sexta-feira, 30 de março de 2018

A UNIVERSALIDADE DO PECADO


Todos os homens foram envolvidos na situação de pecado, em que caíram nossos primeiros pais. “Pelo que, como por um homem entrou o pecado no mundo, e pelo pecado a morte, assim também a morte passou a todos os homens, por isso que todos pecaram”: Romanos 5.12. “Pois todos pecaram e destituídos estão da Glória de Deus”: Romanos 3.23 “Porque, assim como a morte veio por um homem, também a ressurreição dos mortos veio por um homem. Porque, assim como todos morrem em Adão, assim também todos serão vivificados em Cristo”: I Corintios 15.21,22. /

Todos os homens cometem atos de pecado, consciente ou inconscientemente, e são por eles responsáveis. É terrível a descrição que o Apóstolo Paulo faz da humanidade pecadora em Romanos  3.10 a 18! LER
Veja o que você consegue aprender em I João 1.8 a 10: “Se dissermos que não temos pecado, enganamo-nos a nós mesmos, e não há verdade em nós. Se confessarmos os nossos pecados, Ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados e purificar de toda injustiça. Se dissermos que não pecamos, fazemo-lo mentiroso, e a sua palavra não está em nós”

AS CONSEQUÊNCIAS DO PECADO
Nós nascemos pecadores.“Certamente em iniqüidade fui formado; e em pecado me concebeu minha  mãe.”: Salmo 51.5. Sendo Adão o tronco de toda a humanidade, a Bíblia afirma que o seu pecado foi imputado a todos os seus filhos, a toda a humanidade. Somos pecadores por natureza. Leia Efésios  2.1 a 3.

Quando Adão pecou ele foi expulso do Jardim do Éden, Gênesis 3.22 a 24. O fato de Adão estar fora do jardim, quer significar que Adão perdeu a sua intimidade com o Criador. Isto é, MORREU ESPIRITUALMENTE. A separação do homem de Deus é a primeira conseqüência dos nossos pecados: “Certamente a mão do Senhor não está encolhida, para que não possa salvar. Nem surdo o seu ouvido, para que não possa ouvir Mas as vossas iniqüidades fazem a divisão entre vós e o vosso Deus, e os vossos pecados encobrem o seu rosto de vós, para que não vos ouça”:Isaías 59.1,2.

Mas o homem não apenas passa pela morte espiritual. Ele também tornou-se FISICAMENTE MORTAL. A MORTE FÍSICA diz respeito à separação da alma do corpo.“E o pó volte á terra como o era, e o espírito volte a Deus, que o deu.”: Ecleseastes 12.7. 

Finalmente, você deve entender que o grande amor de Deus providenciou para estes dois tipos de MORTE um santo remédio. Em Romanos 6.23: “Porque o salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna, por Cristo Jesus, nosso Senhor”. O Remédio?  É dom gratuito de Deus.

CONVICÇÃO DE PECADO
Uma coisa é afirmar que todo homem é pecador. Outra, bem diferente, é o homem estar convicto disto. Sim, pesa sobre o homem uma responsabilidade pessoal, pois poderia alguém dizer que o homem não é responsável pelo pecado: nem pelo pecado de Adão, nem pelo seu pecado atual. Mas a Bíblia afirma que o homem é responsável pelo seu pecado e, a nossa consciência também afirma isto quando pecamos. Veja a experiência do Salmista, o que ele sentia nos textos seguintes:

Pois já as minhas iniqüidades ultrapassam a minha cabeça; como carga pesada são demais para as minhas forças”: Salmo 38.4 – O pecado era uma carga muito pesada. O Salmo 51.1 a 4 diz: “Compadece-te de mim, ó Deus, segundo a tua benignidade; apaga as minhas transgressões, segundo a multidão das tuas misericórdias. Lava-me completamente da minha iniqüidade, e purifica-me do meu pecado. Pois eu conheço as minhas transgressões, e o meu pecado está sempre diante de mim. Contra ti, contra ti somente, pequei, e fiz o que é mau diante dos teus olhos; de sorte que és justificado em falares, e inculpável em julgares”. – O pecado esta sempre à nossa frente

Além do Salmista, muitos outros servos de Deus, reconheceram-se pecadores. Veja em casa Josué 7.20 (Acã); I Samuel 15.24 (Saul); Lucas 15.21 (Filho pródigo). Mas, entre todos, foi o Apóstolo Paulo, um grande homem de Deus, que reconheceu a força e o poder do pecado sobre a sua vida. Veja Isto em Romanos 7.18 a 25.

CONFISSÃO E PERDÃO DE PECADOS
Enquanto estamos no mundo, cometemos pecados, mas não podemos viver na prática do pecado (fazer sempre), porque Cristo está em nós e, Ele não está sob o jugo do pecado “Quem comete o pecado é do diabo, porque o diabo peca desde o princípio. Para isto o Filho de Deus se manifestou para desfazer as obras do diabo”: I João 3.8. O cristão é um ser humano sujeito a cair, tem falhas e erros comuns a todos, porém ele é vencedor sobre o pecado.

Biblicamente, tão importante quanto reconhecer nossos pecados, é confessá-los a Deus. É dizer a Deus, sinceramente, que precisamos do perdão divino. O mesmo Salmista Davi, que tanto reconhecia seus pecados, com a mesma sinceridade os confessava; Veja que belo testemunho no Salmo 32.3 a 5 – “Enquanto me calei, envelheceram os meus ossos pelo meu bramido o dia todo. Pois, de dia e de noite, a tua mão pesava sobre mim; o meu humor se tornou sequidão de estio. Confessei-te o meu pecado, e a minha maldade não encobri. Disse: Confessarei ao Senhor as minhas transgressões, e tu perdoaste a culpa do meu  pecado”

Lidiomar T. Granatti / Por Litrazini
Graça e Paz