sexta-feira, 4 de agosto de 2017

O QUE DORME NA MORTE?

“Além disso, irmãos, não queremos que sejais ignorantes no que se refere aos que estão dormindo [na morte], para que não estejais pesarosos como os demais que não têm esperança”. – 1 Tessalonicenses 4.13 e similares, colchetes do tradutor.

Alguns argumentam que a morte é um estado de completa inatividade porque a Bíblia, às vezes, a compara ao sono e que isto seria uma “prova” de que não existe uma alma que sobrevive à morte. Como entender isso?

Primeiramente, há pessoas que acham que essas passagens se referem ao sono da alma, e não do corpo. Por este entendimento, as almas continuam existindo depois da morte, porém ficam dormindo. Embora tal conceito seja melhor que o defendido pelos aniquilacionistas, ele não está completamente de acordo com o que a Bíblia menciona sobre a alma.

Leia atentamente o que Paulo falou a respeito da morte: “Enquanto tivermos o nosso lar no corpo, estamos ausentes do Senhor…. Mas, temos boa coragem e bem nos agradamos antes de ficar ausentes do corpo e de fazer o nosso lar com o Senhor”. – 2 Coríntios 5.6, 8; Leia também Filipenses 1.21-26.

Possuir um corpo físico significa estar vivo na Terra, qual ser humano. Na morte esse “lar” terreno é abandonado, e o que fica aqui é um corpo morto: “O pó volte à terra, de onde veio, e o espírito volte a Deus, que o deu”. – Eclesiastes 12.7, NVI. “O corpo sem espírito está morto”. – Tiago 2.26.

Aos olhos dos que ficam o corpo parece estar apenas dormindo. É sob essa perspectiva que Paulo certamente escreveu aos Tessalonicenses, pois foi ele mesmo quem disse que é necessário ficar “ausente do corpo [físico]”, isto é, morrer, para o cristão ir para o seu novo “lar com o Senhor”.

A expressão “ausente no corpo” tem uma implicação lógica, que é o fato de que antes desse abandono algo estava “presente no corpo”. É justamente aquilo que a Bíblia ora chama de “alma”, ora chama de “espírito”. Essa parte imaterial do homem é que permanece viva depois da morte do corpo físico. (E dificilmente a descrição de Paulo significa que quem fosse para esse novo lar ficaria dormindo na presença de Cristo).

Uma evidência adicional a esse respeito é aquilo que Jesus prometeu na cruz para o malfeitor arrependido: “Então ele [o malfeitor] disse: ‘Jesus, lembra-te de mim quando entrares no teu Reino.’ Jesus lhe respondeu: ‘Eu lhe garanto: Hoje você estará comigo no paraíso”. – Lucas 23.42, 43, NVI, colchetes acrescentados.

“E abriram-se os túmulos memoriais e muitos corpos dos santos que tinham adormecido foram levantados”. – Mateus 27.54.

O que adormeceu foram os corpos dos santos, e não as almas deles ou seus espíritos.    Quando alguém morre apenas seu corpo fica como que “dormindo”, mas sua alma e seu espírito vão para outro lugar, conforme demonstrado nos episódios a seguir:

“E [Elias] passou a estender-se três vezes sobre o menino e a clamar a Jeová, e a dizer: ‘Ó Jeová, meu Deus, por favor, faze a alma deste menino voltar para dentro dele.’ Jeová escutou finalmente a voz de Elias, de modo que a alma do menino voltou para dentro dele e este reviveu”. – 1 Reis 17.21, 22.

“Enquanto ainda falava, chegou certo representante do presidente da sinagoga, dizendo: ‘A tua filha morreu; não incomodes mais o instrutor.’ Ouvindo isso, Jesus respondeu-lhe: ‘Não temas, apenas exerce fé, e ela será salva.’ Chegando à casa, não deixou ninguém entrar com ele, exceto Pedro, e João,  e Tiago, e o pai  e a mãe da menina.  E  todos choravam e se batiam  de pesar por ela. De modo que ele disse: ‘Parai de chorar, pois ela não está morta, mas dorme.’ Começaram então a rir-se dele desdenhosamente, porque sabiam que ela havia morrido. Mas ele a tomou pela mão e chamou, dizendo: ‘Menina, levanta-te!’ E voltou-lhe o espírito e ela se levantou instantaneamente, e ele ordenou que se lhe desse algo para comer”. – Lucas 8.49-55; compare com Salmos 78.39.

O relato de Lucas 8.49-55 está em harmonia com o que Jesus falou em outro momento. Mas, que os mortos são levantados, até mesmo Moisés expôs, no relato sobre o espinheiro, quando ele chama Jeová ‘o Deus de Abraão, e o Deus de Isaque, e o Deus de Jacó’. Ele é Deus, não de mortos, mas de viventes, pois, para ele, todos estes vivem. (apesar de estarem mortos para os homens). Cf. Lucas 20.37, 38.

Portanto, o “adormecer” mencionado algumas vezes no Novo Testamento se refere apenas ao corpo físico e não à alma ou ao espírito.

Autor: Adelmo de Medeiros

Por Litrazini

Graça e Paz