quarta-feira, 20 de dezembro de 2017

A MISSÃO DE CRISTO NA TERRA

Portanto, estejam com a mente preparada, prontos para agir; estejam alertas e coloquem toda a esperança na graça que lhes será dada quando Jesus Cristo for revelado(1 Pedro 1.13)

O evangelho nos diz quem é Cristo: ele é o nosso Salvador. Ele nos livra do pecado e da morte, nos ajuda a sair da desgraça, nos reconcilia com o Pai, nos torna piedosos e nos salva independentemente de nossas próprias obras.

Todo aquele que não reconhecer Cristo dessa maneira fracassará. Mesmo que você já saiba que ele é o Filho de Deus, que ele morreu, ressuscitou e se assenta à mão direita do Pai, ainda não terá conhecido a Cristo corretamente. Esse conhecimento não o ajuda.

Você também deve saber e crer que ele fez tudo isso por amor a você – para ajudá-lo.

Alguns contemplam apenas a dor e o sofrimento de Cristo e, erroneamente, pensam que agora ele está assentado no céu sem fazer nada, desfrutando de si mesmo. Como resultado, a fé destes não pode ser viva e seus corações permanecem estéreis.

Não devemos pensar que o Senhor Jesus pertence exclusivamente a si mesmo. Precisamos pregar que ele pertence também a nós.

De outra forma, por que seria necessário que ele viesse à terra e derramasse o seu sangue?

Como Jesus disse: “Pois Deus enviou o seu Filho ao mundo, não para condenar o mundo, mas para que este fosse salvo por meio dele” (Jo 3.17).

Assim, Jesus fez o que o Pai o enviou para fazer. Deus enviou à terra não somente a natureza divina de Cristo, mas também sua natureza humana. Tão logo foi batizado, ele começou a executar sua missão.

Deus o enviou para proclamar a verdade e vencer a batalha por nossas vidas, a fim de que todos os que crerem nele sejam salvos.

Retirado de Somente a Fé – Um Ano com Luter. Editora Ultimato.

Por Litrazini

Graça e Paz