sexta-feira, 20 de outubro de 2017

JESUS – O CRISTO QUE ME TRAZ VIDA.

Quando o evangelho de João foi escrito o conhecimento da vida e obra de Jesus não eram mais desconhecidos, restrito apenas a um pequeno grupo, o Evangelho já havia sido pregado, já se iniciara a grande comissão, e como nos dias atuais, surgiu naquele período falsos mestres, negando que Jesus Cristo fosse o filho de Deus.

Muitas vezes, mesmo nos dizendo cristãos, deixamo-nos levar por ensinos errados, superstições, coisas que aparentemente são inofensivas, mas que vão de encontro a Palavra de Deus.

Jesus veio proclamar a verdade, e qual é esta verdade? Amar a Deus sobre todas as coisas e ao nosso próximo como a nós mesmos. E o Nazareno ensina que amar a Deus sobre todas as coisas, é não prestar culto ao dinheiro, ao prestígio, a influência, ao poder. Orienta que não devemos nos relacionar bem com as pessoas, apenas para tirarmos algum proveito posteriormente.

Para podermos viver a verdade de amar ao nosso irmão precisamos compreender suas fraquezas, respeitar seus defeitos, pois sabemos que tão grandes são os nossos erros, talvez até bem maior do que aquele em que temos vontade de criticar. Este Cristo, nos ajuda a evitar ser igual a Nicodemos, que como conhecedor da Lei de Deus, não viveu conforme o amor explicitado.

Descreve este Evangelho que o Filho de Deus, ao ser preso, portanto, em sua hora de maior necessidade, foi abandonado por todos os discípulos, exceto João. Todos caminharam com o Nazareno, comeram, beberam, todavia o abandonaram.

Jesus é a verdade, e a verdade nos diz que devemos primeiro tirar a trave do nosso olho antes de olhar o cisco no olho do nosso irmão. Sentimentos mesquinhos só trazem trevas, o verdadeiro cristão anda na luz, pois tem a Jesus, e quem tem o Cristo tem o Pai e crendo tem a Vida Eterna.

Quando me sinto abatido, triste por minhas ações, Qual o Jesus que preciso? Jesus – o Cristo que me traz Vida?

Todos nós temos escolhas a fazer: Como filhos da desobediência podemos querer continuar a criar um deus particular, que atenda as nossas necessidades, compatível com os nossos sonhos e anseios, mesmo que desta forma continuemos com a alma doente, em estado de morte, ou poderemos escolher buscar a cura através de Cristo, o Filho do Deus vivo.

Em qualquer tempo ou em qualquer lugar: É JESUS DE QUEM SEMPRE PRECISO.

Joseane Pires

Transcrito Por Litrazini
Graça e Paz