domingo, 2 de setembro de 2018

NÃO DEIXE A CHAMA SE APAGAR


Por isso não desanimamos. Embora exteriormente estejamos a desgastar-nos, interiormente estamos sendo renovados dia após dia (2 Coríntios 4:16) Existe uma palavra que vez ou outra vem nos confrontar em nossa caminhada: o desanimo. Quando isso acontece, nós perdemos a esperança nas promessas de Deus e até mesmo em quem nós somos, perdemos nossa identidade.

O Cristianismo não é um chamado de facilidades, como muitos pensam. Não! Andar com Cristo é dizer não ao que o mundo está dizendo sim. É saber que enfrentaremos momentos de desertos e que devemos valorizá-los, pois são neles que crescemos cada vez mais em Deus.

Somente pela fé não esmorecemos em meio às adversidades da vida. Somos treinados por Cristo dia a dia, as provações existem e tornam o deserto ainda mais escaldante. O que faz a diferença é a maneira que reagimos durante a jornada. Ninguém disse que seria fácil, a não ser os adeptos do evangelho triunfalista, que não é o evangelho de Jesus.

Muitas vezes, o inimigo de nossas almas não precisa esquentar muito a cabeça pra nos fazer tropeçar. Ele sabe que fazemos parte de uma geração que está disposta a ter tudo nas mãos pra ontem, e sabe também que detestamos esperar. Por outro lado, podemos pensar no apóstolo Paulo: enfrentou tribulação, aflições, açoites, perseguições… Mas se manteve firme, não deixou a chama se apagar.

Somos humanos e iremos enfrentar momentos difíceis, dias duros, momentos em que o desanimo irá encontrar lugar em nós. Sim, somos humanos e estamos sujeitos a isso. O que não podemos fazer é deixar que esse sentimento encontre lugar para passar uma temporada. O desanimo não pode ser nosso “hóspede”.

É um ciclo vicioso: cansamos de esperar em Deus, passamos a ser guiados por nossa própria vontade, a caminhada se torna dura e árdua, o desanimo vem, encontra lugar pra se hospedar e a fé esmorece. Se já sabemos o caminho e o final de tudo isso, por que ainda caímos na mesma armadilha? A resposta é simples: a chama se apagou.

Quando nos relacionamos com Deus, a chama se mantém acesa sempre e cada vez mais. Situações adversas existem, mas a confiança em Deus é maior do que qualquer uma delas. A convicção de quem Deus é em mim é o que me guia e não mais as minhas emoções ou a voz da multidão. Eu sei o que Ele tem prometido pra mim e isso basta.

A chave para essa chama não se apagar é apenas uma: relacionamento com Deus. Como podemos confiar em quem não conhecemos? Como podemos entregar o controle de nossas vidas a alguém que só ouvimos falar nos cultos de domingo? Ou como podemos perseverar em um Cristianismo que não sabemos nem qual é o propósito?

Só temos a oportunidade de conhecer alguém buscando esse conhecimento. Só teremos como confiar nesse Deus se a chama estiver acesa. E só podemos vencer o desanimo confiando em quem está no controle das nossas vidas.

Permaneçamos firmes no Senhor, busquemos sua presença dia a dia, façamos de nossa vida um trono de adoração e louvor a esse Deus, que a chama nunca se apague em nossos corações. Assim, o desanimo pode até vir ao nosso encontro, mas ele não terá lugar para permanecer, afinal, o Deus de toda paz é quem faz morada em nosso interior.

Lorena Carolino

Por Litrazini
Graça e Paz