quarta-feira, 27 de junho de 2018

COMO DEUS CURA HOJE


PELA ORAÇÃO
No Salmo 34:6 e 17, David afirma: "Clamou este pobre, e o Senhor o ouviu e o livrou de todas as suas angústias. Os justos clamam, e o Senhor os ouve, e os livra de todas as suas tribulações". Nós cremos no valor da oração. Tiago 5:14 diz: "Está alguém entre vós doente? Chame os presbíteros da Igreja, e orem sobre ele ungindo-o com azeite em nome do Senhor".

PELA MEDICINA
O Senhor Jesus disse que os doentes necessitam de médico (Lucas 5:31). Lucas era um médico muito amado e fiel no Senhor (Col.4:14). Jesus contou uma história em que certo homem encontrou outro caído na berma da estrada, bastante ferido, pois tinha sido pelos salteadores despojado, espancado e deixado meio morto. Este abeirou-se dele, atou-lhe as feridas deitando-lhes azeite e vinho (Lucas 10:34). Era uma espécie de enfermagem daquela época. Um profeta de Deus, aconselhou a porem uma pasta de figos sobre a chaga de um rei que estava que morrer e ele sarou (2Reis 20:7).

Paulo, que operara tantas curas pela fé, pois tinha dom de curar, agora, que no fim da sua vida terrena aconselha a Timóteo a usar um pouco de vinho, por causa do seu estômago e das suas frequentes enfermidades (1Tim.5:23). Era um medicamento da época, e que sabe se orientado pelo médico Lucas.

PELA CIRURGIA
A cirurgia também está Bíblia. Deus serviu-se dela ao cortar a carne de Adão tirar-lhe uma costela para formar a primeira mulher (Gen.2:21).
Os sacerdotes de Israel foram ordenados por Deus rasgarem a pele do leproso para se certificarem cveracidade da cura (Lev.1 3:56).

A cirurgia dos nossos dias está maravilhosamente desenvolvida e os filhos de Deus devem usá-la, se precisarem. Quem vos escreve precisou dela há 33 anos; pela segunda vez há 26 anos e ultimamente, e mais precisamente há 3 meses, como é de conhecimento de muitos. Deus foi servido de curar seu servo por meio da cirurgia, glória ao Seu Nome.

PELO ABANDONO DO PECADO
O pecado origina a doença e por fim a morte (Rom.6:23) Ananias e Safira, por causa do pecado da mentira foram mortos (Atos 5:4,5,10). Geazi, por causa do pecado da mentira e da cobiça, ficou leproso (II Rei. 5:27).Também Miriã ficou leprosa por murmurar contra' Moisés, seu irmão (Num.12:10). Havia na igreja de Corinto muitos fracos e doentes e outros que tinham sofrido a morte, devido ao pecado de participarem da Ceia do Senhor indignamente (1Cor. 11:28-30)

POR MEIO DE SUGESTÕES MENTAIS
Muitos crentes andam tristes e desanimados devido aos problemas materiais. Há situações difíceis, como os estudos, o emprego, a família, etc., e tudo isto trás sofrimento e até doenças. A Palavra do Senhor ensina-nos a lançar sobre Ele toda a nossa ansiedade porque Ele tem cuidado de nós (1 Ped.5:7).

Vamos colocar a nossa mente no Senhor (Col.3:1 -4). Há muitos exemplos na Bíblia, de crentes que passaram tempos bem difíceis, mas tudo isso contribuiu para o aperfeiçoamento da fé, e eles ainda experimentaram dias de gozo e felicidade.

PELA ALEGRIA DO ESPÍRITO SANTO
O fruto do Espírito é alegria (Gal.5:22). Paulo, mesmo na prisão, em Roma, escreveu aos crentes de Filipos para se regozijarem sempre no Senhor (Fil.4:4). Também, quando o povo de Israel, que voltara do cativeiro ouvia a Palavra do Senhor lamentava-se e chorava de arrependimento. Então Neemias e Esdras animaram o povo e disseram-lhes que não estivessem tristes, porque "a alegria do Senhor é a vossa força" (Neem.8:10).

Se pensarmos mais nas bênçãos que o Senhor já nos concedeu, como o perdão de todos os nossos pecados, a certeza de irmos para a presença do Senhor, que Ele está conosco e habita em nós, que tudo quanto Ele permite vir à nossa vida é para o nosso bem, então não andaremos tristes, nem desanimados. E isso nos livrará de muitas enfermidades.

A CURA FINAL - UM CORPO IMORTAL
Embora o Senhor nos possa curar de várias enfermidades, usando estes meios que aqui mencionamos, temos que reconhecer que algumas enfermidades; nos acompanharão até que o Senhor nos chame para a Sua presença. Estou a pensar que temos irmãos deficientes, cegos coxos, paralíticos, etc. Alguns movem-se em cadeiras de rodas, outros estão retidos nos seus leitos de dor. Temos, porém, a gloriosa esperança de que; quando Cristo vier buscar-nos, "transformará este corpo abatido, para ser conforme o Seu corpo glorioso" (Fil.3:21). Na Vinda do Senhor para arrebatar a Sua Igreja, "os nossos corpos corruptíveis serão revestidos de incorruptibilidade, e isto que é mortal se revestirá de imortalidade. Então cumprir-se-á a palavra que está escrita: Tragada foi a morte na vitória. Onde está ó morte, o teu aguilhão?" (1 Cor.15;1-55).

"Por isso não desfalecemos; mas, ainda que o nosso homem exterior se corrompa, o interior, contudo, se renova de dia em dia. Porque a nossa leve e momentânea tribulação, produz para nós um peso eterno de glória mui excelente" (2 Cor.4:16,17).         

Carlos Alves

Por Litrazini
Graça e Paz