sexta-feira, 30 de janeiro de 2015

CORAÇÃO: MAIOR CAMPO DE BATALHA DO MUNDO

Os que são segundo o Espírito (inclinam-se) para as coisas do Espírito. Mas se alguém não tem o Espírito de Cristo, esse tal não é dele. – Romanos 8.5,9.

Além do perdão do pecado, diariamente necessitamos da graça para podermos distanciar o pecado de nossas vidas, dominando-o, ao invés de por ele sermos dominados. Esta graça é também uma dádiva de Deus.

Se você crê em Jesus Cristo como teu Salvador, que por seus méritos e por sua morte na cruz Deus perdoa a todos os teus pecados, e agora quer permanecer fiel ao seu Redentor, vivendo sob a direção do Espírito, então, será algo normal que, sinceramente, queira livrar-se de todos os maus hábitos e faltas aderidas a ti, inerentes da tua natureza humana.

Nada te causará maior dor que tuas próprias debilidades e pecados. Se você assim não pensa, ainda não chegou ao conhecimento da verdadeira fé.

O Espírito de Cristo não pode fazer as pazes com nossa carne corrupta. E para a nossa carne, é também impossível estar em paz com o Espírito de Cristo.  A carne, que é a nossa natureza pecaminosa, jamais estará de acordo com Deus.

Paulo confessa: “Segundo o homem interior (a nova vida criada por Deus em nós), tenho prazer na lei de Deus. Mas vejo nos meus membros outra lei que batalha contra a lei do meu entendimento e me prende debaixo da lei do pecado que está nos meus membros. Assim que eu mesmo, com entendimento, sirvo à lei de Deus, mas, com a carne, à lei do pecado” (Rm 7.23,25).

Em nosso coração, lugar onde nascem os pensamentos e a vontade, é exatamente onde vive o Espírito, ali mesmo é onde se produz esta oposição e constante batalha, “porque o desejo da carne é contrário ao Espírito, e o do Espírito é contrário à carne; e estes se opõem entre si para que não façais o que quereis. Mas se sois guiados pelo Espírito, logo não estais debaixo da lei

Deus Todo Poderoso, freia e reprima o inimigo destruidor e a todos os seus maus espíritos, que para nos tirar a paz, tentam alterar a ordem e debilitar as instituições que tu nos deste. Amém.

C.O.Rosenius (1816-1868) – Nuevo Dia – Trad. Sóstenes Ferreira da Silva

Por Litrazini

Graça e Paz