quarta-feira, 22 de novembro de 2017

O ANSEIO FURIOSO

A palavra “furioso” soa um pouco forte jogada no meio dessa frase... Mas, primeiro, ela não está jogada, está propositalmente encaixada; e, segundo, a intenção é trazer a força da palavra, no entanto o sentido talvez seja diferente do que você tenha pensado. Essa fúria ansiosa, essa fúria incontrolável é o amor de Deus. E em certo ponto ele compara o amor de Deus a um furacão!

Nossa, um furacão? Sim, você leu certo! E talvez a gente pense: um furacão, algo arrasador que passa buscando algo e leva tudo sem deixar nada para trás, apenas sendo furioso e imparável. Porém quando pensamos nisso relacionado ao amor de Deus, a imagem que me vem é de um Deus vindo sem receio, sem hesitação, sem meias palavras, sem medo, Ele vem por mim, pra mim, Ele me quer, ardentemente.

Pode até soar um pouco romântico, mas como descrever o amor de Deus?
O vocabulário da língua portuguesa é rico e extenso, se comparado a tantos outros, contudo em matéria do amor de Deus, sempre irão faltar sig.nificados, explicações, a completude da palavra nos vai escapando pelos dedos das mãos e não alcançamos a plenitude de sentido!

Uma relação de amor consiste em termos outro ser para amar! Deus nos cria, nos cria para nos amar e para ser amado, Ele cria essa incrível relação de amor com o ser humano que foi projetado por Ele próprio. Pense na maravilha dessa realidade.

Deus esculpiu você, Ele pensou em cada detalhe que te compõe; hoje, somos um reflexo do pecado e obviamente temos defeitos, mas ainda assim, pense nos seus dons, no que você é capaz de fazer, nas suas habilidades, na complexidade do seu corpo e organismo, pense em como pensar, como se forma seu pensamento? Isso até os estudiosos têm dificuldade de dizer!

Esse Deus te amou tanto que quando nós escolhemos ser maus, Ele nos oferece seu amor incondicional! Ele cria um plano, envia seu único Filho para pagar pelos nossos erros, pagar com sua própria vida. Pai e Filho são um e, portanto, pense, Deus envia seu Filho, mas é Deus que também se doa no nosso lugar!

Você consegue medir esse amor? Consegue descrever esse amor? Consegue encontrar todo o sentido dele? Bom, eu continuo com dificuldade...

O amor de Deus é essa fúria magnífica, querendo se conectar com você, querendo criar um relacionamento com você! “Eis que estou à porta e bato” (Apocalipse 3:20), vamos abrir? Deus me ama, furiosamente, Deus te ama, furiosamente! Deus quer você, Ele quer restaurar sua vida. E não importa o que a gente tem passado, passou ou ainda vai passar aqui na Terra, Ele chora com você, Ele sente sua dor, Ele te ama em toda e qualquer circunstância. Nunca estamos sozinhos, nunca...

E eu tenho uma notícia maravilhosa, a não ser que você rejeite esse amor, esse amor é seu, esse amor te alcança, te envolve e te abraça, “Pois estou convencido de que nem morte nem vida, nem anjos nem demônios, nem o presente nem o futuro, nem quaisquer poderes, nem altura nem profundidade, nem qualquer outra coisa na criação será capaz de nos separar do amor de Deus que está em Cristo Jesus, nosso Senhor.” (Romanos 8:38-39)

Mariana Mendes

Por Litrazini

Graça e Paz