terça-feira, 12 de abril de 2011

Guerra Espiritual - Parte 4 - A Espada do Espírito

Lucas 4.1-13 - Jesus, cheio do Espírito Santo, voltou do Jordão e foi levado pelo Espírito ao deserto, onde, durante quarenta dias, foi tentado pelo diabo. Não comeu nada durante esses dias e, ao fim deles, teve fome. O diabo lhe disse: "Se você é o Filho de Deus, mande a esta pedra que se transforme em pão". Jesus respondeu: "Está escrito: ‘Nem só de pão viverá o homem’ ". O diabo o levou a um lugar alto e mostrou-lhe num relance todos os reinos do mundo. E lhe disse: "Eu lhe darei toda a autoridade sobre eles e todo o seu esplendor, porque me foram dados e posso dá-los a quem eu quiser. Então, se você me adorar, tudo será seu". Jesus respondeu: "Está escrito: ‘Adore o Senhor, o seu Deus e só a ele preste culto’". O diabo o levou a Jerusalém, colocou-o na parte mais alta do templo e lhe disse: "Se você é o Filho de Deus, jogue-se daqui para baixo. Pois está escrito: ‘Ele dará ordens a seus anjos a seu respeito, para lhe guardarem; com as mãos eles os segurarão, para que você não tropece em alguma pedra’". Jesus respondeu: "Dito está: ‘Não ponha à prova o Senhor, o seu Deus’". Tendo terminado todas essas tentações, o diabo o deixou até ocasião oportuna.

Irmãos, hoje pretendo dizer porque conhecer a Bíblia é a mais importante forma de vencer o diabo. Primeiro é importante ressaltar que a Bíblia foi escrita em mais ou menos 1500 anos e por cerca de 40 autores. E mesmo tendo sido escrito por autores diferentes, em tempos diferentes e em tantos anos não há divisão de pensamentos, pelo contrário, há a unidade.

Sabendo disso, em que podemos nos aprimorar para a Guerra usando esta espada poderosa? No texto bíblico acima logo no primeiro versículo já temos uma dica, estarmos cheios do Espírito Santo. Depois, lendo livros que tratam de guerras do povo de Israel com outros povos. Se tomarmos por base os livros que narram as histórias das conquistas de Israel (Livro de Josué), dos reis de Israel e Judá, principalmente Davi, vemos e aprendemos que devemos consultar o Senhor (I Samuel 23.1-5), podemos pedir estratégias ao Senhor (Josué 8.1-29), pedir a Deus para usar anjos na batalha (II Crônicas 32.21), saber a respeito dos nossos inimigos (I Samuel 23.10-12), fazer o mapeamento dos nossos inimigos (II Samuel 5.22-25), aprendemos a usar armas espirituais(II Coríntios 10.4), aprendemos a usar o poder da nossa fé e boca(I Samuel 17.45-51), e aprendemos que necessitamos de intercessão e adoração (Êxodo 17.9-15) e principalmente aprendemos que vencemos tudo com amor e fidelidade ao nosso Deus (II Samuel 23.1-7).

Amados, tudo isso está respaldado ao longo das escrituras. Se fugirmos das aberrações das "profundezas de Satanás", de experiências sem respaldo bíblico, e nos dedicarmos a guardar a Palavra de Deus em nossos corações, seremos guerreiros poderosos no exército do Senhor, como foi Davi, o homem segundo o coração de Deus.

E para finalizar, é muito importante pedir a Jesus o Dom de Discernimento Espiritual. Irmãos, conforme o capítulo 12 de I Coríntios, aprendemos no versículto 7 que a cada um é dada a manifestação visando ao bem comum. Pessoas que querem Discernimento Espiritual para se assoberbarem diante dos irmãos e acharem que são mais especiais, acabam por não receber do Senhor, pois o Dom é de Deus para o Homem, com a finalidade do Senhor ser engrandecido. Lembre-se, homens que exaltam mais o poder do diabo do que o de Deus, homens que buscam aparecer mais que o Senhor Jesus, não estão aptos a ensinarem a guerra, pois em todos os exemplos e principalmente no livro de Atos encontramos o tempo todo a obra do Senhor sendo feita por homens mas o nome do Senhor sendo engrandecido e tendo reconhecimento em todas as situações.

Que o Senhor Deus lhe dê toda a Graça e Sabedoria necessária para a Guerra Espiritual e que o amado estude a Bíblia.


A Graça e Paz do Senhor Jesus Cristo,

Moacir Neto