quinta-feira, 22 de outubro de 2020

O REAL SENTIDO DO SANGUE DE CRISTO

 

O conceito bíblico sobre sangue, nos mostra que muito mais que nós pensamos, este líquido representa a vida, como lemos em Gn 9,4. O sangue significa vida e não morte. Ele alimenta e sustenta cada célula do corpo com seus preciosos nutrientes. Quando ele se esvai, a vida vacila. Quando o sangue escoa, a vida vai com ele.

Quando celebramos a ceia do Senhor, estamos nos referindo ao sangue derramado por Ele. E muitos de nós, não entendemos esta associação de vida com morte; de sangue com festa. Como celebrar um fato que gerou derramamento de sangue.

O QUE A BÍBLIA NOS DIZ SOBRE ESTE SANGUE?

Em Ef 2.13 lemos: 'Mas agora, em Cristo Jesus, vocês que antes estavam longe, já agora pelo sangue de Cristo chegaram perto.' A distância que tínhamos de Deus acabou, quando o sangue de Cristo se esvaiu. O sangue comprova a morte real e absoluta como homem, sendo assim.

Para que a 'doação' que Deus fez se concretizasse, que era a própria vida de seu Filho, esta vida precisava não ser mais d`Ele.  E quando Cristo expirou na cruz dizendo 'está consumado', a vida dele não era mais dEle, e sim nossa.

A transfusão de sangue fora feita. O sangue d`Ele em nós, a vida d`Ele em nós. Por isso o sangue deve representar para nós vida e não morte. A vida de Cristo em nossa vida. Quando Jesus morreu, quase todo o seu sangue já havia saído de seu corpo, para dizer a toda humanidade: Eu morri para que vocês tenham vida.

E hoje podemos entrar com ousadia em sua presença por causa de seu sangue, como está escrito em Hb 10.19 - 'Tendo pois irmãos ousadia, para entrar no santuário, pelo sangue de Jesus'...

E é por isso hoje, que podemos estar em comunhão, pelo cálice da nova aliança, feita através deste sangue, como vemos em I Co. 10.16. - 'Porventura o cálice de benção que abençoamos não é a comunhão do sangue de Cristo? O pão que partimos, não é porventura a comunhão do Corpo de Cristo?'.

Em João 6.53 a 57 temos uma ordem expressa de Jesus que é: '...Todo aquele que come a minha carne e bebe o meu sangue permanece em mim e eu nele...'

Na consciência de um judeu, o sangue representa vida.

Em Gn.9.4 Deus dá uma ordem a Noé: Não comam carne com sangue que é vida. Mais tarde, no conjunto de regras e leis que Deus Dá a Moisés, Ele reintera esta ordem em Lv.3.17. 'Porque a vida de toda a carne é o seu sangue'.

A regra era inquestionável: Não coma o sangue, pois nele está a vida. A culinária kosher, típica dos Judeus, se desenvolveu usando elaboradas técnicas para se certificar de que nenhum sangue contaminava a carne. Agora imaginem a repercussão destas palavras entre o povo judeu: 'Bebam o meu sangue'! Muitos de seus discípulos mais próximos desertaram; seus irmãos o consideraram louco; as conspirações para matá-lo surgiram imediatamente.

Dessa vez, Jesus tinha ido longe demais. Jesus se expressou desta maneira, não para ofender, mas para transformar a simbologia de forma radical. Deus tinha dito a Noé: Se você beber o sangue de um cordeiro, a vida do cordeiro entrará em você, não faça isso. E Jesus na verdade disse: 'Se você beber meu sangue, minha vida entrará em você. Faça isso!'

Jesus tomou o meu e o seu lugar na cruz, para que o seu sangue, nos desse vida.

Pr Richard Medeiros

Por Litrazini

http://www.kairosministeriomissionario.com/

Graça e Paz