terça-feira, 5 de dezembro de 2017

FARISEUS HIPÓCRITAS - A RELIGIÃO DOS QUE FAZEM E NADA SÃO

"Ora, o Espírito afirma expressamente que, nos últimos tempos, alguns apostatarão da fé, por obedecerem a espíritos enganadores e a ensinos de demônios” (1ª Tm 4.1)

Muitos acreditam que este alerta de Paulo pra Timóteo está relacionado com libertação de incrédulos ou ainda falsos crentes na igreja, mas não! Está relacionado com AUTORIDADES e PREGADORES.

Hoje existem muitos púlpitos que estão AFASTANDO as pessoas de Deus. É isso que significa o termo “apostatar”. Esse termo em grego: “aphistemi” significa fazer retroceder, desviar-se ou afastar-se da fé. E a única condição de fazer isso com alguém está nas mão das autoridades instituídas
.
Os "espíritos enganadores” dessas autoridades, distorcem a compreensão e trocam a intenção da Palavra de Deus. Por isso hoje há uma distorção clara do Evangelho nos púlpitos das igrejas. Se o pregador pensar que não pode trazer uma mensagem verdadeira pensando que vai escandalizar seu irmão, nunca irá pregar as verdades bíblicas por causa dos débeis na fé (Rm 14.1).

A igreja está vivendo os últimos dias na face da terra e prestes a vivermos o arrebatamento, mas muitos líderes espirituais não tiveram a coragem de falar as verdades bíblicas. Ficam enganando os outros com coisas fúteis e entretenimento gospel. E dizendo: "É irmãos, a nossa igreja é assim, sempre pensamos desta maneira aqui!”.

Satanás, Pai da mentira, introduziu no meio cristão um tipo de evangelho corrupto, farisaico, fácil, ascético e mentiroso, enganando centenas de irmãos. O ministério dos fariseus continua em alta ainda hoje nas igrejas.

O termo fariseu pode ser, previamente, entendido como “os separados”. Tratava-se de uma seita que se vangloriava de ter a correta interpretação da lei de Moisés. Consideravam-se os protetores da lei de Deus e achavam que podiam determinar os limites dentro dos quais os judeus crentes deveriam viver.

A estes fariseus, super-religiosos, que davam o dízimo de tudo, que faziam várias orações diariamente, que dirigiam o louvor na igreja, que perdiam qualquer reunião social para participarem de uma reunião na igreja e que, sobretudo, julgavam e mediam todas as pessoas, a estes Jesus chamou de HIPÓCRITAS.

A palavra hipócrita vem do grego e pertence ao vocabulário das artes cênicas. Significa artista, ator, mascarado, duas caras, fingimento, aquele que está atuando, aquele que parece, mas, no fundo no fundo, não é. Assim é o super-religioso. Ele apenas parece. E por parecer e não ser, não faz o que deveria fazer, mas deixa de fazer o que esperado seria. Preocupado com a aparência, não com o conteúdo. Um discurso dissonante da práxis. Uma pantomima sacra. Um sepulcro bem caiado.

Ser rotulado como fariseu na época de Jesus gerava orgulho. Seria o equivalente hoje ao radicalismo cristão, a santidade exagerada, à super valorização do fazer ao invés do ser, dos partidários da teologia do “nada pode”, com um discurso tão paradoxal que dá até a impressão que foi o Diabo quem criou o mundo, e não Deus. Penso que para estes hoje, Jesus ainda diria assim….coadunando com o Apóstolo Paulo pra Timóteo:

"Fujam dos que dizem serem meus representantes, mas que as suas práticas não condizem com o meu discurso. Fujam dos religiosos hipócritas. Fujam dos super-homens. Fujam dos super-crentes. Acautelem-se dos hipócritas. Cuidado com os que impõem sobre outros, cargas que eles mesmos não conseguem carregar. Fujam dos que dizem que Jesus ama, que você deve amar, mas eles mesmo nunca amam ninguém.

Fujam dos que dizem que Jesus perdoa, que você deve perdoar, mas eles mesmo nunca perdoam ninguém. Fujam dos que dizem que Jesus não se importava com o bens materiais, que você não deve se importar, mas eles mesmo nunca abrem mão de nada que possuem. Fujam dos que dizem que Jesus ama a igreja, que você deve amar, mas que eles mesmo fazem com a Noiva o que bem entendem. Fujam dos que dizem que Jesus obedeceu, que você deve obedecer, mas eles mesmo já não ouvem mais a voz do Sumo Pastor.”

Eles são os “espíritos enganadores”, nada pode ser mais demoníaco do que afastar as pessoas do bem mais precioso da terra, à saber… A Palavra de Deus e a Sua Graça Salvífica!

Bruno dos Santos

Por Litrazini

Graça e Paz