segunda-feira, 14 de março de 2011

VENCENDO A IRA

O que fazer em relação à ira? Quando é produto de um motivo errado, quando não conseguimos o que queremos, quando agimos precipitadamente — a ira é pecado.

Que coisas práticas Deus diz sobre lidar com ela? A Escritura nos oferece quatro diretivas específicas no livro de Provérbios. Vamos falar rapidamente sobre elas.

1. Aprenda a ignorar desentendimentos leves, a discrição do homem o toma longânimo, e sua glória é perdoar as injúrias. (Pv. 19:11)

Essa passagem talvez seja mais bem interpretada na versão de Berkeley: "É prudente para o homem reprimir a sua ira; é glória para ele ignorar uma ofensa."

Aos olhos de Deus, é glória se você for suficientemente grande para ignorar uma ofensa. Não procure brigas, cris­tão. Não fique amuado, nem na defensiva quanto à sua opinião ou direito. Esteja disposto a ceder.

Provérbios 17:14 diz essencialmente o mesmo. "Como o abrir-se da represa, assim é o come­ço da contenda; desiste, pois, antes que haja rixas."

Como no tango são necessários dois para dançar, num desentendimento são necessários dois para bri­gar. Se perceber que uma contenda está se formando, recue; vá embora. Aprenda a ignorar diferenças insig­nificantes.

2. Não se associe a pessoas que ficam facilmente iradas. Não fique perto delas

Não te associes com o iracundo, Nem andes com o homem colérico, Para que não aprendas as suas veredas E, assim, enlaces a tua alma. (Pv. 22:24, 25)
Isso é certo: ficamos parecidos com aqueles com quem andamos.

Se você passar tempo com um rebelde vai tor­nar-se revoltado e irado.

Se eu andar com pessoas negati­vas, sabe o que vai acontecer comigo? Eu me torno negati­vo. (Embora, por natureza, seja uma pessoa positiva.) O surpreendente é que quanto mais tempo passo perto de pessoas que falam como as coisas não vão dar certo, como isso não é bom, e como apesar de haver dez coisas ótimas, duas deram errado, quanto mais começo a pensar: Sabe? Uma porção de coisas não funcionaram. Fico então irritado e negativo.

Você está se tornando uma pessoa irada por associar-se intimamente com indivíduos irados? A Escritura diz: "Não faça isso!"

3. Segure a sua língua

Mais do que qualquer calúnia, qualquer ato imoral, qualquer investimento financeiro insensato, o que divide com maior rapidez uma igreja é a língua descontrolada. Quanto mais vivo, mais compreendo que A resposta branda desvia o furor, Mas a palavra dura suscita a ira. (Pv.15:1)
O que guarda a boca e a língua Guarda a sua alma das angústias.(Pv. 21:23)

Washington Irving fez esta declaração: "A única lâmina que fica mais afiada com o uso é a língua."

O músculo da sua perna não é o mais forte em seu corpo, mas sim o músculo em sua boca. Controle a sua língua. Isso irá literalmente "desviar o furor".

4.Cultive a sinceridade na comunicação... não deixe que a ira cresça.

Leia atentamente Provérbios 27:4-6: O furor é cruel e a ira impetuosa, mas quem poderá enfrentar a inveja? Melhor é a repreensão franca do que o amor encoberto. Leais são as feridas feitas pelo amigo, mas os beijos do inimigo são enganosos.

A contrapartida do Novo Testamento a esta passagem é Efésios 4:25: Por isso, deixando a mentira, fale cada um a verda­de com o seu próximo, porque somos membros uns dos outros.

Não há substituto para a completa sinceridade, falada em amor. Permitir que a ira ferva só fará com que a tampa de uma panela quente demais exploda.

Você já pensou o suficiente sobre a ira. Basta de teoria! Está na hora de pôr os conhecimentos em prática como a Bíblia ensina.

Mal é o furor, e impetuosa, a ira, Mas quem pode resistir à inveja?

Melhor é a repreensão franca Do que o amor encoberto.

Leais são as fendas feitas pelo que ama, Porém os beijos de quem odeia são enganosos.

Retirado do livro PERSEVERANÇA – Autor: Charles R. Swindoll

Por Lidiomar

Graça e Paz