sexta-feira, 23 de setembro de 2016

GOLPE, GOLPE

Quando um oleiro endurece um vaso, ele verifica sua firmeza tirando-o do forno e golpeando-o. Se ele fizer um “assobio”, está pronto. Se ele fizer um “ruído surdo”, é colocado de volta no forno. 

O caráter de uma pessoa também é verificado por meio de golpes. Você tem sido golpeado ultimamente?  

Telefonemas tarde da noite. Professor aborrecido. Mães irritadas. Refeições queimadas. Pneus furados. Prazos você deve estar brincando. Esses são golpes.

Golpes são inconveniências irritantes que disparam o pior em nós. Eles nos pegam desprevenidos. De surpresa. Não são grandes o suficiente para serem crises, mas se você tiver o bastante deles, cuidado! Congestionamentos. Longas filas. Caixas postais vazias. Roupas sujas no chão. Até enquanto escrevo isto, estou sendo golpeado. Por causa de interrupções demorou quase duas horas para eu escrever estes dois parágrafos. Golpe. Golpe. Golpe. 

Como eu reajo? Eu faço um assobio? Ou eu faço um ruído surdo? 

Jesus disse que a boca do homem fala do que está cheio o coração (Lucas 6:45). Não há nada como um bom golpe para revelar a natureza do coração. O verdadeiro caráter de uma pessoa não é visto em atos heróicos momentâneos, mas no cotidiano lotado de golpes do dia a dia. 

Se você tem mais tendência a fazer um ruído surdo do que a fazer um assobio, anime-se. 

HÁ ESPERANÇA PARA NÓS OS “RUÍDOS SURDOS”: 

COMECE AGRADECENDO A DEUS PELOS GOLPES.
Não digo um agradecimento de meio-coração. Digo um agradecimento com grande gozo, pulando de alegria do fundo do seu coração (Tiago 1:2). As chances são de que Deus esteja dando os golpes. E ele está fazendo isso para o seu próprio bem. Portanto, cada golpe é uma lembrança de que Deus o está moldando (Hebreus 12:5-8).

APRENDA COM CADA GOLPE.
Encare o fato de que você não é “à prova de golpe”. Você será testado de agora em diante. Você também pode aprender com os golpes – você não pode evitá-los. Olhe para cada inconveniência como uma oportunidade para desenvolver paciência e persistência. Cada golpe o ajudará ou o ferirá, depende de como você usá-lo.

ESTEJA CIENTE DOS MOMENTOS DE “ATOLAMENTO DE GOLPES”.
Conheça os seus períodos de pressão. Para todos nós há momentos durante a semana quando podemos antecipar uma quantidade incomum de golpes.

A melhor maneira de lidar com os momentos de atolamento de golpes? Antecipando-nos. Apóie-se em oração extra e não desista.

Lembre-se, nenhum golpe é desastroso. Todos os golpes trabalham para o bem se estivermos amando e obedecendo a Deus.

Max Lucado

Por Litrazini

Graça e Paz