sábado, 21 de julho de 2018

FOMOS CRIADOS PARA NOS TORNARMOS SEMELHANTES A CRISTO


Arraigados e sobreedificados nele, e confirmados na fé, assim como fostes ensinados, nela abundando em ação de graças. (Cl.2.7)

Em toda a criação, somente o homem foi feito à imagem de Deus (Gn.1.26). Esse é um grande privilégio que nos honra pois, tal como Deus somos seres espirituais: nosso espírito é imortal e sobreviverá ao nosso corpo terreno; somos inteligentes: podemos pensar, ponderar e solucionar problemas; como Deus nós nos relacionamos: podemos dar e receber amor verdadeiro e, somos dotados de consciência moral: podemos discernir entre o certo e o errado, o que nos torna responsáveis diante de Deus.

O supremo objetivo de Deus para nossa vida na terra não é conforto, mas desenvolvimento de seu caráter. Ele quer que cresçamos espiritualmente e nos tornemos semelhantes a Cristo. Tornar-se semelhante a Cristo não é perder a personalidade ou se tornar um clone autômato.

Deus criou em nós um caráter único; logo, logicamente não quer destruí-lo. O cristianismo ocupa-se da transformação do caráter, não da personalidade. Deus quer que desenvolvamos o tipo de caráter descrito nas bem-aventuranças de Jesus, nos frutos do Espírito, no capítulo de Paulo sobre o amor e na lista de Pedro das características de uma vida produtiva e eficiente. A vida deve ser difícil, é isso que nos possibilita crescer. Lembremo-nos de que a terra não é o céu.

Toda vez que nos esquecemos que o caráter é um dos propósitos para nossa vida, nos tornamos frustrados pela situação que nos cerca. Pensamos com nós mesmos: Porque isso está acontecendo comigo? Porque estou passando por momentos tão difíceis? A resposta é que a vida deve ser difícil. É isso que nos possibilita crescer. Lembremo-nos de que a terra não é o céu.

Muitos cristãos interpretam erroneamente a promessa de Jesus de vida em abundância (Jo.10.10), como se fosse saúde perfeita, estilo de vida confortável, felicidade constante, plena realização dos sonhos e o alívio instantâneo dos problemas por meio da fé e da oração.Ou seja, esperam que a vida seja fácil. Esse ponto de vista mostra Deus como se fosse o gênio da lâmpada, que existe tão somente para nos servir em nossa busca egoísta de realização pessoal. Mas Deus não é nosso criado, e, caso nos deixemos levar pela idéia de que a vida deve ser fácil, ficaremos grandemente desapontados ou viveremos nos recusando a aceitar a realidade.

Nunca nos esqueçamos de que a vida não gira em torno de nós! Existimos para os propósitos de Deus, e não o contrário. Deus nos dá o nosso tempo na terra para construirmos e fortalecermos nosso caráter para o céu.

Transcrito Por Litrazini
Graça e Paz