entre a ascensão de Jesus e a vinda do Espírito Santo sobre os discípulos. Por que se passaram tantos dias?

Provavelmente os discípulos se sentiram como soldados que fazem uma pausa obrigatória em meio ao campo de batalha, após perderem o seu general. A confusão os deixava perplexos, não sabiam o que fazer.

Mas por que dez dias? Porque tinham de esperar que chegasse a festa de Pentecostes. Deus havia determinado que Cristo morreria na festa da Páscoa, porque ele simbolizava o Cordeiro que liberta os pecadores. Assim como o cordeiro pascoal lembrava a libertação do Egito, da mesma maneira teriam de esperar a festa de Pentecostes para que o Espírito Santo descesse, pois simbolizava os primeiros frutos da colheita.

E assim aconteceu. No dia que era para vir o Segador, o Espírito Santo, três mil frutos foram colhidos como primícias do Reino.

O Pentecoste marcou o começo dos últimos dias. Esses dias vão desde a descida do Espírito Santo até a Segunda vinda de Jesus. Nós estamos vivendo os últimos dias. Este é o tempo do Espírito Santo, é o tempo da colheita. O segador vem para convencer o mundo do pecado, da justiça e do juízo. Pedro explicou o que havia acontecido, dizendo que o derramamento do Espírito era o cumprimento da profecia de Joel.

Não podemos tornar a repetir o Pentecostes, como não podemos voltar a repetir o Calvário, mas podemos nos apropriar do poder do Pentecostes com a mesma segurança com que podemos nos apropriar da redenção por meio do Calvário.

Muitas pessoas passam anos sem saber a diferença entre possuir o Espírito Santo e ser cheio dele. A partir do momento da conversão, o Espírito Santo passa a morar em todo crente. Porém, todo cristão necessita ser continuamente cheio do Espírito. Por isso o enchimento do Espírito é sempre algo a ser cultivado a cada dia.

Deus está nos enchendo com o seu Espírito. Não podemos nos dirigir ao mundo sem antes nos dirigir a Deus. Alguns querem fazer a obra sem conhecer o Deus da obra. Alguns querem ser usados por Deus, não querem passar pela oficina do oleiro e dizer a Deus: “Eu quero ser cheio do teu Espírito Santo, porque necessito de unção renovada para servir-te e abençoar os que estão ao meu redor”.

Deus quer encher a você do Espírito por que Ele necessita de você. Estamos vivendo uma nova fase da vida da Igreja de Jesus Cristo. A fase da busca de Deus, da resposta ao seu chamamento. A fase do levantamento de homens e mulheres para cumprir sua missão

Transcrito por Litrazini

Graça e Paz

sexta-feira, 26 de agosto de 2016

NEM MEDO NEM PREOCUPAÇÃO

Não tenham medo de ninguém, nem fiquem preocupados. (1Pe 3.14b)

Fazer o que é certo cria uma situação incômoda para aqueles que não o fazem. Estes ficam com raiva daqueles que procedem corretamente e os ameaçam. Diante dessa situação e dessas pessoas, Pedro exorta para que não se tenha medo dessas ameaças nem se dê espaço à preocupação.

A tranquilidade deve ser mantida mesmo diante da agitação alheia. Outras versões preferem dizer “não se alarmem”, “não se turbe o seu coração”, “não se intimidem” ou “não percam o sono”.

Das duas recomendações do apóstolo (não ter medo, não ficar preocupado), qual seria a mais difícil?

É provável que a maior parte dos crentes ache mais fácil vencer o medo do que a preocupação.

A preocupação é uma doença. Ela desgasta, envelhece, rouba a segurança emocional e o bem-estar mental.

A Bíblia está cheia de exortações contrárias ao medo.

Aos israelitas, Deus disse: “Não se assustem, não se apavorem, não fiquem com medo” (Dt 20.3).

Antes de morrer, Moisés disse a Josué: “Não se assuste, não tenha medo” (Dt 31.8).

A maior concentração de passagens com “não tenham medo” está no livro de Isaías. Numa delas, Deus diz: “Não fiquem com medo, pois estou com vocês; não se apavorem, pois eu sou o seu Deus” (Is 41.10).

No mesmo capítulo, lê-se: “Você é pequeno e fraquinho, mas não tenha medo” (Is 41.14). Um pouco antes, Deus havia recomendado: “Não tenham medo daquilo que o povo tem medo” (Is 8.12).

Mas a Bíblia condena também a preocupação. Até o Faraó do Egito mandou dizer aos irmãos de José: “Não se preocupem por terem deixado para trás as coisas que têm, pois o melhor que há na terra do Egito será deles” (Gn 45.20).

Jesus foi o maior pregador do “não se preocupem”. No Sermão do Monte, o Senhor ensina os discípulos a não se preocuparem com o que comer, o que beber e o que vestir, porque “o Pai de vocês, que está no céu, sabe que vocês precisam de tudo isso” (Mt 6.32).

Quem tem ouvidos, ouça o que Jesus disse à irmã de Lázaro: “Marta, Marta, você está preocupada com muitas coisas!”

Retirado de Refeições Diárias com os Discípulos. Editora Ultimato.

Por Litrazini

Graça e Paz


quinta-feira, 25 de agosto de 2016

FALSOS MESSIAS JUDEUS

Jesus avisou que falsos messias viriam, e isso se cumpriu muitas vezes e se cumprirá ainda mais na 70.ª Semana de Daniel.

Porque muitos virão em meu nome, dizendo: Eu sou o Cristo; e enganarão a muitos. Mat. 24: 5.

Porque surgirão falsos cristos e falsos profetas, e farão tão grandes sinais e prodígios que, se possível fora, enganariam até os escolhidos. Mat 24:24.

Eu vim em nome de meu Pai, e não me aceitais; se outro vier em seu próprio nome, a esse aceitareis.  – João 5:43

Tendo rejeitado o verdadeiro Messias, a nação judaica foi deixada a vaguear pelos desertos, tanto físico quanto espiritual.

E neles se cumpre a profecia de Isaías, que diz: Ouvindo, ouvireis, mas não compreendereis, E, vendo, vereis, mas não percebereis. Porque o coração deste povo está endurecido, E ouviram de mau grado com seus ouvidos, E fecharam seus olhos; Para que não vejam com os olhos, E ouçam com os ouvidos, E compreendam com o coração, E se convertam, E eu os cure. – Mat 13:14 -15

E, ainda que tinha feito tantos sinais diante deles, não criam nele; Para que se cumprisse a palavra do profeta Isaías, que diz: Senhor, quem creu na nossa pregação? E a quem foi revelado o braço do Senhor? Por isso não podiam crer, então Isaías disse outra vez: Cegou-lhes os olhos, e endureceu-lhes o coração, A fim de que não vejam com os olhos, e compreendam no coração, E se convertam, E eu os cure. Isaías disse isto quando viu a sua glória e falou dele. João 12: 37-41

E, como ficaram entre si discordes, despediram-se, dizendo Paulo esta palavra: Bem falou o Espírito Santo a nossos pais pelo profeta Isaías, Dizendo: Vai a este povo, e dize: De ouvido ouvireis, e de maneira nenhuma entendereis; E, vendo vereis, e de maneira nenhuma percebereis. Porquanto o coração deste povo está endurecido, E com os ouvidos ouviram pesadamente, E fecharam os olhos, Para que nunca com os olhos vejam, Nem com os ouvidos ouçam, Nem do coração entendam, E se convertam, E eu os cure.  Atos 28: 25-27

O Senhor advertiu que a nação judaica daquela geração seria como um homem que é despojado de um espírito imundo que retorna com outros sete espíritos malignos.

E, quando o espírito imundo tem saído do homem, anda por lugares áridos, buscando repouso, e não o encontra. Então diz: Voltarei para a minha casa, de onde saí. E, voltando, acha-a desocupada, varrida e adornada. Então vai, e leva consigo outros sete espíritos piores do que ele e, entrando, habitam ali; e são os últimos atos desse homem piores do que os primeiros. Assim acontecerá também a esta geração má. – Mateus 12: 43-45

O Senhor Jesus disse que a cegueira espiritual continuaria até que a nação de Israel O recebesse durante a Grande Tribulação.

Jerusalém, Jerusalém, que matas os profetas, e apedrejas os que te são enviados! quantas vezes quis eu ajuntar os teus filhos, como a galinha ajunta os seus pintos debaixo das asas, e tu não quiseste! Eis que a vossa casa vai ficar-vos deserta; Porque eu vos digo que desde agora me não vereis mais, até que digais: Bendito o que vem em nome do Senhor. Mat. 23: 37-39

Desde a destruição do segundo templo no ano 70 d.C, os judeus tem estado à procura de um Messias que reconstruirá o templo. Na tradição Judaica Talmúdica, a reconstrução do templo está associada com a vinda do Messias. De acordo com Maimônides (também chamado de Rambam), a mais alta autoridade rabínica, qualquer judeu que comece a reconstruir o templo é um potencial Messias.

Fonte: Maimônides: Os Treze Princípios da Fé Judaica. Revista Morashá. Edição 88 – Junho de 2015. 

Por Litrazini

Graça e Paz

quarta-feira, 24 de agosto de 2016

CANSADO SIM, PORÉM NUNCA VENCIDO

Disseste: Ai de mim agora, porque me acrescentou o Senhor tristeza sobre minha dor! Estou cansado do meu gemido, e não acho descanso. Jeremias 45:3

Que consolo imediato pode ter alguém que foi transpassado pela traição? Por menor que ela seja, tem poder de uma espada, rasga e aprofunda o corte, é preciso suportar firme a sua lesão, para não sucumbir diante da dor. Difícil é ficar tranquilo quando a alma explode angustiada e, em silêncio geme, dentro de si, por não ter como apertar o botão de regresso e pular aquela parte que provocou tanta amargura. Conflitante é olhar para os lados e, não saber o que fazer, sabendo que é preciso se fazer alguma coisa. A ansiedade no coração deixa o homem abatido, mas uma boa palavra o alegra. Provérbios 12:25

Amargo é; ter confiado a alguém, a sua vida, o seu segredo e, ter que esbarrar-se de frente ao muro da ingratidão, do descaso, da humilhação, da afronta e do desprezo, onde encontrar uma única palavra que possa acalentar um coração acometido por tamanha frustração?

A melhor coisa é esperar em Deus, calar-se, deixar o vendaval passar, sem si permitir ser para abduzido por ele. Ingerir do único remédio capaz de proporcionar alivio, a confiança em Deus, mesmo que o processo demore, acreditar em Deus sempre será a saída, porque Deus tudo ver, e Ele é justo, logo, Ele se levantará em seu favor. Dá-nos auxílio para sair da angústia, porque vão é o socorro da parte do homem. Salmos 108:12

Nada é tão constrangedor, quanto saber que, alguém em quem se acreditou, não foi achado como digno desta confiança.

Não devemos esquecer que a vida é traçada por trajetórias, e a maioria delas, nunca as planejamos. Tristezas e alegrias são como moedas que valorizam ou depreciam nosso caminhar; podemos usar as tristezas que sentimos hoje, para fazermos delas, motivação, para sorrirmos amanhã, ou então, as usarmos como hastes de ferro para nos aprisionar, por medo de ferir-se novamente.

Tudo é uma questão de escolhas, tudo tende a crescer na medida em que começamos a valorizar. Atribuir a Deus a razão para viver, faz parreiras frutificar em desertos, e em terra ressequida, nascente brotar. O coração do homem planeja o seu caminho, mas o Senhor lhe dirige os passos. Provérbios 16:9

Nunca podemos esquecer que, são de batalhas que se vence as guerras, e, é da escuridão que os abismos sobressaem e assustam os que se ousam a desafia-los; a força do mal só aumenta, porque o medo, nas pessoas, crescem.

Tudo tem um porque, um para que, precisamos apenas aprender a refletir e, discernir. Os dias só amanhecem quando as noites se recolhem, se os dois quiserem prevalecer um sobre o outro, não terão escolha, além de fundirem-se. Razão é, eles não seriam mais tão especiais, perderiam espaços para algo inusitado, tudo por que, não aceitaram as regras do viver.


Verdade é; Deus sabe porque Ele permitiu que eu e você passássemos por determinada situação. Deveras todas estas coisas considerei no meu coração, para declarar tudo isto: que os justos, e os sábios, e as suas obras, estão nas mãos de Deus, e também o homem não conhece nem o amor nem o ódio; tudo passa perante ele.Eclesiastes 9:1

Sensato é, não nos deixarmos vencer por palavras ou atitudes de pessoas fracas, pessoas que não souberam agir na proporção da qual imaginamos, designamos. Também, de nada adiantará tentarmos retribuir com o mesmo pago, pois, isto nos fariam tão mesquinhos e incapazes quanto a pessoa que nos feriu. É melhor esperar pacientemente pela manifestação de Deus. Ele sabe o que faz. Bom é ter esperança, e aguardar em silêncio a salvação do Senhor. Lamentações 3:26

As pedras que encontramos no caminho da vida podem serem de grande serventia, podemos construir degraus e ir para o alto, ou ainda fazer um altar e se colocar como oferta para Deus, basta sabermos a utilizar, mas, se pararmos para dar a ela um peso, ou um valor maior do que ela possui, isso pode nos fazer regredir, e, consequentemente, causar feridas maiores das que já estão em nós.

Verdade é; só há duas pessoas que acreditam em nós, Deus, e nós mesmo, portanto, ainda que a nossa força esteja como fumaça, esvaindo-se sobre o olhar daqueles que nos prejudicaram, é melhor lembrar e confiar, totalmente de Deus. Disto me recordarei na minha mente; por isso esperarei. Lamentações 3:21

Lembre-se, você pode até está se sentindo cansado, mas, nunca se dê por vencido, há uma nova historia para ser escrita em tua vida, haverá grandes motivações para você poder sorrir. Creia nisto, Confie, e Espere Deus agir. Pois estou como odre na fumaça; contudo não me esqueço dos teus estatutos. Salmos 119:83

Pra. Elza Amorim Carvalho

Por Litrazini

Graça e Paz

terça-feira, 23 de agosto de 2016

TODO MUNDO SONHA... OU DEVERIA!

O que significa SONHO? Bom, a sempre solícita e disponível internet nos fornece algumas respostas. Vejamos:
1- Ato ou efeito de sonhar.
2 - Conjunto de imagens, de pensamentos ou de fantasias que se apresentam à mente durante o sono.
3 - Sequência de ideias soltas e incoerentes às quais o espírito se entrega; devaneio, fantasia.
4- Plano ou desejo absurdo, sem fundamento; fantasia, utopia.
5- Desejo vivo, intenso e constante; anseio.
6- Coisa ou pessoa muito bonita; visão.
7- Ideia ou ideal dominante que alguém ou um grupo busca com interesse ou paixão.
8- Doce feito com massa cozida de farinha de trigo, ovos, leite, frito em gordura e geralmente polvilhado com açúcar.

Pronto, aí estão oito diferentes definições da palavra SONHO, de utopia a um doce, Sonho pode ser várias coisas. Mas foque na definição 5 e na 7, deu uma olhadinha pra relembrar? Intenso, constante, que se busca com interesse ou paixão. Acredito que poderíamos unir as duas definições sem maiores problemas. Pelo menos pra este texto.

Sonhar é bom! Sonhar é viver pra algo, é construir planos focando em algum objetivo, sonhar é seguir acreditando que as coisas são possíveis, é ter esperança. Quando procuramos sobre os maiores sonhos das pessoas no amigo Google, aparecem resultados como: viagens, carros, cirurgias plásticas, eletroeletrônicos, o corpo perfeito, ter meu próprio dinheiro e não depender de ninguém etc...

Mas aí nós trocamos a busca por: maiores arrependimentos da vida. E podemos encontrar algo assim: gostaria de não ter trabalhado tanto, ter tido coragem de expressar meus sentimentos, ter mantido contato com os amigos, ficar menos tempo no meu celular, não ter deixado meu casamento acabar etc...

Percebe como o foco das coisas mudam? No fim das contas, as pessoas queriam coisas simples, são os detalhes que teriam feito a diferença na vida delas.

Não sei quais são seus sonhos, não sei no que você tem colocado sua energia, seu tempo, suas esperanças, mas talvez seja hora de revermos e de estudarmos melhor nossos sonhos.

O que temos buscado com intensidade, com constância, com interesse, com paixão? Vamos analisar nossas listas de Sonhos! Não é errado sonharmos com viagens, carros, estabilidade financeira, mas essas coisas não podem ser mais importantes do que os detalhes essenciais da sua vida! Essas coisas não podem sobressaltar às coisas que de mais preciosas você possui!

E se por algum acaso, você chegou ao fim desse texto desanimado com seus sonhos, talvez com preguiça de continuar sonhando, sem ter nada que desperte sua paixão ou interesse, então talvez seja momento de também pensar em começar a ter sonhos, objetivos, projetos. Se arrepender por buscar coisas erradas pode ser tão frustrante quanto se arrepender por não buscar absolutamente nada!

Que Deus continue nos dando sonhos pra sonhar e forças pra nos apaixonarmos pelos nossos sonhos!

Mariana Mendes

Por Litrazini

Graça e Paz

segunda-feira, 22 de agosto de 2016

A INTEGRIDADE É INEGOCIÁVEL

“Não furtarás” (Ex 20.) O oitavo mandamento da lei de Deus trata da integridade em relação aos bens do próximo. Precisamos respeitar sua vida, sua honra e seus bens. Quem ama o próximo não atenta contra sua vida. Quem ama o próximo não fere sua honra. Quem ama o próximo não saqueia os seus bens.

Este mandamento é assaz oportuno e gritantemente necessário, pois a maior crise que atinge o nosso país é a crise de integridade. O roubo está presente desde o topo da sociedade até suas camadas mais abissais. O país está sendo saqueado por um horda de ladrões, muitos deles, de colarinho branco.

Os poderosos armam esquemas ardilosos para assaltar os cofres da nação e se abastecerem das riquezas que deveriam ser distribuídas com justiça, deixando à margem das oportunidades os fracos que não têm voz nem vez. O roubo está presente no palácio e no congresso. Está presente nas cortes e nas universidades. Está presente na indústria e no comércio. Está presente nas ruas e nos templos.

Vamos, aqui destacar algumas frentes onde este momentoso mandamento está sendo quebrado.

EM PRIMEIRO LUGAR, FURTA-SE SEMPRE QUE O ALHEIO É APROPRIADO DE FORMA FRONTAL E VIOLENTA. Cresce assombrosamente em nossa nação os assaltos, os sequestros, os arrombamentos e a prática dos larápios que, furtivamente, subtraem o alheio. Essa forma afrontosa ou sutil de saquear o próximo e ainda atentar contra sua integridade física é uma transgressão incisiva deste mandamento.

EM SEGUNDO LUGAR, FURTA-SE SEMPRE QUE OS RECURSOS PÚBLICOS SÃO DESVIADOS PARA ABASTECER AS CONTAS BANCÁRIAS DOS PODEROSOS. A corrupção endêmica em nosso país é uma prova insofismável de que a lei de Deus está sendo pisada como lama nas ruas. O erário público é assaltado impiedosamente. As obras públicas superfaturadas para abastecer os interesses rasteiros de políticos e empresários desonestos tiram o pão da boca do faminto e deixam desamparados os pobres. A corrupção é um crime contra a nação, é uma violência social gritante e um atentado contra o próximo.

EM TERCEIRO LUGAR, FURTA-SE SEMPRE QUE NA INDÚSTRIA E NO COMÉRCIO SE FAZ PROPAGANDA ENGANOSA PARA ENGANAR OS CONSUMIDORES. Sempre que a indústria entrega um produto inferior ao prometido e o comércio majora os preços para auferir maiores lucros, o consumidor está sendo lesado. Deus abomina a mentira. Ele reprova balanças enganosas e pesos falsos. Deus não tolera a falta de integridade nas palavras e nas ações. Os ardis forjados para se passar um produto inferior por um preço superior é uma conspiração contra os bens do próximo e uma afronta aos seus direitos.

EM QUARTO LUGAR, FURTA-SE SEMPRE QUANDO NO TRABALHO SE RETÉM DA EMPRESA O QUE ELA TEM DIREITO E SEMPRE QUE O TRABALHADOR RETÉM DA EMPRESA O QUE NÃO LHE PERTENCE. O furto não é apenas de coisas, mas também de tempo, empenho e desempenho. Quando um funcionário faz corpo mole em vez de trabalhar com afinco. Quando chega sistematicamente atrasado em vez de ser pontual. Quando se apropria de objetos e bens da empresa para uso pessoal, o oitavo mandamento da lei de Deus está sendo quebrado.

EM QUINTO LUGAR, FURTA-SE SEMPRE QUE A PROPRIEDADE PRIVADA É INVADIDA, MESMO SOB OS AUSPÍCIOS DE LEIS JEITOSAMENTE FEITAS PARA ANULAR A LEI SUBSTANTIVA DE DEUS. A propriedade privada é um direito sagrado dado pelo próprio Deus. Invadir a propriedade privada por quaisquer motivos, suplantando o direito do proprietário é uma quebra do oitavo mandamento.

A apropriação indiscriminada dos bens alheios e a Estatização dos bens particulares é uma afronta à lei de Deus e um golpe ao direito do próximo.

Que os homens se curvem à lei de Deus, pois ela deve ser a matriz para todas as leis humanas. Só assim, teremos uma sociedade ordeira e íntegra.

Hernandes Dias Lopes

Por Litrazini

Graça e Paz

domingo, 21 de agosto de 2016

O ESTADO ISLÂMICO PROFETIZADO NA BÍBLIA

O terrorismo foi previsto em Gênesis e descende do filhos rejeitado, que Abraão teve com uma das servas de Sara, sua esposa estéril.

“Disse-lhe ainda o Anjo do Senhor: “Você está grávida e terá um filho, e lhe dará o nome de Ismael, porque o Senhor a ouviu em seu sofrimento. Ele será como jumento selvagem; sua mão será contra todos, e a mão de todos contra ele, e ele viverá em hostilidade contra todos os seus irmãos”. Gênesis 16:11-12

Jumento selvagem foi a expressão usada para descrever a descendência de Ismael. "Odiará a todos e todos o odiarão" é outra frase usada aqui, com o objetivo de descrever o futuro do povo que procederia a de Ismael. Provavelmente uma referência ao ambiente propício, no qual cresceria uma tendência para despertar uma tendência para a violência inerente a todos os descendentes de Adão. 

O primeiro sinal desta tendência foi notado em Caim, o assassino de seu irmão. É algo que foi embutido em todos os povos, mas que precisa ser incentivado pela sede de expansão, pelo ódio incitado, pela religiosidade e inúmeros motivos.

O terrorismo, por exemplo, tem a sua sede entre os descendentes de Ismael, onde prolifera o grupo religioso, que mais mata no mundo. Me refiro a Al Qauda, Boko Harã, Estado Islâmico e demais assassinos religiosos. Vivem em uma região que mais sofre nas mãos de extremistas Islâmicos capazes de cultivar e fomentar ódio extremo contra qualquer pessoa ou país, que não abrace, apóie ou tolere a sua causa.

Seu próprio povo é a sua maior vítima, pois além de exterminar qualquer tipo de resistência local, é usado para atrair a reação armada do ocidente e servem como escudo contra os ataques das forças armadas ocidentais.

Além disso, está mesma população é alvo de um forte doutrinamento e nasceram em uma região onde ocorrerá a Grande Batalha do Armagedom. É provável, que esta situação seja usada como justificativa pela disputa pelo domínio territorial por nações em fúria.

Nosso ódio também poderá ser usado como desculpa para a incursões de agressores Islâmicos a população de nações cristãs. É a exportação de sua mercadoria mais valiosa: o terror e todas as suas consequências. Não lhes dê este tipo de alimento, e não podemos confundir um árabe com um terrorista. Jesus também morreu por eles

Ubirajara Crespo

Por Litrazini

Graça e Paz

sábado, 20 de agosto de 2016

O QUE ACONTECE DEPOIS DA MORTE?"

Dentro da fé cristã, há uma quantidade significativa de confusão sobre o que acontece após a morte. Alguns sustentam que após a morte, todos "dormem" até o julgamento final, após o qual todo mundo vai ser enviado para o céu ou inferno. Outros acreditam que no momento da morte, as pessoas são imediatamente julgadas e enviadas aos seus destinos eternos. Outros ainda afirmam que quando as pessoas morrem, suas almas/espíritos são enviados a um paraíso ou inferno "temporários" para aguardar a ressurreição final, o julgamento final e, em seguida, a conclusão do seu destino eterno.

ENTÃO, O QUE EXATAMENTE A BÍBLIA DIZ QUE ACONTECE DEPOIS DA MORTE?

EM PRIMEIRO LUGAR, PARA O CRENTE EM JESUS CRISTO, a Bíblia nos diz que após a morte as almas/espíritos dos crentes são levados para o céu porque os seus pecados foram perdoados por terem recebido a Cristo como Salvador (João 3:16, 18, 36). Para os crentes, a morte é "deixar o corpo e habitar com o Senhor" (2 Coríntios 5:6-8; Filipenses 1:23).

No entanto, passagens como 1 Coríntios 15: 50-54 e 1 Tessalonicenses 4: 13-17 descrevem os crentes sendo ressuscitados e tendo corpos glorificados. Se os crentes ficarão com Cristo imediatamente após a morte, qual é o propósito desta ressurreição? Parece que, embora as almas/espíritos dos crentes estejam com Cristo imediatamente após a morte, o corpo físico permanece na sepultura "dormindo".

Na ressurreição dos crentes, o corpo físico é ressuscitado e glorificado e, em seguida, reúne-se com a alma/espírito. Este reunião do corpo-alma-espírito glorificados será a posse dos crentes por toda a eternidade nos novos céus e nova terra (Apocalipse 21-22).

EM SEGUNDO LUGAR, PARA AQUELES QUE NÃO RECEBEM A JESUS CRISTO COMO SALVADOR, a morte significa punição eterna. No entanto, semelhante ao destino dos crentes, os descrentes também parecem ser enviados imediatamente para um local de armazenamento temporário a fim de aguardar a sua ressurreição e julgamento finais, assim como o seu destino eterno.

Lucas 16:22-23 descreve um homem rico que está sendo atormentado imediatamente após a morte. Apocalipse 20: 11-15 descreve todos os descrentes mortos ressuscitando, sendo julgados no grande trono branco e, em seguida, sendo lançados no lago de fogo. Os incrédulos, então, não são enviados para o inferno (lago de fogo) imediatamente após a morte, mas a um reino temporário de julgamento e condenação.

No entanto, embora os incrédulos não sejam imediatamente enviados ao lago de fogo, o seu destino imediato após a morte não é agradável. O homem rico gritou: "estou atormentado nesta chama" (Lucas 16:24).

Portanto, após a morte, uma pessoa reside em um paraíso ou inferno "temporário". Após este reino temporário, na ressurreição final, o destino eterno de uma pessoa não vai mudar. O "local" preciso desse destino eterno é o que muda.

Os crentes, no fim das contas, terão acesso à entrada nos novos céus e nova terra (Apocalipse 21: 1).

Os incrédulos serão finalmente enviados ao lago de fogo (Apocalipse 20: 11-15). Estes são os destinos finais e eternos de todas as pessoas - com base inteiramente em sua decisão de confiar em Jesus Cristo para a salvação ou não (Mateus 25:46; João 3:36).

Fonte: GotQuestion

Por Litrazini

Graça e Paz