domingo, 22 de abril de 2018

VIVIFICADO POR MEIO DE CRISTO


Pois da mesma forma como em Adão todos morrem, em Cristo todos serão vivificados. (1 Coríntios 15.22)

Paulo está falando aqui somente sobre os cristãos. Ele quer ensiná-los e confortá-los a respeito de serem vivificados em Cristo. Apesar de que os não cristãos também ressuscitarão dos mortos, a ressurreição não será um conforto nem alegria para eles, porque estes serão levantados para julgamento, e não para vida.

Essa não é uma mensagem confortadora nem feliz para o mundo. Os ímpios não querem ouvi-la. Era assim que eu me sentia quando queria ser um monge santo e tentava ser piedoso. Eu preferia ouvir sobre todos os demônios no inferno a ouvir sobre o dia do julgamento. Meus cabelos ficavam em pé só de pensar nisso.

O mundo todo odeia pensar em ter de deixar essa vida. As pessoas não querem morrer e ficam horrorizadas quando falamos de morte e do período após a morte.

Além disso, todos nós estamos presos na baboseira da nossa própria santidade e pensamos que, por meio das nossas próprias vidas e das nossas obras, poderemos aplacar o julgamento de Deus e ganhar um lugar no céu. Tudo o que conseguimos com isso é nos tornarmos piores e mais hostis em relação ao dia do julgamento.

Não direi coisa alguma sobre o grande número de pessoas que procuram todo o seu prazer e conforto aqui nesta vida, que menosprezam a Palavra de Deus e que não dão um centavo sequer para Deus e seu reino. Não é de se surpreender que tais pessoas se irritem ao ouvirem sobre a ressurreição.

Mas, para nós, essa mensagem é puro conforto e alegria, porque ouvimos que o nosso maior tesouro já está no céu.

Somente uma pequena parte permanece na terra, a qual Cristo ressuscitará e atrairá para si mesmo com a mesma facilidade que se desperta alguém do sono.

Retirado de Somente a Fé – Um Ano com Lutero. Editora Ultimato.

Por Litrazini
Graça e Paz