quinta-feira, 12 de janeiro de 2017

O QUE É CONVERSÃO?

Conversão é não ter absolutamente nenhum outro ponto de vista que não venha do Evangelho; é não ter nenhum outro ponto de partida que não parta do Evangelho; é não ter nenhum outro chão para caminhar que não seja o do Evangelho; é não almejar nenhum outro ponto de chegada que não seja o do Evangelho.

Ou seja: conversão é estar impregnado do Evangelho, dando razão a Deus todos os dias, em um processo que pode ter começado um dia, mas que só terminará no dia em que transformados de glória em glória, nos tornaremos conforme a semelhança de Jesus.

É renovar a mente todos os dias; é discernir este século e não nos conformarmos com ele; é ver o mundo no mundo, e ver o “mundo” também no que se chama de “Igreja”.

É chamar de mundo, não necessariamente o ambiente fora das paredes eclesiásticas, nem tampouco chamar de “Igreja” o ambiente dentro das paredes eclesiásticas.

É saber que mundo é um espírito, um pensamento ou uma atitude que pode estar em qualquer lugar e está freqüentemente nos concílios de um modo muito mais sofisticado do que está nos congressos políticos explicitamente definidores de política no mundo.

É manter a mente num estado de arrependimento constante, de metanóia, de mudança de mente, que por vezes acontece com dor e outras vezes só pela consciência, que vai abraçando o entendimento e vai dando razão a Deus e vai dando razão a Deus e vai dando razão a Deus e vai dizendo que Deus tem razão.

Sim! Conversão é crer que a Palavra tem razão sempre; e que se ela tem razão, eu quero conformar a minha vida com a verdade do Evangelho.

Pr  Bruno Brandão

Por Litrazini

Graça e Paz